Procurar por nome do palestrante ou da organização

Adriana Barbosa

Feira Preta / São Paulo

CEO Instituto Feira Preta, formada em gestão de eventos com especialização em gestão cultural pelo Centro de Estudos Latino-Americanos sobre Cultura e Comunicação (CELACC) da ECA – USP. Em 2017 foi homenageada junto ao Lázaro Ramos e de Taís Araújo como os 51 negros com menos de 40 anos mais influentes do mundo segundo o Mipad, premiação mundial, reconhecida pela ONU. O ano de 2019 foi bastante especial, pois Adriana Barbosa venceu a categoria Troféu Grão do Prêmio Empreendedor Social promovido pela Folha de São Paulo, com a aceleradora Pretahub e também vencedora da categoria Empreendedorismo e Negócios do Prêmio CLAUDIA 2019, recebendo o troféu de Luiza Trajano do Magazine Luiza.

Participante da mesa:

» Investimentos e Negócios de Impacto » Investimento Social para a Equidade Racial

Adriana Ramos

Instituto Socioambiental (ISA) / Distrito Federal

É comunicadora, especialista em politicas ambientais e coordenadora do Programa de Política e Direito Socioambiental do Instituto Socioambiental (ISA). Faz parte da coordenação do Observatório do Clima e foi membro da Direção Executiva da Associação Brasileira de ONGs (ABONG).

Participante da mesa:

» Mudanças Climáticas

Alessandra Orofino

Nossas / Rio de Janeiro

Alessandra Orofino é Diretora Executiva e Co-fundadora do Nossas, onde desenvolve ferramentas e metodologias para ativismo e participação social. Alessandra também é a diretora geral do Greg News, o único programa de comédia da HBO no Brasil. O Nossas nasceu da experiência de Alessandra com Meu Rio, uma comunidade urbana de centenas de milhares de membros que trabalham juntos para impactar a política local. Antes de fundar a Meu Rio, Alessandra trabalhou na Purpose, organização parceira do Meu Rio. Alessandra é formada em Economia e Direitos Humanos pela Columbia University e foi membro do corpo docente da School of Visual Arts, contribuindo para seu programa pioneiro em Design for Social Innovation.

Participante da mesa:

» Proteção social: pensando desafios, comunicando soluções » Redes: manipulação e mobilização » Narrativas sobre saúde e ciência » Nem tudo é ruim

Alexandre Schneider

Instituto Singularidades / Rio de Janeiro

Presidente do Instituto Singularidades, pesquisador do Centro de Economia e Política do Setor Público da FGV/SP, foi secretário municipal de educação de SP, pesquisador visitante e professor adjunto da Universidade Columbia em Nova York.”

Participante da mesa:

» Educação

Allyne Andrade e Silva

Fundo Brasil de Direitos Humanos / Rio de Janeiro

Advogada, possui doutorado (2019) e mestrado (2015) em Direito pela Universidade de São Paulo . Obteve o LL.M – Master of Laws- na área de Teoria Crítica Racial da Faculdade de Direito da Universidade da Califórnia, Los Angeles – UCLA School of Law (2019). Fez a graduação em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2009). Autora do livro Direito e Políticas Públicas Quilombolas, publicado pela Editora DPlácido. Atualmente, é Superintendente adjunta do Fundo Brasil de Direitos Humano

Participante da mesa:

» Investimento Social para a Equidade Racial

Amalia Fischer

Fundo Elas / Rio de Janeiro

Amalia Fischer é coordenadora geral do Fundo Elas. É uma ativista mexicana-nicaraguense e feminista desde 1975 que fundou o Fundo em 2001 com outras nove mulheres o fundo para aumentar a conscientização sobre as contribuições femininas e as questões femininas, enquanto mudava os padrões das doações filantrópicas tradicionais. É PhD em comunicação e cultura e foi professor de ciência política na Universidad Nacional Autónoma de Mexico por 20 anos. Amália também é Ashoka Fellow e Senior Fellow do Synergos, atua no conselho do Fundo de Ação Urgente pelos Direitos Humanos da Mulher.

Participante da mesa:

» Direitos das Mulheres » Financiamento baseado em Relações de Confiança : Análise sobre a Importância do Financiamento Operacional Geral e do Desenvolvimento de Competências

Amanda Moreira

Agenda Pública/Estratégia ODS / São Paulo

Pós-Graduanda em Gestão Pública Avançada – Insper. Bacharela em Gestão de Políticas Públicas – USP/ Administração Pública – UVIGO. É Coordenadora de Projetos da Agenda Pública.

Participante da mesa:

» Filantropia, Cidadania e Desenvolvimento: Balanços e Trilhas de Avanço

Americo Mattar

Fundação Telefônica Vivo / São Paulo

Americo Mattar é Engenheiro de Produção graduado também em Comércio Exterior e pós-graduado em Gestão de Projetos, é diretor presidente da Fundação Telefônica Vivo desde novembro de 2015. Ingressou na Fundação em 2012, como gerente de Planejamento, Finanças e Jurídico, vindo da Vivo onde passou pelas áreas de Finanças, Engenharia e Operações. Antes, atuou na Whirlpool e Citibank nas áreas de atendimento ao cliente e comercial. À frente da Fundação, seu foco é promover o protagonismo social por meio da inovação educativa aplicada a novas metodologias de ensino-aprendizagem, ao empreendedorismo jovem e ao exercício da cidadania.

Participante da mesa:

» Investimento Social Empresarial » Empresas e Sociedade : Propósito, impacto e a busca por novos paradigmas

Américo Sampaio

Estratégia Brasil / São Paulo

Sociólogo, pós-graduando em economia e relações governamentais, especialista em advocacy para políticas públicas, atuou como gerente de campanhas na Purpose Brasil, coordenou organizações da sociedade civil como a Rede Nossa São Paulo e Comunitas, foi membro da diretoria da Escola de Governo de São Paulo e atuou em diversas campanhas com foco no Direito à Cidade. É cofundador da Estratégia Brasil e colunista da rádio CBN. Atualmente dedica-se a técnicas de pesquisa e escuta social para campanhas de causas.

Participante da mesa:

» Comunicação e Advocacy

Ana Buchaim

B3 S/A / São Paulo

Diretora de Pessoas, Marketing, Comunicação e Sustentabilidade da B3, investindo principalmente na evolução da cultura e marca da companhia. Liderou os esforços de integração de pessoas resultante da fusão da Cetip com a BM&F Bovespa. Foi responsável pelo desenvolvimento da área de Recursos Humanos da Cetip. Construiu sua carreira em instituições financeiras como Banco Santander, ABN Amro e Citibank. Formada em Administração de Empresas pela FEA – USP, com especialização em Change Management pela Chicago Booth School of Business e formação em Psicanalise, pelo Centro de Estudos Psicanalíticos.

Participante da mesa:

» Nova Economia: ESG, Propósitos e Valor Público

Ana Paula Morales

Agência Bori / São Paulo

Ana Paula Morales é co-fundadora e coordenadora da Agência Bori, iniciativa para transformação social pela ciência. Ana também é pesquisadora associada no Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo na Unicamp e editora-executiva da revista Ciência & Cultura, um dos veículos de divulgação científica mais antigos do país, da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). Cientista de formação inicial (biomédica com mestrado em Farmacologia pela Unifesp), Ana faz pesquisa e atua profissionalmente com comunicação de ciência há 12 anos. Antes de ajudar a fundar a Bori, trabalhou no governo do Estado de São Paulo em diferentes órgãos relacionados à ciência, tecnologia, inovação e ensino superior e coordenou pesquisas na área de percepção pública da ciência. Faz doutorado em Política Científica e Tecnológica pela Unicamp.

Participante da mesa:

» Investimento Social por Ciência e Informação » Investimento Social por Ciência e Informação

Ana Toni

Instituto Clima e Sociedade / Rio de Janeiro

É Diretora Executiva do Instituto Clima e Sociedade -iCS. Economista e doutora em Ciência Política, Ana possui longa trajetória no trabalho junto ao terceiro setor e no fomento de projetos voltados à justiça social, à promoção de políticas públicas, à área do meio ambiente e mudanças climáticas e à filantropia. Ana foi Presidente de Conselho do Greenpeace Internacional (2011 a 2017), diretora da Fundação Ford no Brasil (2003-2011) e da ActionAid Brasil (1998-2003). Foi membra do conselho do GIFE, Fundo Baobá para Equidade Racial e Sociedade e Wikimedia Foundation entre outros. Atualmente é integrante dos conselhos da Gold Standard Foundation, Instituto República, Transparência Internacional- Brasil, e do Instituto Pesquisa Ambiental da Amazônia -IPAM.

Participante da mesa:

» Investimento Social Independente » Mudanças Climáticas

Andre Degenszajn

Instituto Ibirapitanga / Rio de Janeiro

É Diretor-presidente do Instituto Ibirapitanga, organização criada em 2017 pelo cineasta Walter Salles. Foi Secretário-Geral do GIFE entre 2013 e 2017. É mestre em relações internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Foi professor de relações internacionais na Faculdade Santa Marcelina entre 2007 e 2011. Foi fundador e atualmente integra o Conselho Diretor da Conectas Direitos Humanos e também da Oxfam Brasil.

Participante da mesa:

» Grantmaking e Fortalecimento da Sociedade Civil » Filantropia e Movimentos Sociais » Grantmaking

André Leonardi

Fundação CSN / São Paulo

Gerente Geral da Fundação CSN. Facilitador do Fórum Brasileiro pelos Direitos Culturais, Membro do Conselho Deliberativo do Instituto Arte na Escola e Presidente do Conselho Deliberativo da Sustenidos, OS gestora do projeto Guri.

Participante da mesa:

» Cultura

Andrea Wolffenbüttel

IDIS / São Paulo

É Diretora de Comunicação do IDIS. Jornalista, com formação também na área de Análise de Sistemas e especialização em Economia, teve experiência de redação em veículos tais como O Estado de S.Paulo, SBT e CBS News (EUA). Gerenciou o Centro de Informações e Pesquisas da Gazeta Mercantil. Editou a revista Desafios do Desenvolvimento, uma publicação do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Coordenou a comunicação e o relacionamento com a imprensa da Secretaria Municipal de Transportes de São Paulo, incluindo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e a gestora do sistema de transporte público, SPTrans. No terceiro setor, foi gerente de Comunicação e Conteúdo do Instituto Akatu pelo Consumo Consciente e, mais recentemente, da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal.

Participante da mesa:

» Dados do Investimento Social Privado

Andréia Coutinho Louback

Especialista em Justiça Climática / Rio de Janeiro

É graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela PUC-Rio e mestra em Relações Étnico-Raciais pelo CEFET/RJ. Faz parte do conselho da Rede Narrativas, um movimento de profissionais de comunicação de causas que atua nas organizações da sociedade civil, a partir da difusão de conhecimento e promoção de espaços de debate para a transformação social. Também integra o conselho de governança da Casa Fluminense, que é um espaço permanente para a construção coletiva de políticas e ações públicas por um Rio de Janeiro mais justo, democrático e sustentável. Entre seus principais temas de interesse e paixão estão: justiça climática, cidades inclusivas, educação e desigualdades raciais. Trabalhou como coordenadora de comunicação no Instituto Clima e Sociedade (iCS), sendo responsável por todos os materiais institucionais. Hoje, lidera a comunicação no eixo de justiça climática no programa Prioridade Absoluta, no Instituto Alana.

Participante da mesa:

» Mudanças Climáticas

Angela Dannemann

Itaú Social / Bahia

Engenheira Química (UFBA), Mestre em Administração (IBMEC-RJ) e Especialista em Avaliação de Programas (CEATS/FIA/USP). Atualmente é Superintendente do Itaú Social. Participa dos conselhos do CONSOCIAL FIESP (Conselho Superior de Responsabilidade Social), do CIEB (Centro de Inovação da Educação Brasileira), do CIVI-CO – Polo de Impacto Cívico Social e UNICEF (Fundo das Nações Unidas para Infância no Brasil). É associada da ABAVE (Associação Brasileira de Avaliação Educacional) e da AEA (American Evaluation Association) e foi fundadora da RBMA (Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação).

Participante da mesa:

» Educação

Anielle Franco

Instituto Marielle Franco / Rio de Janeiro

Anielle Franco é cria da favela da Maré, no Rio de Janeiro. É bacharel em Jornalismo e Inglês pela Universidade Central de Carolina do Norte e bacharel-licenciada em Inglês/Literaturas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. É mestra em Jornalismo e Inglês pela Universidade de Florida A&M, e atualmente é mestranda em uma universidade federal no Rio de Janeiro (Cefet) cursando relações étnico-raciais com o foco na identidade das mulheres negras através da memória e legado de Marielle Franco, sua irmã e inspiração diária. Publicou seu primeiro livro, “Cartas para Marielle”, e tem participação importante em diversas publicações, incluindo a autobiografia de Angela Davis. Trabalha como professora, palestrante, escritora e é a atual diretora do Instituto Marielle Franco, curadora do Projeto Papo Franco e também do curso Marielles.

Participante da mesa:

» Nem tudo é ruim

Antonia Cleide Alves

UNAS / São Paulo

Presidente da UNAS – Heliópolis e Região.

Participante da mesa:

» Cooperação e Investimento Social por Cidades Justas e Sustentáveis

Arif Neky

Consultor da ONU / Quênia

Arif Neky é consultor sênior de parcerias estratégicas da ONU na plataforma de parceria dos ODS no Quênia. Ele também é Presidente da Força-Tarefa do Conselho Consultivo Nacional (NAB) para Impact Finance no Quênia e membro do Africa Venture Philanthropy Alliance SAG (AVPA).

Participante da mesa:

» Plataforma Filantropia ODS: Filantropia e respostas socioeconômicas à COVID-19

Arminio Fraga

Gávea Investimentos / Rio de Janeiro

Arminio Fraga é sócio fundador da Gávea Investimentos, empresa fundada por ele em Agosto de 2003 e presidente do conselho do Instituto de Estudos para Políticas de Saúde, fundado em 2019, ambos sediados no Rio de Janeiro. No período de Abril de 2009 a Abril de 2013, foi Presidente do Conselho de Administração da BM&FBovespa, e de Março de 1999 a Dezembro de 2002 presidiu o Banco Central do Brasil.   Anteriormente, foi Diretor da Soros Fund Management em Nova York, Diretor de Assuntos Internacionais do Banco Central do Brasil, Vice-Presidente da Salomon Brothers, Nova York e Economista-Chefe e Gerente de Operações do Banco Garantia.  

   

Participante da mesa:

» Horizontes para o Pós-Pandemia

Atila Roque

Fundação Ford / Rio de Janeiro

Atila Roque é Diretor da Fundação Ford no Brasil, coordenando todo o trabalho operacional e programático. Antes de ingressar na Ford, atuou como Diretor Executivo da Anistia Internacional no Brasil. Foi também Diretor Executivo do INESC – Instituto de Estudos Socioeconômicos e da Action Aid Internacional-USA em Washington DC. Teve diferentes cargos durante 17 anos no IBASE, uma das mais importantes ONGs do Brasil. Sua experiência inclui também três anos em Tóquio como pesquisador visitante no “Pacific-Asia Research Center”. Atila é Historiador pela UFRJ e Mestre em Ciência Política pelo IUPERJ/UCAM.

Participante da mesa:

» Democracia, Cidadania e Participação » Democracia, Pluralismo e Diversidade » Financiamento baseado em Relações de Confiança : Análise sobre a Importância do Financiamento Operacional Geral e do Desenvolvimento de Competências » Filantropia, Cidadania e Democracia

Beatriz Azeredo

TV Globo / Rio de Janeiro

Beatriz Azeredo é diretora de Responsabilidade Social da Globo desde 2011 e professora adjunta do Instituto de Economia da UFRJ, Beatriz Azeredo foi assessora técnica na Assembleia Nacional Constituinte e no Congresso Nacional e Diretora de Políticas Sociais do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (IPEA), em 1995. Foi Superintendente e Diretora das Áreas de Desenvolvimento Social, Infraestrutura Urbana e Planejamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), de 1996 a 2002. Doutora em Economia pelo Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), sua tese resultou no livro “Políticas Públicas de Emprego – A Experiência Brasileira”. É Senior Fellow do Synergos.  Foi Diretora do Centro de Estudos de Políticas Públicas (CEPP) e também do Instituto Desiderata, de 2003 a 2011.

Participante da mesa:

» Comunicação e Advocacy » Além da emergência : Por um Brasil mais doador, sempre

Beatriz Cunha Fiuza Barros

Instituto Beatriz e Lauro Fiuza / São Paulo

É uma empreendedora apaixonada por educação e por negócios de impacto social. Foi co-fundadora do Instituto Beatriz e Lauro Fiuza, que dirigiu por sete anos, promovendo melhorias na qualidade de vida de milhares de famílias em zonas de risco de Fortaleza, por meio da arte e do esporte. Antes disto, trabalhou como fotógrafa e produtora cultural por dez anos, no Brasil e no exterior. É formada em Comunicação Social pela Unifor, em Fotografia pela Université Paris 8, mestre em Antropologia Visual e da Mídia pela Freie Universität (Berlim), e está concluindo uma especialização em Gestão Escolar e Coordenação Pedagógica pela Uni7. Tem dois filhos com outro empreendedor desarrazoado e muita fome de mundo. E acredita que somos todos seres coletivos, conectados uns aos outros e co-responsáveis pelo mundo onde vivemos.

Participante da mesa:

» Investimento Social Familiar » Filantropia pelo Brasil: Panorama e Perspectivas

Beatriz Johannpeter

Cambridge Family Enterprise Group (CFEG) / São Paulo


Presidiu o Conselho de Governança do GIFE de 2014 a 2017- Grupo de Institutos e Fundações. Foi vice-presidente do Conselho do Instituto Gerdau. Associada da Cambridge Family Enterprise Group(CFEG) Brasil. Experiência em Governança na Família Gerdau Johannpeter, membro do Conselho Familiar Membro do Comitê de Empresas de Controle Familiar do IBGC. Integra os Conselhos da Fundação Roberto Marinho, do movimento Todos pela Educação, da Fundação Iberê Camargo e da ARCAH. Atuou como conselheira no Canal Futura, Fundação Victor Civita, Bienal do Mercosul e Junior Achievement Brasil Formação em Arquitetura e Urbanismo e educação executiva em Corporate Social Responsability na Harvard Business School.

Participante da mesa:

» Percursos e Fronteiras para a Filantropia e o Investimento Social no País » Novos atores e arquiteturas na filantropia no investimento social

Benedito Barbosa

Central de Movimentos Populares / São Paulo

Dito é Advogado Popular dos Movimentos de Moradia e dos Tabalhadores/as Ambulantes, da União dos Movimentos  de Moradia de São Paulo e do Centro Gaspar Garcia de Direitos Humanos, atua especialmente na defesa de   Comunidades, Favelas e Ocupações ameaçadas de remoções forçadas  ou reintegrações  de posse,  é Coordenador da Central de Movimentos Populares da Capital de SP, é  Educador Popular e Defensor de Direitos Humanos.

Participante da mesa:

» Cooperação e Investimento Social por Cidades Justas e Sustentáveis

Benjamin Bellegy

WINGS / São Paulo

Benjamin Bellegy é o diretor executivo da WINGS, uma rede global de 140 organizações que apoiam e desenvolvem o campo da filantropia e do investindo social em 50 países. Juntos, os membros da WINGS apoiam e lideram quase 100.000 entidades filantrópicas em todo o mundo. Desde o final de 2016, ele lidera a rede WINGS em novas direções, com o lançamento de uma nova estratégia, uma associação mais ampla e diversificada e esforços bem-sucedidos de liderança de pensamento para promover a colaboração no campo e aumentar a importância estratégica do desenvolvimento da filantropia entre os financiadores.

Participante da mesa:

» Filantropia Colaborativa » Plataforma Filantropia ODS: Filantropia e respostas socioeconômicas à COVID-19

Bianca Santana

UNEafro / São Paulo

É jornalista e escritora. Doutora em ciência da informação e mestra em educação pela Universidade de São Paulo. Autora de “Quando me descobri negra” e de uma biografia de Sueli Carneiro, em processo de edição. Pela UNEafro, colaborou com a articulação da Coalizão Negra Por Direitos e agora se dedica à estruturação do Instituto de Referência Negra Peregum.

Participante da mesa:

» Democracia, Cidadania e Participação » Filantropia e Movimentos Sociais

Bradford K. Smith

Candid / EUA

Ex-presidente do Foundation Center, Brad liderou seus esforços para se unir à GuideStar para formar Candid em 2019. Brad dedicou sua carreira aos setores filantrópico e sem fins lucrativos. De 1975 a 1982, trabalhou no YMCA dos EUA, na Costa Rica e em Nova York, onde se tornou gerente de desenvolvimento mundial em seu Center for International Management Studies. Trabalhou na Fundação Interamericana de 1982 a 1991, onde dirigiu o programa Brasil. Ele ingressou na Fundação Ford em 1991 como oficial de programa no Brasil antes de ser promovido a representante. De 1996 a 2005, Brad desenvolveu e liderou a maior área de programa da fundação, o Programa de Paz e Justiça Social. Em 10 anos como vice-presidente, ele distribuiu centenas de milhões de dólares para organizações que trabalham com direitos humanos, cooperação internacional, governança e sociedade civil nos EUA e globalmente. De 2006 a 2008, Brad foi presidente da Oak Foundation em Genebra, Suíça, uma importante fundação familiar com programas e atividades de concessão em 41 países nos cinco continentes. Ele ingressou no Foundation Center em 2008.

Participante da mesa:

» Filantropia pelo Mundo

Brenda Brito

Imazon / Pará

É mestre e doutora em Ciência do Direito pela Universidade Stanford (EUA). É Pesquisadora Associada do Imazon, atuando há 17 anos para o aprimoramento de leis e políticas ambientais para conservação da Floresta Amazônica, melhoria da gestão fundiária e mitigação de mudanças climáticas

Participante da mesa:

» Investimento Social pela Amazônia

Bruna Rafaela de Santana Santos

Projeto Liberdade

Pesquisadora do Grupo de Estudos “Direito, Globalização e Cidadania”. Graduada em Direito pela Universidade Federal da Bahia. Advogada de Direitos Humanos da Rede Liberdade. Presidente da Clínica de Direitos Humanos da Universidade Federal da Bahia.

Participante da mesa:

» Ambiente Legal para a Sociedade Civil e o Investimento Social

Caetano Scannavino

Projeto Saúde & Alegria / São Paulo


É Empreendedor Social e Coordenador da ONG Projeto Saúde & Alegria – PSA (www.saudeealegria.org.br), com mais de 30 anos de atuação na Amazônia.  Nascido em São Paulo/SP, se profissionalizou nas áreas de vídeo e fotojornalismo, tendo se mudado para Amazônia em 1988 para apoiar o inicio das ações do PSA,  ajudando na época a estruturar o setor de Comunicação Social. Atualmente, integra sua coordenação geral. A partir dos resultados alcançados, prêmios e reconhecimentos obtidos pelo trabalho do PSA, vem sendo demandado de forma crescente para disseminar suas experiências, assessorar processos de transferência de tecnologias socioambientais junto à outras Instituições, bem como integrar novas frentes, redes e articulações afins em prol de um futuro mais harmônico, includente e sustentável.

Participante da mesa:

» Investimento Social pela Amazônia

Caio Machado

Filhorini Advogados Associados / São Paulo

Caio Machado é advogado e cientista social. Atua no escritório Filhorini Advogados Associados. Mestre em Direito Digital pela Sorbonne e em ciências sociais aplicada à tecnologia (fake news, algoritmos, privacidade) pela Universidade de Oxford, e Cofundador do HealthTech & Society.

Participante da mesa:

» Redes: manipulação e mobilização

Camila Escudero

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada / São Paulo

Doutora em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, professora do programa de pós-graduação em Comunicação da Universidade Metodista de São Paulo e assistente de pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), no projeto Mapa das OSCs.

Participante da mesa:

» Filantropia e pandemia : a produção de conhecimento 6 meses depois

Camila Feldberg

Fundação Itaú Social / São Paulo

Gerente de Fomento da Fundação Itaú Social. É Graduada em
Ciências Contábeis pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Especializada em Sociopsicologia da Juventude e Políticas Públicas pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo – FESPSP. Autuou com projetos sociais na Fundação BankBoston e atua no Itaú Social 2008. Gerencia a área de Fomento, que trabalha pelo fortalecimento da sociedade civil.

Participante da mesa:

» Financiamento baseado em Relações de Confiança : Análise sobre a Importância do Financiamento Operacional Geral e do Desenvolvimento de Competências

Camila Stefanelli Meireles

Fundação FEAC / São Paulo

Formada em marketing, pós graduada em administração pela FGV, e após atuar alguns anos na área de negócio em uma multinacional, resolveu sair e trabalhar por propósito maior, fundou uma ong em Campinas- SP, e há mais de 10 anos atua no terceiro setor, com experiência na coordenação de instituto empresarial, área de responsabilidade social corporativa, desenvolvimento de projetos de mobilização e programas de voluntariado.
Atualmente é responsável pela área de gestão de parcerias da Fundação FEAC, onde realiza articulação e mobilização da iniciativa privada, e parceiros estratégicos para a instituição. Além de participar da coordenação da Rede de Investidores Sociais do Interior Paulista.

Participante da mesa:

» Filantropia pelo Brasil: Panorama e Perspectivas

Carina Pimenta

Conexsus / Rio de Janeiro

Carina Pimenta: Carina trabalha com negócios sociais e sustentáveis desde 2006, dedicando-se a criar novos arranjos para o investimento privado na agenda climática e estratégias de ampliação de resultados socioambientais. É mestre em Desenvolvimento Social pela Universidade de Sussex. É diretoria executiva uma das fundadoras da Conexsus.

Participante da mesa:

» Investimento de Impacto : Avaliação e perspectivas de futuro

Carlos Arboleda

UNDP Brasil / Nova York

Carlos Arboleda é bacharel em Engenharia Industrial com Especialização em Tecnologias da Informação Organizacional pela Universidade Nacional da Colômbia e Mestrado em Direção Estratégica e Gestão da Inovação pelo Instituto Universitario de Posgrado. Com mais de vinte anos de experiência no PNUD, nos escritórios de pais da Colômbia, Brasil e Panamá, assim como na sede do organismo em Nova Iorque.  Atuou nas áreas de Gerenciamento Estratégico e Gerenciamento de Mudanças, consultoria e gestão de Operações, incluindo suporte a outras práticas de gerenciamento de outras entidades da ONU. Atuou como consultor de gestão interna nos últimos 12 anos em mais de 20 escritórios de países do sistema ONU, trabalhando com reengenharia de modelo de negócios, suporte à gestão baseada em resultados, design e implementação de operações, bem como realinhamentos estratégicos. Atualmente, atua como Representante Residente Adjunto do PNUD Brasil.

Participante da mesa:

» Plataforma Filantropia ODS: Filantropia e respostas socioeconômicas à COVID-19

Carolina Barrios

Fundação Maria Cecília Souto Vidigal / São Paulo

É controller do Fundo Patrimonial na Fundação Maria Cecília Souto Vidigal. Trabalhou por 15 anos no Mercado Financeiro na Área de Private Banking. Foi Diretora de Private Banking no Banco UBS Brasil. Antes disso, foi sócia e responsável por uma carteira de clientes na Link Investimentos S/A, também atuou como Gerente de Private Banking no Banco Itaú e no Banco BBA Creditanstalt. Iniciou sua carreira na Junior Achievement São Paulo. É graduada em Administração de Empresas pela EAESP-FGV.

Participante da mesa:

» Endowments e Fundos Patrimoniais

Carolina Guimarães

Rede Nossa São Paulo / São Paulo

É Coordenadora da Rede Nossa São Paulo, uma cientista social brasileira e portuguesa com vasta experiência internacional. A possibilidade de estudar e viver em vários cantos do mundo, bem como, a sua experiência profissional em comércio internacional, sustentabilidade e projetos de Participação Pública e atribuições na Comissão Europeia na Direcção-Geral da Cooperação para o Desenvolvimento, alargou e enriqueceu a sua perspectiva social e desenvolvimento Econômico. Ela também é sócia da Wheel Creative Consulting.

Participante da mesa:

» Cooperação e Investimento Social por Cidades Justas e Sustentáveis

Carolina Pasquali

Alana / São Paulo

Diretora-executiva do Instituto Alana. Jornalista, especialista em gestão pela Universidade Pontifícia de Salamanca/Espanha, Carolina acredita no poder da comunicação para a construção de uma sociedade mais justa e plural. No Alana, participou da criação de projetos como o Videocamp, portal Lunetas, Criativos da Escola e TiNis – Terra das Crianças, além do lançamento de filmes como “O Começo da Vida”.

Participante da mesa:

» Comunicação e Advocacy

Cassio Aoqui

ponteAponte / São Paulo

Diretor-executivo da ponteAponte e sócio da startup Que Mais Tem Lá?.
É mestre em Ciência e graduado em Administração (FEA-USP), com especialização em Educação em Turismo (UnB), e professor de Empreendedorismo e Inovação Social da FIA (Fundação Instituto de Administração).
Foi jornalista da Folha de S.Paulo por 11 anos, onde foi coidealizador do Prêmio Empreendedor Social de Futuro (2009), do Fórum de Empreendedorismo Social (2009 e 2010) e da Rede Folha de Empreendedores Socioambientais.
É editor de publicações pela Publifolha, membro do grupo de Empreendedores Cívicos da RAPS (Rede de Ação Política pela Sustentabilidade), fellow da 92 Y/Ford Fellowship e do Gaimusho (Ministério de Relações Exteriores do Japão) e da Agência de Cooperação Internacional do Japão, além de ex-bolsista da Capes/CNPq e membro da ISTR (International Society for Third Sector Research).

Participante da mesa:

» Filantropia e pandemia : a produção de conhecimento 6 meses depois

Celia Cruz

ICE / São Paulo

Economista por formação, articuladora e captadora por vocação e otimista por escolha. Diretora executiva do Instituto de Cidadania Empresarial (ICE) desde 2012, antes teve várias posições na Ashoka: Diretora da Ashoka Canada (2009/11), Managing Director da Ashoka Global Fellowship (2007/09) e Diretora da Ashoka Brasil e Paraguai (2002/07). Trabalhou no Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS), como Coordenadora do Programa Doar de desenvolvimento de fundações comunitárias (2000/02). Criou a empresa de consultoria em captação de recursos, Philantropics em 1994 e trabalhou como Diretora de Desenvolvimento Institucional da Escola de Administração de Empresas da Fundação Getulio Vargas (EAESP/FGV) de 1994 a 2000. Lecionou cursos de captação de recursos e empreendedorismo social (1995 -2007) em diversas escolas como EAESP/FGV, FEA/USP, SENAC, FOS. É graduada em economia pela FEA/USP e tem seu mestrado pela EAESP/FGV com intercâmbios na ESSEC, França e York University, Canadá. É conselheira do Sistema B Internacional, Imaflora, Fundo Elas, Fundo BemTeVi, Rede Latinoamericana de Venture Philanthropy (Latimpacto) e do conselho consultivo dos Fundos de Investimento Responsável do Itaú e do Fundo Patrimonial do Instituto Rodrigo Mendes. Fez o curso Governing for Non-Profit Excellence em Harvard (set 2017). É co-autora do livro Captação de Diferentes Recursos para Organizações Sem Fins Lucrativos, 2000.

Participante da mesa:

» Investimentos e Negócios de Impacto

Charles Keidan

Alliance magazine / Inglaterra

Executivo da revista Alliance, a revista líder NO setor que cobre a filantropia em todo o mundo por meio de nossa edição impressa e artigos online. Anteriormente, foi diretor da Pears Foundation, sediada no Reino Unido, e mora em Londres com meu parceiro e dois filhos pequenos.

Participante da mesa:

» Filantropia e Sociedade » Filantropia pelo Mundo

Clara Sacco

data_labe / Rio de Janeiro

É co-fundadora e diretora do data_labe. Comunicadora e produtora cultural formada em Estudos de Mídia pela Universidade Federal Fluminense. Atua em projetos que articulam juventude, tecnologia, comunicação, cultura e mobilização.

Participante da mesa:

» Investimento Social por Ciência e Informação

Cláudia Maria Costa de Lima

Casa Pequeno Davi / Paraíba

Coordenadora Geral da Casa Pequeno Davi, responsável por toda a estratégia e implementação das ações da organização, bem como a mobilização de recursos, comunicação e parcerias institucionais e é representante externa desde 2002 com representação no Fórum Nacional de Entidades Gestoras do Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte, foi Conselheira do e Vice Presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Diretora do  coletivo Feminista e Membro da Coordenação Estadual do Fórum Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente. Antes de atuar na Casa Pequeno Davi, foi Educadora Social da Pastoral do Menor na Arquidiocese da Paraíba. Cláudia é pedagoga formada pelo Centro universitário de João Pessoa 

Participante da mesa:

» Financiamento baseado em Relações de Confiança : Análise sobre a Importância do Financiamento Operacional Geral e do Desenvolvimento de Competências

Cláudio Anjos

Fundação Ioschpe

Cloves Otávio Nunes de Carvalho

Instituto Votorantim / Minas Gerais

Diretor-presidente do Instituto Votorantim desde 2013. Formado em Engenharia Metalúrgica pela Escola de Minas/UFOP, atuou por 22 anos na Alcan/Novelis do Brasil, exercendo, entre outros cargos, os de Gerente de Recursos Humanos e Diretor de Operações de Alumínio Primário. Além disso, trabalhou na Votorantim Metais (atual Nexa Resources) por quase cinco anos, passando pelos cargos de gerente-geral, diretor de Desenvolvimento Humano e Organizacional, e diretor industrial da CBA. Desde 2010 é Conselheiro da Gorceix, que apoia a Escola de Minas da UFOP.

Participante da mesa:

» Avaliação e Impacto

Cosme Bispo

Fundação Lemann / Rio de Janeiro

Economista pelo Ibmec RJ e MBA em Gestão de Projetos pela USP. Faz a gestão do portfolio das organizações apoiadas pela Fundação Lemann, desenvolvendo programas de fortalecimento institucional para essas instituições e na gestão de indicadores de impacto. É líder do grupo de diversidade racial da instituição. Já atuou como mentor de jovens lideranças de organizações do terceiro setor e já empreendeu na área de negócios de impacto social. É Fellow Prolíder e membro da REPP – Rede de Economistas Pretas e Pretos.

Participante da mesa:

» Grantmaking e Fortalecimento da Sociedade Civil

Daniel Contrucci

Climate Ventures / São Paulo

Co-fundador e Diretor da Aoka e Climate Ventures. Especialista em design estratégico, investimento de impacto em inovação social. Membro facilitador do Presencing Institute’s Theory U Global Practitioners, professor do Business Innovation MBA @FIAP University. Graduado em Administração de Empresas e Artes Liberais pelo Santa Monica College, CA, EUA; e Ecoturismo pela Universidade Paulista, SP, BRA. Daniel tem 15 anos de experiência trabalhando com inovação social e desenvolvimento econômico de comunidades indígenas, populares e urbanas de baixa renda em todo o Brasil. Em 2009, ele foi cofundador da Aoka Tours, a primeira agência de turismo sustentável do Brasil. Três anos depois, ele co-fundou a Aoka Labs, uma consultoria de inovação social.

Participante da mesa:

» Blended Finance: Experiências e Potenciais no Contexto Brasileiro

Daniel Teixeira

CEERT / São Paulo

Advogado e Diretor de Projetos do CEERT; graduado e especializado em Direitos Difusos e Coletivos pela PUC-SP; Foi Visiting Scholar (pesquisador visitante) da Faculdade de Direito da Universidade de Columbia (Nova Iorque, 2007) e Fellow do Public Interest Law Institute (Budapeste, 2008). Co-organizador do livro Discriminação Racial é Sinônimo de Maus-Tratos: A Importância do ECA para a Proteção de Crianças Negras e co-autor do livro Ações Afirmativas, A Questão das Cotas. É conferencista e consultor de instituições públicas e privadas, além de articulista em jornais, revistas e periódicos de circulação nacional.

Participante da mesa:

» Investimento Social para a Equidade Racial

Daniela Grelin

Instituto Avon / Minas Gerais

Lidera o Instituto Avon em suas iniciativas no enfrentamento da violência contra a mulher e no combate ao câncer de mama no Brasil. Ela promove a conscientização e engajamento de diferentes grupos de interesse da sociedade para transformar atitudes e comportamentos, levando estes temas tabu à pauta do debate público, promovendo o resgate das vítimas do isolamento ao empoderamento. Daniela é colunista da revista Exame, escrevendo sobre temas ligados a cultura e equidade de gênero.
O Instituto Avon é o braço de investimento social da Avon, empresa privada que investiu mais de 170 milhões em ações sociais voltadas às mulheres no Brasil. Há 18 anos o Instituto Avon se dedica a salvar vidas por meio do apoio e desenvolvimento de ações que tenham em sua essência a premissa de superar dois dos principais desafios à plena realização da mulher: o câncer de mama e as violências contra as mulheres e meninas. Até 2020, o Instituto já apoiou a realização de mais de 300 projetos e ações, beneficiando 6 milhões de mulheres.

Participante da mesa:

» Direitos das Mulheres

Daniela Weiers

Synergos Brasil / São Paulo

Daniela Weiers é Gerente Administrativa e Financeira do Synergos Brasil desde janeiro de 2020 e membro do Conselho Deliberativo da ABCR (Associação Brasileira de Captadores de Recursos) desde 2012. Administradora de Empresas e Mestre em Administração Pública e Governo pela FGV-EAESP, possui mais de 20 anos de experiência em gestão de organizações da sociedade civil, especialmente nas áreas financeira, administrativa e captação de recursos. Ao longo de sua carreira, trabalhou para organizações sem fins lucrativos brasileiras como Associação Vaga Lume, Museu da Pessoa e Associação Evangélica Beneficente, além de atuar também como consultora.

Participante da mesa:

» Financiamento baseado em Relações de Confiança : Análise sobre a Importância do Financiamento Operacional Geral e do Desenvolvimento de Competências

Danielle Fiabane

Instituto ACP / São Paulo

Mestre em Administração Pública e Governo e graduada em Administração de Empresas na EAESP da Fundação Getúlio Vargas, com cursos de especialização na Harvard Kennedy School, Schumacher College, CEATS – FIA/USP e Proteus Institute/Instituto Fonte. Consultora autônoma no campo de planejamento, governança e avaliação de iniciativas de filantropia, responsabilidade corporativa e sustentabilidade, em organizações como o Gife, Instituto Samuel Klein, e Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal. Como executiva esteve por 4 anos à frente do Instituto Asas.

Participante da mesa:

» Além da emergência : Por um Brasil mais doador, sempre

David Saad

Instituto Natura

Debora Diniz

Debora Diniz é antropóloga, professora da Faculdade de Direito da Universidade de Brasília e pesquisadora do Center for Latin American and Caribbean Studies da Brown University e do Anis Instituto de Bioética, Direitos Humanos e Gênero. Colunista do jornal El País e da revista Marie Claire, Debora Diniz é uma das vozes mais relevantes do debate público a respeito de direitos humanos, gênero, política e saúde. 

Participante da mesa:

» Narrativas sobre saúde e ciência

Denis Minev

Grupo Bemol / Amazona

É diretor-presidente da Bemol e co-fundador e conselheiro da Fundação Amazonas Sustentável. Em 2012 foi selecionado Young Global Leader do Fórum Econômico Mundial. Denis serviu como Secretário de Planejamento e Desenvolvimento Econômico do Amazonas e como analista financeiro do Banco Goldman Sachs. É formado em economia pela Stanford University, tem mestrado em Estudos Latino-Americanos também pela Stanford University e MBA pela Wharton School.

Participante da mesa:

» Investimento Social pela Amazônia

Denis Mizne

Diretor Executivo, Fundação Lemann À frente da Fundação Lemann, Denis Mizne lidera ações dedicadas à melhoria da educação pública brasileira e à formação de lideranças com potencial de trabalhar para a resolução de grandes problemas sociais do país. Algumas das principais iniciativas da instituição têm sido contribuir ativamente para o desenvolvimento da Base Nacional Comum Curricular; promover tecnologias educacionais eficientes que, apenas em 2016, foram usadas por mais de 20 milhões de brasileiros; implementar um programa de gestão focada em resultados de aprendizagem em parceria com redes de ensino, municipais e estaduais, em mais de mil escolas por todo o país; e apoiar a formação de mais de 300 jovens em universidades de ponta nos Estados Unidos. Antes de se juntar à Fundação Lemann, Denis fundou e dirigiu o Instituto Sou da Paz por 12 anos, tornando-se um ator-chave no combate à violência em nível nacional e na redução de 80% dos homicídios em São Paulo na última década. Denis é um Empreendedor Social Ashoka, um World Fellow de Yale, e faz parte do Conselho de diversas organizações sem fins lucrativos com foco em educação e prevenção à violência no Brasil. Ele é formado em Direito pela Universidade de São Paulo e continuou seus estudos como visiting scholar na Universidade de Columbia e no Programa OPM da Harvard Business School.

Participante da mesa:

» Filantropia colaborativa

Diane Pereira Sousa

Instituto Baixada / Maranhão

É maranhense da Baixada Maranhense. Mestre em Direitos Humanos. Superintendente do Instituto Comunitário Baixada Maranhense. Consultora Jurídica e fellow Ashoka. Teve uma de suas tecnologias sociais indicadas para concorrer como uma das 100 melhores do mundo pela Hundred. Estuda e pesquisa cotidianos, modelos de educação alternativa e juventude. É sócia da FLG (Footbal Learning Global), rede que conecta jovens, escolas e organizações de 10 países em 5 continentes. Uma de suas especialidades em eventos nacionais e internacionais são as pontes poéticas(mediações) articulando sonhos e realidade.

Participante da mesa:

» Cooperação e Desenvolvimento Territorial

Dominique Day

Grupo de Peritos da ONU sobre Pessoas de Origem Africana / Nova York

É uma advogada americana de Nova York. Ela faz parte do Grupo de Peritos da ONU sobre Pessoas de Origem Africana. Ela tem duas décadas de experiência como advogada de justiça nos Estados Unidos e internacionalmente. Dominique trabalhou com governos, universidades e ONGs como especialista no assunto em assistência jurídica, acesso à justiça, construção de instituições jurídicas eficazes, defesa de direitos humanos e Estado de Direito.

Participante da mesa:

» Horizontes para o Pós-Pandemia

Douglas Belchior

Fundo Brasil de Direitos Humanos / São Paulo

Douglas Belchior é educador, mestre em Ciências Sociais e um dos coordenadores da rede de educação popular Uneafro e membro da Coalizão Negra por Direitos, articulação de coletivos, organizações e movimentos negros no Brasil.

Participante da mesa:

» Proteção social: pensando desafios, comunicando soluções

Eduardo Ferlauto

Instituto Lojas Renner

Eduardo Pannunzio

FGV Direito SP / São Paulo

Doutor em Direito do Estado pela USP – Universidade de São Paulo (2012), Mestre (LL.M.) em Direito Internacional dos Direitos Humanos pela Universidade de Essex, Reino Unido (2003), e Bacharel em Direito pela USP (1998). Foi Gerente do Programa Federal de Assistência a Vítimas e a Testemunhas Ameaçadas da Secretaria de Estado dos Direitos Humanos – Ministério da Justiça (2000-2001) e Coordenador do Programa Marco Legal e Políticas Públicas do Gife – Grupo de Institutos, Fundações e Empresas (2005-2008). Advogado nas áreas de terceiro setor e direito público, é pesquisador do Centro de Pesquisa Jurídica Aplicada (CPJA) da Escola de Direito de São Paulo da FGV, onde coordena a linha de pesquisa Estado de Direito e Sociedade Civil.

Participante da mesa:

» Ambiente Legal para a Sociedade Civil e o Investimento Social

Eduardo Saron

Instituto Itaú Cultural / São Paulo

É mestre em Administração, com foco em Cidades Criativas, e pós-graduado pela USP, em Turismo Cultural. Atua no Instituto Itaú Cultural (IC) há 13 anos, e atualmente é Diretor Superintendente no Instituto responsável pelos Projetos Culturais. Além do IC, também é Secretário Geral da Associação Nacional de Entidades Culturais não Lucrativas (ANEC), Conselheiro da Fundação Bienal, Conselheiro do MASP, Membro do Conselho Nacional de Política Cultural (CNPC), Membro do Conselho da Escola de Artes Visuais Parque Lage e ex-Membro da Comissão Nacional de Incentivo a Cultura (CNIC).

Participante da mesa:

» Cooperação e Investimento Social por Cidades Justas e Sustentáveis

Elcio Manchineri

Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira/COIAB / Acre

Assessor da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira/COIAB  

Participante da mesa:

» Investimento Social pela Amazônia

Eliane Dias

Produtora do Racionais MC´ / São Paulo

É advogada, empresária e ativista. Cresceu na periferia de São Paulo e teve uma longa trajetória em trabalhos diversos até poder estudar para formar-se em Direito. Hoje é empresária e produtora do Racionais MC´s. É reconhecida pela trajetória profissional e pela militância contra preconceito, abuso e feminicídio. Também trabalhou como assessora parlamentar e foi coordenadora do S.O.S Racismo, unidade de combate à discriminação racial na ALESP (Assembleia Legislativa de São Paulo).

Participante da mesa:

» Abertura Fronteiras da Ação Coletiva : Desafios e inspirações para o Brasil e o Mundo

Eliziane Gorniak

Instituto Positivo / Paraná

É a atual diretora do Instituto Positivo. É mestre em Sustentabilidade e Gestão Ambiental, pós-graduada em Metodologia do Ensino Superior e graduada em Educação Física. Líder MLG, está cursando o programa de pós-graduação em Liderança e Gestão Pública.
Com mais de 16 anos de atuação no terceiro setor, além da sua atuação no Instituto Positivo, integra o conselho de conduta do Grupo Positivo e leciona como professora convidada em diversos cursos de pós-graduação. Participou da fundação do Instituto Positivo e do Instituto HSBC Solidariedade. Foi responsável pelo projeto social do tradicional Coral do HSBC, pelo processo de seleção e monitoramento de mais de 500 projetos sociais no Brasil, pela coordenação de programas de voluntariado corporativo e pela aplicação dos recursos advindos de produtos sociais, entre eles o Cartão de Crédito HSBC Solidariedade, o qual beneficiou a expansão das atividades da Pastoral da Criança. Na Federação dos bancos – Febraban, atuou por dois anos na coordenação de incentivos fiscais para a área da Infância e Adolescência.
Na América Latina, coordenou a expansão de um projeto social regional, na área da Educação Emocional, que beneficiou 12 países durante quatro anos. Foi idealizadora e, atualmente, é uma das coordenadoras da Rede de Investidores Sociais de Curitiba – RIS, rede local ligada ao GIFE.
Como voluntária, integra conselhos consultivos de OSCs em Curitiba e é conselheira eleita do Conselho de Segurança do bairro onde reside, além de acumular experiências de voluntariado na África.

Participante da mesa:

» Filantropia pelo Brasil: Panorama e Perspectivas

Erika Sanchez Saez

GIFE / São Paulo

É coordenadora geral do 11º Congresso GIFE, do Projeto Emergência Covid-19 do GIFE, autora da publicação Filantropia Colaborativa, membro do comitê coordenador do Movimento por uma Cultura de Doação. Formada em Comunicação Social pela ESPM, pós-graduada em Sustentabilidade pela Uni-versidade Politécnica da Catalunha e mestre em Cooperação, Globalização e Desenvolvimento pela Universidade de Barcelona. Desde 2006 trabalha em organizações da sociedade civil e com políticas públicas. Atuou em organizações como Oxfam, Care Brasil e na Prefeitura de São Paulo como gerente de programas na implementação da Agência São Paulo de Desenvolvimento – AdeSampa. Foi gerente de programas no GIFE e responsável pela coordenação geral e curadoria da 1ª Mostra GIFE de Inovação Social. Iniciou sua trajetória profissional no setor privado, com experiências na Johnson & Johnson e na Danone.

Ester Carro

Fazendinhando / São Paulo

Arquiteta e ativista urbana, professora no Programa de Pós – Graduação em Urbanismo Social, integrante do Núcleo de Mulheres e Território do Laboratório de Cidades (Arq. Futuro e Insper) e fellowship na Avenues School. Desde 2018 é Presidente da União Educacional e Esportiva do Jardim Colombo e está à frente do Fazendinhando, movimento de transformação física, cultural e social. Ex-servidora pública na SMDET (Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, 2019-2020). Em 2019 foi uma das selecionadas para participar da XII Bienal Internacional de Arquitetura, com o projeto intitulado: “Contribuições para outra narrativa” exposto no Centro Cultural de São Paulo. Mestre (2019) em Projeto Produção e Gestão do Espaço Urbano pela FIAM – FAAM Centro Universitário, Pós-graduanda em Habitação e Cidade (Escola da Cidade, 2020) e Urbanismo Social (Insper, 2020), graduada em Arquitetura e Urbanismo pela FIAM – FAAM Centro Universitário (2017), com estágio na SIURB (Secretaria de Infraestrutura Urbana e Obras, 2013-2014), SEHAB (Secretaria de Habitação, 2014) e no escritório Levisky – Estratégias Urbanas (2016). Atua como líder comunitária, realizando a gestão de projetos sociais em territórios vulneráveis, buscando o desenvolvimento da sociedade por meio da educação e do empreendedorismo social e a transformação de espaços físicos, desde moradias a áreas urbanas.

Participante da mesa:

» Cooperação e Investimento Social por Cidades Justas e Sustentáveis

Eugenio Scanavinno

Projeto Saúde e Alegria / Pará

É médico sanitarista e atua a mais de 30 anos em comunidades na Amazônia brasileira. É fundador e coordedador do Projeto Saúde e Alegria (PSA). Atualmente, o PSA atende a cerca de 30 mil moradores de comunidades rurais – sobretudo tradicionais, muitas das quais em situação de vulnerabilidade social – de Santarém, Belterra, Aveiro e Juruti, municípios localizados no oeste do estado do Pará. Com a rápida proliferação da pandemia COVID-19, a região Norte do Brasil é motivo de preocupação pelas dificuldades logísticas amazônicas, extrema carência de infraestrutura, e vulnerabilidade da população – sobretudo os povos indígenas e comunidades ribeirinhas. Diante disso, o Projeto Saúde e Alegria se antecipou e já no início do ano começou a direcionar seu trabalho no combate ao vírus. Demandas foram levantadas junto aos órgãos de saúde e organizações comunitárias, recursos foram remanejados e novos parceiros mobilizados. Assim, foi construída a Campanha #ComSaudeeAlegriaSemCorona

Participante da mesa:

» Narrativas sobre saúde e ciência

Eva Dengler

Childhood Brasil / São Paulo

Tem 57 anos, casada, mãe de dois filhos e com dupla cidadania (alemã e brasileira). Sempre residente no Brasil é graduada em Comunicação Social com habilitação em Relações Públicas. Com uma trajetória profissional de 35 anos atuou nas áreas de comunicação, marketing, promoção e eventos sempre gerenciando equipes multidisciplinares. sua experiência nestas áreas migrando para atuação em consultoria para projetos sociais e educacionais sempre articulando a importância da intersetorialidade. Em 2015 assumiu Gerência de Programas e Relações Empresariais da Childhood Brasil, uma organização brasileira ligada a World Childhood Foundation fundada pela Rainha Silvia da Suécia com o desafio de estabelecer o braço de assessoramento ao setor privado através da estruturação de programas e iniciativas que previnem e enfrentam a violência sexual contra crianças e adolescentes em ambientes como rodovias, grandes empreendimentos e turismo.

Participante da mesa:

» Direitos da Infância e Adolescência

Evans Okinyi

East Africa Philanthropy Network / Quênia

É o CEO da East Africa Philanthropy Network. Ele é um Executivo altamente experiente e apaixonado, com mais de 7 anos de experiência progressiva em Gestão Organizacional, Formulação e Implementação de Políticas, Gestão de Stakeholders e Parcerias e Orçamento e Gestão Financeira. Ele possui mestrado em Gestão de Política Econômica pela Universidade de Nairobi e bacharelado em Agri-Economia pela Universidade Egerton.

Participante da mesa:

» Filantropia pelo Mundo

Fabio Almeida

Laudes Foundation / São Paulo

Gerente de Desenvolvimento Institucional da Laudes Foundation, em Amsterdam (Holanda), onde, entre outras atribuições, lidera os esforços de resposta à pandemia do Covid-19. Formado em Administração pela Universidade de São Paulo (FEA/USP) e mestre em Sustentabilidade e Responsabilidade Social Corporativa. Foi Coordenador Executivo do Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS) entre 2014 e 2018. Como consultor, atuou em projetos de cooperação internacional, de desenvolvimento territorial e de finanças sustentáveis.

Participante da mesa:

» Plataforma Filantropia ODS: Filantropia e respostas socioeconômicas à COVID-19

Fabio Alperowitch

FAMA Investimentos / São Paulo

Formado em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV-SP), com cursos de extensão na Universidade da Califórnia (Berkeley) e na Harvard Kennedy School.

Iniciou sua carreira na Procter & Gamble e fundou a FAMA Investimentos em 1993, onde é responsável pela gestão do fundo de ações de empresas brasileiras, focado em companhias com responsabilidade social e aderentes às boas práticas de ESG. Desde o início, o fundo gerido pela FAMA Investimentos acumula um retorno de 21% ao ano. A FAMA Investimentos é certificada como “B Corp”.

No terceiro setor, é diretor do Instituto FAMA, do Instituto Brasil Israel, do Instituto Totós da Teté, conselheiro da WWF Brasil, da GRI Brasil do Capitalismo Consciente Brasil e do Museu Judaico. É também membro do grupo de trabalho do TNFD.

Foi membro do Conselho de Administração de diversas companhias de capital aberto. Possui a certificação CFA – Chartered Financial Analyst

Participante da mesa:

» Nova Economia

Fábio Deboni

CIAT/ Aliança pela Biodiversidade / Distrito Federal

Engenheiro Agrônomo e mestre em recursos florestais pela USP. Foi gerente-executivo do Instituto Sabin de 2011 a 2020, membro do Conselho do GIFE (Grupo de Institutos, Fundações e Empresas) e atual Diretor do Programa CAL-PSE, pela Aliança pela Biodiversidade/CIAT. Tem participado ativamente do engajamento de institutos e fundações no campo de negócios de impacto. É entusiasta do tema ‘inovação social’, escritor de diversos artigos e lançou seu quarto livro em 2020 – A epidemia do impacto.

Participante da mesa:

» Filantropia e Sociedade » Filantropia colaborativa

Fabio Pena

Projeto Saúde e Alegria / Pará

Educomunicador, coordenador de educação, cultura e comunicação do Projeto Saúde e Alegria. Empreendedor de projetos voltados à juventude e aos direitos da criança e do adolescente de comunidades da Amazônia

Participante da mesa:

» Investimento Social por Amazônia e Clima

Fabro Steibel

ITS Rio / Rio Grande do Sul

Pós-doc, afiliado ao Berkman Klein Center na Universidade de Harvard. Foi membro do Global Council do WEF, fellow em governo aberto pela OEA, com passagem pela Universidade da Califórinia de San Diego, Universidade de Leeds (UK) e UN University (China). É colunista da MTI Sloan Review Brasil, e diretor executivo do ITS Rio.

Participante da mesa:

» Novas Tecnologias

Fausto Cruz

Instituto Alcoa

Felipe Neto

Youtuber / Rio de Janeiro

É youtuber, empresário, ator, comediante, escritor e filantropo brasileiro. É conhecido por ter um dos maiores canais brasileiros do YouTube, com 39 milhões de inscritos e mais de dez bilhões de visualizações acumuladas.

Participante da mesa:

» Redes: manipulação e mobilização » Nem tudo é ruim

Felipe Santa Cruz

Ordem dos Advogados do Brasil / Rio de Janeiro

É advogado brasileiro, atual presidente da Ordem dos Advogados do Brasil. Presidiu o Centro Acadêmico de Direito e o Diretório Central dos Estudantes da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), instituição em que cursou Direito e se formou em 1997. Fez mestrado em Direito e Sociologia pela Universidade Federal Fluminense – UFF (2000-2002), no qual defendeu sua dissertação sobre o Direito do Trabalho. Foi professor nos cursos de Direito das Universidades Cândido Mendes (2001-2005) e Santa Úrsula (2001-2002).

Participante da mesa:

» Filantropia, Cidadania e Democracia

Fernanda Bombardi

ICE / São Paulo

É Fellow do programa do MIT D-Lab Innovation Ecosystem Builder Fellowship. Membro do Conselho da ANDE – Aspen Network of Development Entrepreneurs no Brasil.  Com MBA em Gestão de Negócios Socioambientais pelo CEATS-USP, Fernanda é psicóloga formada pela PUC-SP e especialista em Desenvolvimento Local pela OIT – Organização Internacional do Trabalho. É Gerente Executiva do ICE desde 2010, sendo co-responsável pela estratégia da organização, gestão da equipe, orçamento e governança. É também coordenadora do programa de incubadoras e aceleradoras de impacto.

Participante da mesa:

» Investimento e Negócios de Impacto » Investimento de Impacto : Avaliação e perspectivas de futuro

Fernanda Camargo

Wright Capital / São Paulo

Com 28 anos de experiência no mercado financeiro, é idealizadora e sócia co-fundadora da Wright Capital Gestão de Patrimônio, foi sócia da Vinci Partners e da Gávea Arsenal Gestão de Patrimônio. Trabalhou na tesouraria e área de mercado de capitais do Standard Bank e Deutsche Bank no Brasil e no private bank da Merrill Lynch em São Francisco, Califórnia. É Presidente do Conselho do Instituto Iguá, membro do Conselho de Administração da Compass Gás e Energia SA, foi uma das fundadoras do Instituto LiveWright, é membro do Conselho da ONG Atletas pelo Brasil. Cursou Economia na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC).

Participante da mesa:

» Blended Finance: Experiências e Potenciais no Contexto Brasileiro

Fernanda Nobre

Fundação Tide Setubal / São Paulo

Gerente de comunicação da Fundação Tide Setubal, jornalista pós graduada em Jornalismo Social pela Pontifícia Universidade Católica (PUC/SP). Na Fundação Getúlio Vargas, aperfeiçoou-se em Advocacy e Políticas Públicas: Teorias e Práticas.

Participante da mesa:

» Comunicação e Advocacy

Fernanda Toledo

Fundação Alphaville / São Paulo

Atualmente é Diretora da Fundação Alphaville, Organização da Sociedade Civil cuja causa é o Desenvolvimento Comunitário através do Protagonismo Social – desenvolver pessoas para desenvolver territórios resilientes. A Fundação atua também nas ações socioambientais, de sustentabilidade e voluntariado da Alpahville Urbanismo, com públicos internos e externos. Formada em Arquitetura e Urbanismo, com especialidade posterior em Marketing e Gerenciamento Ambiental.

Participante da mesa:

» Cooperação e Desenvolvimento Territorial

Flavia Mateus Rios

UFF - Universidade Federal Fluminense / Rio de Janeiro

É professora de sociologia da UFF. Integra o Afro/Cebrap.É coautora do livro Lélia Gonzalez (Summus,2010) e coorganizadora dos livros Negros nas Cidades Brasileiras (Intermeios/FAPESP, 2018) e Por um feminismo afro-latino-americano (Zahar,2020).

Participante da mesa:

» Democracia, Pluralismo e Diversidade

Flávia Regina Oliveira

Mattos Filho / São Paulo

Sócia do escritório Mattos Filho. Dedica-se, exclusivamente, ao terceiro setor e à responsabilidade social, assessorando entidades sem fins lucrativos, empresas e instituições culturais. É especialista em estruturação de negócios sociais, direitos humanos, reorganização societária, contratos, tributos, societário, processos administrativos e consultorias a empresas nacionais e estrangeiras atuando nas mais diversas áreas, como educação, saúde, cultura, ambiental e microcrédito. Pioneira do programa Pro Bono no escritório, atua ativamente no desenvolvimento e amadurecimento da cultura pro bono na região.

Participante da mesa:

» Ambiente Legal

Frederico Trajano

Magalu / Brasil

O Magalu é o maior ecossistema de varejo multicanal brasileiro e vem sendo um dos protagonistas do comércio eletrônico brasileiro desde que  Frederico entrou na empresa, em 2000, para montar sua operação digital. Diferentemente da prática comum de separação dos canais on e off da época, ele montou uma operação integrada. Mantendo sempre a mesma visão estratégica, em 2004, ele assumiu também a gestão das lojas físicas e do marketing e em 2011 as operações de logística e de tecnologia da empresa. No mesmo ano, ele criou o Luizalabs, um laboratório de desenvolvimento de tecnologia que hoje conta com mais de 1500  engenheiros de software, responsáveis  por uma série de inovações disruptivas no varejo brasileiro. Em janeiro de 2016 ele se tornou o CEO da empresa e, desde então, executou com maestria a estratégia de transformar um varejista tradicional, com uma área digital em uma empresa digital com pontos físicos e calor humano que vem evoluindo para um modelo de plataforma multicanal.  Em 2020, o Magalu foi apontado pela revista americana  Fast Company, referência em tecnologia, como a empresa mais digital do Brasil. Também foi eleita a melhor empresa do setor de varejo para se trabalhar, segundo o GPTW Brasil, e a de melhor reputação, segundo a MERCO, monitor empresarial de reputação corporativa.  

Participante da mesa:

» Nova Economia: ESG, Propósitos e Valor Público

Gabriela Pluciennik

Consultoria Independente / São Paulo

É bacharel em Direito pela PUC/SP, com MBA em Administração e Empreendedorismo Social pela Fundação Instituto de Administração da Universidade de São Paulo. Tem mais de 20 anos de atuação no terceiro setor. Possui ampla experiência em design e implementação de programas, avaliações e pesquisas. Trabalhou em diversas organizações como o Centro de Empreendedorismo e Administração do Terceiro Setor (USP), o Movimento Todos pela Educação, a Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, o Instituto Ayrton Senna e Plan International Brasil, sempre na gestão de programas e projetos. Como consultora na área de avaliação utiliza uma combinação de métodos e metodologias, buscando dar o máximo de utilidade ao processo e aos resultados da avaliação. Possui ampla experiência na utilização da metodologia de Rubricas Avaliativas. Entre seus clientes estão Laudes Foundation, Instituto C&A, Porticus, Instituto Votorantim, IDEC e GIFE.

Participante da mesa:

» Avaliação

Georgia Pessoa

Humanize / Rio de Janeiro

Georgia Pessoa é advogada, mestre em Gestão Ambiental, com MBA em Direito da Empresa e da Economia e pós-graduação em Direito da Propriedade Intelectual. Atualmente é Diretora Executiva no Instituto Humanize. Anteriormente, foi gerente de Meio Ambiente da Fundação Roberto Marinho; diretora da Rare no Brasil; responsável pela Iniciativa Clima América Latina (ICAL/LARCI) no país e gerente de Programas da Iniciativa Andes‐Amazônia (IAA) na Fundação Gordon e Betty Moore, em São Francisco, EUA.

Participante da mesa:

» Cooperação Gestão e Políticas Públicas » Plataforma Filantropia ODS: Filantropia e respostas socioeconômicas à COVID-19 » Investimento de Impacto : Avaliação e perspectivas de futuro

Gilberto de Lima Costa Junior

Banco JP Morgan / Rio de Janeiro

Responsável pela Area de Operações do Private Bank do Banco JP Morgan Brasil. Experiência de 26 anos no mercado financeiro atuando em varias posições seniores dentro de organizações brasileiras e americanas, com experiência de 20 anos gerenciando pessoas. Co-Lider do grupo de diversidade racial do Banco JP Morgan Brasil, grupo formado por funcionarios do Banco JP Morgan focado na inclusão racial, no desenvolvimento de carreira dos funcionários negros dentro da Organização e nas ações de inclusão racial na sociedade brasileira.
Membro do Comitê Global do grupo de diversidade racial do Banco JP Morgan, sendo um dos representante para América Latina.
Membro da SubComissão de Diversidade da Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN).

Participante da mesa:

» Equidade Racial

Gilson Rodrigues

União de Moradores e Comerciantes de Paraisópolis / São Paulo

Líder comunitário e presidente da União de Moradores e Comerciantes de Paraisópolis, comunidade em que vivem cerca de 100 mil habitantes na zona sul de São Paulo

Participante da mesa:

» Além da emergência : Por um Brasil mais doador, sempre

Giovanni Harvey

Fundo Baobá / Rio de Janeiro

Giovanni Harvey é Presidente do Conselho Deliberativo do Fundo Baobá para a Equidade Racial, Coordenador das Conectoras de Oportunidades e Diretor do Instituto Habilco. Tem 30 anos de experiência em gestão de empresas e organizações sociais. Foi Presidente do Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal Fluminense – UFF (1988 a 1989), fundou a Incubadora Afro Brasileira (2004) e foi consultor do Programa de Incubadoras do Ministério da Economia de Cabo Verde (2007). Exerceu cargos e funções nos três níveis da Administração Pública nas áreas de Direitos Humanos, Trabalho, Ciência e Tecnologia, Assistência Social e Governança. Foi Secretário Nacional de Políticas de Ações Afirmativas (2008 a 2009) e Secretário Executivo (2013 a 2015) da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (SEPPIR-PR).

Participante da mesa:

» Proteção e Desenvolvimento Social » Filantropia colaborativa

Giuliana Ortega

Consultora sênior, Laudes Foundation / São Paulo

Atuou como Diretora da C&A Foundation no Brasil (hoje Laudes Foundation). Nesta posição, Giuliana liderou processos de transição e mudança organizacional e a estratégia de grantmaking da fundação no Brasil nas áreas de direitos e trabalho, justiça de gênero, engajamento comunitário, materiais sustentáveis, agricultura familiar e economia circular. Anteriormente a esta posição, Giuliana teve passagens pela C&A, Instituto Ethos e Natura. Nestas posições, acumulou experiência na criação de estratégias de sustentabilidade aplicadas aos negócios e gestão de cadeias de fornecimento complexas. Giuliana é formada em Administração de Empresas, pela FEA-USP, tem pós-graduação em Governança Global pelo German Development Institute na Alemanha e Mestrado em Sustentabilidade pela Ashridge-Hult University, no Reino Unido. Giuliana também é membro do conselho de várias organizações, como o GIFE, o InPacto e a organização holandesa Hiil.

Participante da mesa:

» Filantropia Colaborativa

Gláucia Alves Macedo

Instituto Humanize / Rio de Janeiro

Graduada em Ciências Econômicas, 1996-2000, e mestrado em Demografia, 2001-2003, ambos pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). De 2004 a 2011 atuei em áreas “meio” da Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. De 2011 a 2014 fui subsecretária no governo do estado de Minas Gerais no Escritório de Prioridades Estratégicas, assumindo função de liderança, acumulei as funções técnicas do cargo de subsecretária com a assessoria técnica e interlocução para a gestão e comunicação institucional de indicadores e estatísticas. De 2015 a 2018, fui secretária municipal, assumindo o Núcleo de Gestão da Informação no município de Niterói. De 2018 a 2019 fui gerente no Instituto República, por 1 ano e meio. E desde setembro de 2019, atuo como gerente de gestão pública no Humanize.

Participante da mesa:

» Cooperação com a Gestão Pública

Glaucimar Peticov

Bradesco / São Paulo

Formada em Psicologia pela Universidade São Marcos, com Pós-Graduação em Administração de Recursos Humanos, pela FAAP, e em Marketing, pela FGV, e diversos Programas Executivos no Brasil e, no exterior, em Michigan, Columbia, Harvard e CCL, nos EUA. Iniciou a carreira em 1984, no Banco Econômico S.A., com trajetória nos vários ambientes de RH. No Bradesco desde 2003, é, atualmente, Diretora Executiva, respondendo pela Universidade Corporativa Bradesco – UniBrad e pelos Departamentos de Recursos Humanos, Marketing, Ouvidoria e PMO Corporativo. Membro da Mesa Regedora da Fundação Bradesco, Membro do Conselho de Autorregulação Bancária da FEBRABAN – Federação Brasileira de Bancos e Membro do Conselho Consultivo do Global Council of Corporate Universities (GlobalCCU), entre outras funções.

Participante da mesa:

» Nova Economia: ESG, Propósitos e Valor Público

Glauco Arbix

Observatório da Inovação do Instituto de Estudos Avançados / São Paulo

Professor Titular do Depto. de Sociologia da USP e coordenador do Observatório da Inovação do Instituto de Estudos Avançados. Coordenador da Rede de Pesquisa Solidária contra a COVID19. Foi presidente da FINEP (2011-15), Tinker Professor na Universidade de Wisconsin-Madison (EUA, 2010) e presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA, 2003–06). Coordenou o Núcleo de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (NAE, 2003-06) e integrou o Group of Advisers do United Nations Development Programme (PNUD-ONU, 2006-09). Realizou estudos de pós-doutorado no Massachusetts Institute of Technology, MIT (EUA, 2010), na Universidade de Columbia (EUA, 2007) e na London School of Economics (Reino Unido, 2002)

Participante da mesa:

» Filantropia, Cidadania e Desenvolvimento: Balanços e Trilhas de Avanço

Graciela Hopstein

Rede de Filantropia para a Justiça Social / Argentina

Mestre em educação e doutora e política social. Consultora, professora e pesquisadora na área social. Foi diretora executiva do Instituto Rio (fundação comunitária) e atualmente é coordenadora executiva da Rede de Filantropia para a Justiça Social. Autora de artigos e livros com temáticas vinculadas a políticas públicas, movimentos sociais e filantropia. Organizadora do livro Filantropia de Justiça Social. Sociedade Civil e Movimentos Sociais no Brasil (2018).

Participante da mesa:

» Investimento Social Independente » Filantropia e Movimentos Sociais

Guido Lemos

Lavid/UFPB / Paraíba

É Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade Federal da Paraíba (1988), mestre (1991) e doutor (1997) em Informática pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Atualmente é professor Titular na Universidade Federal da Paraíba, diretor do Centro de Informática (CI) e pesquisador do Laboratório de Aplicações de Vídeo Digital (LAVID). Atuou no desenvolvimento do middleware Ginga, publicado como recomendações ITU-T e ITU-R, e adotado como padrão no Sistema Brasileiro de Televisão Digital e de vários outros países da América Latina e Africa. Trabalha em pesquisa, desenvolvimento e inovação na área de Sistemas Multimídia, atuando principalmente nos seguintes temas: televisão digital, cinema digital, aplicações multimídia distribuídas, redes de distribuição de vídeo e performances artísticas distribuídas. Destacam-se como resultados dessas pesquisas o desenvolvimento de um sistema de armazenamento, transmissão e exibição de vídeos 4K 3D denominado Fogo Player, o desenvolvimento de uma plataforma para apoio a realização de espetáculos distribuídos de dança, teatro e música denominada Arthron e o desenvolvimento de servidores de vídeo para transmissão ao vivo e sob demanda, denominados DLive e DVod, usados na Rede de Vídeo Digital da RNP e no serviço IPTV da USP-SP. Atua também como membro do Conselho Deliberativo do Fórum do Sistema Brasileiro de Televisão Digital.

Participante da mesa:

» Novas Tecnologias

Guilherme Coelho

Instituto República / Rio de Janeiro

Nasceu no Rio de Janeiro e estudou economia, cinema-documentário e teatro. Em 2003, junto com Nathaniel Leclery, fundou a Matizar Filmes para produzir documentários independentes sobre questões contemporâneas brasileiras. Seus documentários longa-metragem “Fala Tu” e “PQD” foram exibidos em festivais pelo mundo, incluindo Festival de Berlim, Cinéma Du Réel, Internacional de Miami, Festival do Rio e Mostra de São Paulo. Na Matizar, ele produziu “Jogo de Cena” e “Moscou” de Eduardo Coutinho, um mentor e figura inspiradora para Guilherme e para uma geração de pessoas no audiovisual. Em 2015, Guilherme participou do Talent Campus do Festival de Berlim e estreou no cinema de ficção com “Órfãos do Eldorado”. Escrito, produzido e dirigido por Guilherme, o filme é inspirado no romance homônimo de Milton Hatoum. Atualmente, Guilherme prepara um segundo longa-metragem de ficção, “Neuros”, e conclui  um documentário sobre pessoas em recuperação de longo prazo de álcool e drogas. Fundador do Instituto República.

Participante da mesa:

» Cooperação Gestão e Políticas Públicas

Hanna Surmatz

European Foundation Centre AISBL (EFC) / Bruxelas

Gerente de Ambiente Legal do European Foundation Centre AISBL (EFC), em Bruxelas, trabalha para um ambiente operacional favorável para a filantropia institucional desde 2004. Dede 2019, dirigi em nome da EFC as redes conjuntas de doadores e fundações na Europa (DAFNE) e da EFC Philanthropy Advocacy Initiative. Suas principais responsabilidades incluem o monitoramento e mapeamento/análise de desenvolvimentos relevantes que afetam o ambiente operacional das fundações/financiadores na Europa e além; coordenação de exercícios de benchmarking; e facilitar a troca de informações sobre questões relevantes do direito jurídico e tributário por meio de publicações e eventos e engajamento com os formuladores de políticas e academia sobre esse tema. Entre 2001 e 2004, foi empregada pela Associação das Fundações Alemãs (Bundesverband Deutscher Stiftungen) em Berlim, onde trabalhou em questões de direito de fundação e assuntos internacionais. Estudou Direito na Westfälische Wilhelms-University Münster, Alemanha e na Universidade de Poitiers, França e trabalhou como pesquisadora assistente na Universidade de Münster por vários anos. Atuou também no conselho do Centro Europeu de Direito Sem Fins Lucrativos (ECNL) por dois mandatos e, desde 2017, é representante do setor filantrópico no Fórum Consultivo do Setor Privado (PSCF) da Força-Tarefa de Ação Financeira (FATF) e desde 2019 também no Grupo Consultivo de Negócios Fiscais da OCDE.

Participante da mesa:

» Ambiente Legal para a Sociedade Civil e o Investimento Social

Helio Santos

Instituto Brasileiro da Diversidade / Bahia

Doutor em Administração. Mestre em Finanças (Faculdade de Economia e Administração da USP). Palestrante e consultor na área de gestão da diversidade (inclusão de mulheres, negros e pessoas com deficiência no mundo corporativo). Autor do livro “A busca de um caminho para o Brasil: a trilha do círculo vicioso”, ensaio que explicita o vínculo entre desenvolvimento e inclusão sociorracial. É diretor-presidente do Instituto Brasileiro da Diversidade – IBD e ocupou a presidência do Conselho Deliberativo do Fundo Baobá para a Equidade Racial. Atuou como Consultor na área de Gestão da Diversidade para inúmeras organizações como Banco Real, Itaú-Unibanco, CPFL, Grupo Abril, Fundação Ford, Fundação Kellogg, Governo do Estado de São Paulo, Prefeitura de Campinas, Prefeitura de Salvador, entres outras.

Participante da mesa:

» Investimento Social para a Equidade Racial

Henrique Evers

WRI Brasil / São Paulo

É Gerente de Desenvolvimento Urbano do WRI Brasil onde atua nas áreas de planejamento urbano e financiamento de cidades. Atualmente trabalha em projetos de apoio à revisão de planos diretores, Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável (DOTS), habitação de interesse social e qualidade do ar. Também atua com foco no financiamento e coordenação de projetos entre setor público privado e no desenvolvimento de instrumentos alternativos de financiamento para projetos urbanos.

Antes de trabalhar no WRI Brasil, se envolveu em projetos de acessibilidade, avaliação da qualidade de calçadas e sistemas de navegação. Henrique é Mestre em Ordenamento Territorial e SIG pela Universidade de Málaga (Espanha) e formado em Geografia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Participante da mesa:

» Cooperação e Investimento Social por Cidades Justas e Sustentáveis

Henrique Silveira

Casa Fluminense / Rio de Janeiro

Geógrafo, mestre em cultura e comunicação (UERJ) e Coordenador Executivo da Casa Fluminense, uma associação dedicada a construção de políticas e ações públicas na metrópole do Rio de Janeiro. Foi Analista de Responsabilidade Social do SESC-Rio, atuando na gestão de projetos de Ação Comunitária e Educação Ambiental. No Instituto Pereira Passos (IPP-Rio), foi Gestor Local do Programa UPPSocial. No IBGE foi Supervisor Censitário durante o Censo 2010. Seus principais interesses são em desenvolvimento urbano, políticas públicas, participação social e redução de desigualdades sociais.

Participante da mesa:

» Filantropia e pandemia : a produção de conhecimento 6 meses depois

Hugo Aguilaniu

Instituto Serrapilheira / Rio de Janeiro

Biólogo, se dedicou às bases genéticas dos processos de envelhecimento. É doutor pela Universidade de Gothenburg (Suécia), pós-doutor pelo Salk Institute for Biological Studies (EUA) e membro do National Scientific Research Council (França). Foi diretor de um laboratório na École Normale Supérieure em Lyon. Os resultados de sua pesquisa científica foram publicados em revistas como Nature, Science, Cell Metabolism e PLoS Biology e premiados pelo CNRS (Centre National de la Recherche Scientifique) e European Research Council (ERC). Também foi Pesquisador Visitante Especial na Universidade de São Paulo (USP) e mediou relações institucionais entre universidades francesas e brasileiras.

Participante da mesa:

» Investimento Social por Ciência e Informação

Hugo Barreto

Fundação Vale / Rio de Janeiro

Diretor de Sustentabilidade e Investimento Social da Vale e Diretor Presidente da Fundação Vale e do Instituto Cultural Vale. De 2002 a 2018, foi Secretário Geral da Fundação Roberto Marinho, onde foi responsável por um dos maiores programas de inclusão educacional do Brasil, o Telecurso; pelo Canal Futura; pelas séries Globo Ciência e Globo Ecologia, bem como pela criação do Museu da Língua Portuguesa, do Museu do Futebol, do Museu do Amanhã e do MAR – Museu de Arte do Rio. É membro do Conselho de Mestrado Profissional em Administração da Fundação Dom Cabral, do Conselho do Museu de Arte do Rio e da Fundação Casa Museu Eva Klabin.

Iara Rolnik

Instituto Ibirapitanga / Rio de Janeiro

É diretora de programas do Instituto Ibirapitanga. Socióloga pela Universidade de São Paulo (USP) e mestre em Demografia pela Unicamp – Universidade Estadual de Campinas, bolsista do IRD –Institut de Recherche pour le Développement, na França, com estágio acadêmico na Universidade de Córdoba, na Argentina, e na Universidade IUAV de Veneza, na Itália. Desenvolveu sua trajetória em pesquisa social e urbana no universo acadêmico e em organizações da sociedade civil voltadas ao desenvolvimento de políticas públicas e direitos humanos. No campo do fortalecimento da sociedade civil no Brasil, atuou como consultora da Secretaria-Geral da Presidência da República e, mais recentemente, como gerente de conhecimento do GIFE – Grupo de Institutos Fundações e Empresas, tendo produzido estudos e pesquisas de referência sobre esse campo no Brasil.

Participante da mesa:

» Grantmaking

Inês Mindlin Lafer

Instituto Betty e Jacob Lafer / São Paulo

É formada em psicologia pela PUC-SP, com especialização em psicanálise pela PUC-COGEAE e em Direitos Humanos pela faculdade de Direito da USP. É mestre em Administração Pública e de Governo pela FGV-SP. Começou sua carreira na área clínica e no Serviço de Psicologia e Psicopedagogia do SESI. Trabalhou na Kairós Desenvolvimento Social como consultora em projetos para prefeituras nas áreas de criança e adolescência e assistência social. Foi também gerente de programas da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, assessora técnica da Comissão Municipal de Direitos Humanos da Prefeitura de São Paulo e gerente de projetos no IDIS – Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social. Hoje em dia dirige o Instituto Betty e Jacob Lafer e atua como formadora e é consultora para o desenvolvimento de projetos de investimento social e de políticas públicas, especialmente na área de criança e adolescente.

Participante da mesa:

» Percursos e Fronteiras para a Filantropia e o Investimento Social no País » Horizontes para o Pós-Pandemia

Irene Mello

Consultora Independente / Rio de Janeiro

É socióloga e mestre em planejamento urbano pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Atua na área de avaliação há quase 10 anos. Ela gerenciou a avaliação de políticas do Programa Minha Casa Minha Vida, financiado pelo Ministério das Cidades, e já realizou avaliações de projetos sociais desenvolvidos por ONGs (como CECIP e Doutores da Alegria) e fundações (como a Fundação Roberto Marinho) , Instituto C&A e Fundação C&A), bem como avaliações socioambientais estratégicas para o arrendamento de empreendimentos da cadeia produtiva do petróleo. Ela tem amplas habilidades conceituais e metodológicas e experiência na aplicação de métodos de avaliação de pesquisa qualitativa e quantitativa. Foi pesquisadora em autogestão habitacional e políticas habitacionais do Observatório das Metrópoles – IPPUR / UFRJ por 10 anos – e foi consultora em socioeconomia por três anos na Ecologus Engenharia Consultiva Ltda, participando de todas as etapas do licenciamento ambiental de empreendimentos.

Participante da mesa:

» Avaliação

Israel Aron Zylberman

Instituto Cyrela / São Paulo

Engenheiro com pós-graduação em Administração Estratégica (MBA-FIA/USP)). Fez diversos cursos executivos em escolas de negócio nos USA e na Europa. Teve uma diversificada carreira como executivo e empresário. Atualmente é diretor executivo dos Institutos Cyrela e CCP. Membro de Comitês de Governança e Sustentabilidade, também atua como professor de Ética e Sustentabilidade na FIA, FIPE e IBGC. Pratica o trabalho voluntário desde 1985. Atualmente é conselheiro nas seguintes organizações: IBGC – Instituto Brasileiro de Governança Corporativa, Instituto GESC, Instituto Jatobás, Instituto Liberta e MBM – Movimento Bem Maior

Participante da mesa:

» Governança e Gestão Organizacionais

Itamar Silva

Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas / Rio de Janeiro

Coordenador do Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (Ibase) e do grupo Eco, criado em 1976, Itamar Silva nasceu e mora na favela Santa Marta, na zona sul do Rio de Janeiro. Desde os anos 1970 participa dos movimentos sociais e chegou a ser presidente e diretor da Associação de Moradores ao longo da década de 80.

Participante da mesa:

» Filantropia, Cidadania e Desenvolvimento: Balanços e Trilhas de Avanço

Jackie Bouvier Copeland

The Women Invested to Save Earth Fund / EUA

Líder de justiça social e ambiental, Dra. Jackie Bouvier Copeland é fundadora e CEO do The Women Invested to Save Earth Fund. Fundadora do Mês da Filantropia Negra. Faz parte do conselho consultivo da Uncharted Power, uma nova empresa de energia alternativa fundada pela inventora nigeriana-americana, Jessica O. Matthews. Ela também é fundadora e presidente da Pan-African Women’s Philanthropy Network. Entre suas contribuições para a justiça social mais orgulhosas está o projeto inicial de My Brothers ’Keeper, uma iniciativa do legado da Administração Obama para promover a igualdade e as oportunidades de vida de homens e meninos de cor de baixa renda nos EUA.

Participante da mesa:

» Novos atores e arquiteturas na filantropia no investimento social

Jandaraci Araújo

Santander / São Paulo

Gerente de Projetos Sociais do Santander Brasil. Ocupou até o início de novembro a posição de Subsecretária Estadual de Empreendedorismo, Micro e Pequena Empresa e também de Diretora Executiva do Banco do Povo Paulista – primeira mulher desde a sua criação em 1997 a ocupar o cargo. É Conselheira Emérita do Capitalismo Consciente Brasil. Também é palestrante, professora de Finanças Corporativas de pós-graduação e consultora. Possui MBA em Finanças e Controladoria pela Fundação Getúlio Vargas, MBA Executivo pela Fundação Dom Cabral. Se especializou em Gestão Estratégica pela Business School e Inteligência Competitiva pela ESPM São Paulo. É conselheira da Women in Leadership in Latin America (WILL), ONG voltada para o empoderamento feminino nas organizações e voluntária no Grupo Mulheres do Brasil e Embaixadora do Mulheres do Varejo. Atua também como diretora financeira da Aristocrata Clube. Ano passado, palestrou na TEDxSão Paulo. Em setembro, lançará o livro “Mulheres nas Finanças”, pela editora Leader, onde contará sua trajetória e experiências.

Participante da mesa:

» Direitos da Infância e Adolescência

Janine Mello

IPEA / São Paulo

Especialista em políticas públicas e gestão governamental (EPPGG) com graduação e mestrado em Ciência Política (UnB), doutorado em Sociologia (UnB) e pós-doutorado em Planejamento e Gestão do Território (UFABC). Atua na administração pública federal desde 2007 em órgãos como Casa Civil da Presidência da República (CC/PR) onde desempenhou atividades como Assessora Especial, Subchefe Adjunta de Assuntos Sociais (SAM/CC), Coordenadora Executiva do Programa Territórios da Cidadania (PTC) e no monitoramento no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). No Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) foi Assessora Especial e Diretora de Gestão e Acompanhamento do Plano Brasil sem Miséria (BSM). Atualmente é pesquisadora da Diretoria de Estudos e Políticas sobre Estado, Instituições e Democracia no Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).

Participante da mesa:

» Conhecimento

Jeconias Rosendo da Silva Junior

Frente Nacional de Prefeitos / Distrito Federal

Coordenador de Articulação Política – Frente Nacional de Prefeitos. Procurador Jurídico da Prefeitura Municipal de Caaporã. Assessor Jurídico da Federação das Associações de Municípios da Paraíba – FAMUP. Professor do Centro Universitário de João Pessoa (UNIPÊ) – Disciplina: Direito Constitucional II. Diretor-Técnico da Confederação Nacional de Municípios – CNM. 

Participante da mesa:

» Cooperação e Desenvolvimento Territorial

Jefferson Romon

Fundação Bradesco / Osasco

Iniciou a carreira na Fundação Bradesco, em 1977, tendo desde então passado por diversas posições executivas, e sendo eleito, em 2015, Diretor do Banco Bradesco S.A. É Diretor Adjunto e Membro da Mesa Regedora da Fundação Bradesco, além de Diretor Adjunto da NCD Participações Ltda. e Diretor da ADC Bradesco – Associação Desportiva Classista. Foi membro do Conselho Fiscal do GIFE entre 2002 a 2004 e 2013 a 2016. É graduado em Administração pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e possui MBA pela Fundação Getúlio Vargas.

Participante da mesa:

» Governança e Gestão Organizacionais

Jenny Hodgson

Global Fund for Community Foundations / África do Sul

Diretora Executiva do Fundo Global para Fundações Comunitárias (GFCF), com sede em Joanesburgo, desde que foi estabelecido em 2006. Ela supervisionou seu surgimento como a voz global líder na filantropia comunitária como uma estratégia central para o desenvolvimento liderado por pessoas e deslocando o poder para mais perto do solo. Com sede em Uganda, Quênia, Rússia, Cingapura e Tailândia, Jenny esteve envolvida no desenvolvimento da filantropia em mercados emergentes e contextos de desenvolvimento nas últimas duas décadas. Ela tem um BA (Hons) em Inglês pelo Emmanuel College, Cambridge e um MA em Relações Internacionais pela Johns Hopkins School Advanced International Studies (SAIS).

Participante da mesa:

» Filantropia Comunitária

Jessica Moreira

Nós, Mulheres da Periferia / São Paulo

Jornalista e escritora. Cofundadora e uma das gestoras do Nós, mulheres da periferia desde 2014. Escreveu os livros Queixadas – por trás dos 7 anos de greve (Independente, 2013) e Heroínas dessa História – Mulheres em busca de justiça por familiares mortos pela ditadura (Autêntica Editora, 2020). É também coautora do Blog Morte Sem Tabu, da Folha de S. Paulo, repórter da Agência Mural de Jornalismo das Periferias e atuou como jornalista e mobilizadora em organizações como Instituto Alana, Associação Cidade Escola Aprendiz, Campanha Nacional pelo Direito à Educação e Brasil de Fato.

Participante da mesa:

» Pandemia, Pós-Pandemia e Políticas Sociais

Joana Lee Ribeiro Mortari

Movimento por uma cultura de doação / São Paulo

Advogada formada pela Faculdade de Direito da Universidade Mackenzie e com LLM pela Faculdade de Direito da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos e Pós Graduação em Prática Social Reflexiva pela Proteus Initiative, na África do Sul. Atualmente é Diretora da Associação Acorde, organização social que trabalha pelo desenvolvimento humano de crianças e jovens em Embu das Artes e Cotia. Co-Criadora e membro do Comitê Coordenador do Movimento por uma Cultura de Doação no Brasil, uma rede colaborativa de pessoas e organizações dedicada à promoção da cultura de doar no Brasil. Membro do Conselho do Dia de Doar e do Conselho de Avaliação do Fundo Bis.

Participante da mesa:

» Cultura de Doação » Além da emergência : Por um Brasil mais doador, sempre

Joanna Martins

Manioca / Pará

Joanna Martins é paraense, mãe, publicitária, administradora e pesquisadora em gastronomia amazônica. Movida por uma história familiar de quase 50 anos com a culinária amazônica e por sua paixão pelo território, depois de algumas outras experiências empreendedoras, em 2015, fundou e é CEO da Manioca(@maniocabrasil), uma pequena indústria de impacto socio-ambiental, instalada em Belém/PA, que transforma ingredientes da Amazônia em alimentos naturais, práticos e saborosos, dialogando com a cultura local e sua biodiversidade, a partir do comércio justo e do desenvolvimento de cadeias produtivas.

Participante da mesa:

» Investimento Social pela Amazônia

João Paulo Vergueiro

ABCR / São Paulo

Diretor executivo da ABCR – Associação Brasileira de Captadores de Recursos. Professor e coordenador do Fundo de Bolsas da FECAP, administrador e mestre em administração pública pela FGV-SP, e bacharel em Direito pela USP. Conselheiro da Fundação Amor Horizontal, da Kibô-no-Iê e do Conselho Regional de Administração de São Paulo.

Participante da mesa:

» Ambiente Legal

Jorge Kalil

Incor FMUSP / Rio Grande do Sul

Professor Titular de Imunologia Clínica e Alergia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), diretor da disciplina de mesmo nome no Hospital das clínicas e Diretor do Laboratório de Imunologia, Instituto do Coração. Ele é professor adjunto da Faculdade de Medicina da George Washington University, DC e, da Faculdade de Medicina da Case Western Reserve University, Cleveland, Ohio, ambas nos EUA. Representa o Brasil no Instituto de Engenharia Genética e Biotecnologia (ICGBE), órgão da ONU.

Participante da mesa:

» Pandemia, Pós-Pandemia e Políticas Sociais

José Marcelo Zacchi

GIFE / São Paulo

José Marcelo é bacharel em direito pela Universidade de São Paulo e mestre em administração pública pela Universidade de Harvard. É membro do conselho de governança da Associação Casa Fluminense e pesquisador associado do Instituto de Estudos do Trabalho e Sociedade (IETS). É secretário-geral no GIFE.

Participante da mesa:

» Plataforma Filantropia ODS: Filantropia e respostas socioeconômicas à COVID-19

Júlia Mariani

Instituto Galo da Manhã / São Paulo

Diretora do Galo da Manhã, um instituto de investimento social privado criado para apoiar organizações que atuam no fortalecimento da sociedade civil e na redução de injustiças, em especial contra populações vulneráveis.

Participante da mesa:

» Investimento Social Familiar

Julia Spinassé

Bradesco

Juliana Gomes Ramalho Monteiro

Grupo de Trabalho Direitos Humanos e Empresas do Pacto Global / São Paulo

Há mais de 15 anos atua com associações e fundações, com vasta experiência em consultoria societária, administrativa, contratual, tributária e previdenciária, atuando nas mais diversas áreas, como educação, saúde, cultura, e assistência social. Também assessora empresas no aprimoramento de suas políticas e ações relacionadas a dimensões socioambientais (ESG), bem como famílias que buscam consolidar seu investimento social privado. Ainda, idealizou e coordenou o Curso de Direitos Humanos e Empresas da Escola de Direito da Fundação Getúlio Vargas (FGV) de São Paulo e é coordenadora do Grupo de Trabalho Direitos Humanos e Empresas do Pacto Global.

Participante da mesa:

» Ambiente Legal para a Sociedade Civil e o Investimento Social

Juliano Assunção

Climate Policy Initiative / Góias

É o Diretor Executivo do CPI Brasil e Professor do Departamento de Economia da PUC-Rio. É também membro do Consortium on Financial Systems and Poverty da Universidade de Chicago e Brazil Lab da Universidade de Princeton. Juliano possui Doutorado em Economia pela PUC-Rio, Mestrado em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Graduação em Economia também pela UFMG.

Participante da mesa:

» Mudanças Climáticas

Jurema Werneck

Anistia Internacional / Rio de Janeiro

É uma ativista negra, médica (pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal Fluminense), autora e doutora em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Nascida no Morro dos Cabritos, Copacabana, acumula uma longa trajetória de luta no movimento de saúde da população negra e dos direitos humanos. É fundadora da ONG Criola, que desde 1992 atua pela garantia dos direitos das mulheres negras no país. Em 2017, assumiu a Direção Executiva da Anistia Internacional Brasil, uma das maiores e mais importantes organizações de direitos humanos do mundo. Integra o Conselho Diretor da Global Fund for Women e é Presidenta do Conselho de Administração do Fundo Brasil de Direitos Humanos. Em 2000, organizou o livro “Saúde das Mulheres Negras: Nossos Passos Vêm de Longe” (em conjunto com Evelyn C. White e Maria Luísa Mendonça).

Participante da mesa:

» Saúde Global e Pandemias

Karin Baumgart Srougi

Investidora de Impacto Social / São Paulo

Membra do Comitê de Estratégia, Inovação e Sustentabilidade Grupo Baumgart Conselheira do ICE – Instituto de Cidadania Empresarial Investidora em negócios de impacto. Presidente do Conselho Deliberativo do Instituto Vedacit Membra do Conselho do Instituto Center Norte e Instituto Criança é Vida Mentora no Instituto Reciclar. Foi Coordenadora do Comitê de Sustentabilidade do Grupo Baumgart (2017 a 2020) Gerente/Diretora Comercial do Expo Center Norte (2002 a 2012) Fundadora da ONG Educando para o Futuro (2003 a 2007). Bacharel em Direito, com especialização em Marketing pela University of Chicago, especialização em Responsabilidade Social Corporativa pela FGV/EAESP e pela USP – CEATS/FIA Certificada pelo IBGC – Curso para Conselheiros de Administração

Participante da mesa:

» Investimento Social Familiar

Karine Bueno

Santander

Kusi Hornberger

Dalberg’s Global Knowledge Lead Associate Partner / EUA

É um Associate Partner, baseado no escritório de Washington, DC. Além de servir como Parceiro Associado Líder de Conhecimento Global da Dalberg, Kusi também co-lidera a Prática de Finanças e Investimento da Dalberg e é particularmente apaixonado pelo uso de finanças e tecnologia inovadoras para acelerar a realização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS).
O trabalho recente de Kusi inclui vários projetos na interseção de investimentos de impacto / finanças combinadas e agricultura, saúde global e setores de serviços financeiros. Por exemplo, no setor agrícola, Kusi liderou um benchmarking financeiro de credores sociais que fornecem empréstimos a pequenas e médias empresas agrícolas. No setor de saúde, Kusi liderou a concepção de um fundo de financiamento combinado com o objetivo de investir em soluções digitais de saúde. No setor de serviços financeiros, ele desenvolveu estudos de caso sobre como a análise de dados e as parcerias podem ser usadas para melhorar a sustentabilidade dos serviços financeiros para produtores de pequena escala.
Antes de ingressar na Dalberg, Kusi foi Vice-Presidente de Pesquisa de Investimento da Global Partnerships, um investidor que prioriza o impacto com investimentos na América Central / do Sul e na África Oriental. Ele também tem experiência de trabalho como consultor de gestão na Bain & Company na América do Sul e como Diretor de Investimentos da International Finance Corporation.
Kusi possui mestrado em administração de empresas pela INSEAD Business School em Cingapura, mestrado em administração pública em desenvolvimento internacional pela Harvard Kennedy School e bacharelado em artes pela University of Pennsylvania.

Participante da mesa:

» Filantropia e pandemia : a produção de conhecimento 6 meses depois

Laurence Tubiana

European Climate Foundation / Paris

CEO da European Climate Foundation (ECF). Além disso, ela é a Presidente do Conselho de Administração da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD). Antes de ingressar na ECF, Laurence foi Embaixador da Mudança Climática da França e Representante Especial para a COP21 e, como tal, um dos principais arquitetos do Acordo de Paris. Após a COP21, ela foi nomeada Campeã de Alto Nível para Ação Climática pela ONU.

Participante da mesa:

» Investimento Social por Amazônia e Clima

Lázaro Cunha

Instituto Cultural Steve Biko / Bahia

Graduado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), mestre em Ensino, Filosofia e História das Ciências (UFBA-Instituto de Física/UEFS). Diretor de Projetos Especiais e Comunicação do Instituto Cultural Steve Biko, coordenador do programa OGUNTEC, uma iniciativa de fomento à ciência, tecnologia inovação para jovens negros e negras que é mantida pelo Instituto Cultural Steve Biko e que foi referência para o artigo vencedor do Prêmio Nacional Jovem Cientista em 2008.

Participante da mesa:

» Investimento Social por Ciência e Informação

Leandro Pinheiro

Mariepaua Soluções em Sustentabilidade / São Paulo

Engenheiro Florestal formado de ESALQ/USP e é alumini da Harvard Kennedy School Executive Program. Atua na região amazônica desde 1996 com projetos desenvolvimento sustentável junto a comunidades tradicionais e ribeirinhas. Foi coordenador de projetos no Projeto Saúde e Alegria em Santarém/PA e diretor técnico do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Gasoduto Coari-Manaus. Como Gerente Geral de Programas na Fundação Amazonas Sustentável implantou projetos de desenvolvimento comunitário nas áreas de infância, educação e inclusão produtiva. Gerenciou carteira de projetos de investimento social privado do Instituto Camargo Corrêa no Brasil. Trabalhou no desenho da estratégia de investimento social da Intercement no Egito. Foi Superintendente Socioeducativo na Fundação FEAC em Campinas, SP entre 2017 e 2020. É membro do Conselho do GIFE e atua como consultor para institutos e fundações.

Participante da mesa:

» Filantropia Comunitária

Leonardo Letelier

SITAWI / Rio de Janeiro

É fundador e CEO da SITAWI Finanças do Bem e tem mais de 20 anos de experiência em negócios, finanças e setor social. Foi diretor da iniciativa Cidadania Econômica para Todos na Ashoka e trabalhou na McKinsey por 8 anos. Foi eleito Senior Fellow Synergos, Responsible Leader BMW Foundation e atuou como co-diretor executivo da Força Tarefa Brasileira de Finanças Sociais. Tem MBA pela Harvard Business School e é engenheiro de Produção pela USP.

Participante da mesa:

» Novos atores e arquiteturas na filantropia no investimento social

Leonildes Nazar

Instituto Clima e Sociedade / Maranhão

Cientista política e internacionalista, formada pela UFRRJ (bacharelado) e UERJ (mestrado e doutoranda). Maranhense, da ilha de São Luís, foi pesquisadora visitante do Center for Latin American Studies, da Universidade da Califórnia, em Berkeley (2019-2020) e fez formação no The Climate Reality Project (2020). Integra o Laboratório de Análise Política Mundial (Labmundo) e a plataforma de pesquisa Latitude Sul. É membro associada da Associação Brasileira de Pesquisadores Negros e Negras (ABPN) e pesquisadora colaboradora do Observatório Interdisciplinar das Mudanças Climáticas.

Participante da mesa:

» Filantropia e Movimentos Sociais

Letícia Arcoverde

Nexo Jornal / São Paulo

Letícia Arcoverde é editora do Nexo Jornal. Jornalista, trabalhou no Valor Econômico. É formada em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina e tem pós-graduação em Gestão da Informação Digital pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo.

Participante da mesa:

» Novas Tecnologias

Ligia Batista

Open Society Foundations / Rio de Janeiro

É formada em Direito pela Universidade Federal Fluminense. Fez parte da equipe de Pesquisa, Políticas e Incidência da Anistia Internacional Brasil, e atualmente é assessora especial no programa para América Latina da Open Society Foundations. Lígia é também uma das fellows da Década Internacional de Afrodescendentes das Nações Unidas (2014-2025) e, em 2018, foi premiada pelo organização MIPAD como uma das 100 pessoas negras mais influentes do mundo abaixo dos 40 anos.

Participante da mesa:

» Equidade Racial » Filantropia, Cidadania e Desenvolvimento: Balanços e Trilhas de Avanço

Lilia Schwarcz

Doutora em Antropologia Social / São Paulo

Lilia Schwarcz é professora da USP e global scholar em Princeton. É autora, entre outros, de “O espetáculo das raças”, “As barbas do imperador”, “Brasil: uma biografia”, “Lima Barreto, triste visionário”, “Dicionário da escravidão e liberdade”, com Flávio Gomes, e “Sobre o autoritarismo brasileiro”. Foi curadora de uma série de exposições dentre as quais: “Um olhar sobre o Brasil”, “Histórias Mestiças”, “Histórias da sexualidade” e “Histórias afro-atlânticas”. Atualmente é curadora adjunta do Masp para histórias.

Participante da mesa:

» Horizontes para o Pós-Pandemia

Lorena Barberia

NECI/FFLCH/USP / México

Professor Doutor (com Livre Docencia) do Departamento de Ciência Política da Universidade de São Paulo. Pesquisadora principal do Núcleo de Estudos Comparados e Internacionais (NECI) da USP e pesquisadora principal do Centro de Estudos em Política e Economia do Setor Público (CEPESP) da Fundação Getúlio Vargas-São Paulo. Coordenadora científica da Rede de Pesquisa Solidária em Políticas Públicas e Sociedade e membro do Observatório COVID-19 Br. No Departamento de Ciência Política da USP, é responsável por ministrar disciplinas de métodos quantitativos, política comparada e economia política no curso de graduação em Ciências Sócias e no curso de pós-graduação em Ciência Política. Desde 2015, ela é o chair do Local Committee da IPSA-USP Summer School in Concepts, Methods and Techniques in Political Science, Public Policy and International Relations onde também ministra as disciplinas no track de séries temporais e séries temporais cross-section junto com o Guy D. Whitten e Andrew Q. Philips.

Participante da mesa:

» Saúde Global e Pandemias

Luana Génot

Instituto Identidades do Brasil (ID_BR) / Rio de Janeiro

Luana Génot, é fundadora e diretora executiva do Instituto Identidades do Brasil (ID_BR). É mãe da Alice de 2 anos. Mestra em Relações Étnico-Raciais pelo CEFET-RJ e autora do livro Sim à Igualdade Racial da Editora Pallas.Colunista semanal do Jornal O Globo na Revista Ela aos domingos. Já colaborou escrevendo artigos para outros veículos como Meio e Mensagem, Revista Claudia, GQ e Folha de São Paulo. É Linkedin Top Voice 2019. Professora convidada de Inovação Social no IED-RIO. Tem pós graduação em Marketing e Comunicação no IED-Rio e se formou em em Publicidade e Propaganda na PUC-Rio em 2014. É fellow da rede de Líderes Responsáveis da BMW Foundation. Foi bolsista sanduíche do Ciências Sem Fronteiras / CAPES na University of Wisconsin – Madison, onde se especializou em pesquisa na área de raça, etnia e mídia. Luana trabalhou na Burrell / Publicis Chicago na área de planejamento estratégico. Foi voluntária na campanha de Barack Obama. Trabalhou no hub de marketing em multinacionais da área de beleza e entretenimento. Foi modelo publicitária e de passarela. Fluente em francês e inglês, tem atuado como palestrante no Brasil, França, Estados Unidos e Sri Lanka. É curadora de eventos como ConaLife, Rio 2C e é gestora de projetos sobre raça e etnia, equidade de gênero, diversidade e inclusão, empreendedorismo e empoderamento da juventude periférica. Foi co-fundadora do Comitê de Igualdade Racial do Grupo Mulheres do Brasil. Participa do Conselho da Comunidade B no Rio de Janeiro.

Participante da mesa:

» Empresas e Sociedade : Propósito, impacto e a busca por novos paradigmas

Luis Fernando Guggenberger

Instituto Vedacit / São Paulo

Head de Inovação e Sustentabilidade da Vedacit. Coordena as iniciativas de Inovação Aberta e Sustentabilidade da empresa e o Instituto Vedacit. Formado em Publicidade e Pós-Graduado em Relações Públicas. Vem atuando nos últimos anos nos campos da Inovação e Empreendedorismo Social, de Tendências e dos Negócios de Impacto Social. Atuou em organizações como Fundação Telefônica Vivo, Projeto Arrastão, Projeto Casulo e Fundação Gol de Letra.

Participante da mesa:

» Fronteiras de Ação: Desafios e Prioridades para a Filantropia, o Investimento Social e a Ação Cidadã no País

Maíra Krenak

Fundo Casa Socioambiental / São Paulo

É do povo Krenak, historiadora formada na Universidade de São Paulo – USP. Sua história de vida é de convivência permanente e trabalhos em parceria com povos indígenas. Realizou a produção do projeto “Rito de Passagem” e da exposição “Etnias” junto ao Instituto das Tradições Indígenas – IDETI. Foi coordenadora geral dos três CECIs – Centro de Educação e Cultura Indígena, nas aldeias Guarani Tenondé Porã, Krukutu e Tekoa Pyaú, em convênio com a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo. Desenvolveu, com as aldeias Guarani Tekoá Pyaú e Krukutu, o projeto “Ponto de Cultura Krukutu”, e por essa realização, foi ganhadora do Prêmio Iniciativa Jovem Anhembi Morumbi, em 2008. É sócia-fundadora da editora e produtora cultural Ikore.

Participante da mesa:

» Filantropia e Movimentos Sociais

Marcello Brito

Coalizão Brasil Clima / São Paulo

Como executivo atua em Sustentabilidade/ESG há mais de 30 anos onde
operou em diversas áreas como diretor comercial, diretor de sustentabilidade e CEO de empresas líderes em seus setores. Foi vice-presidente do RSPO – Roundtable on Sustainable Palm Oil, fundador e membro do conselho executivo do POIG – Palm Oil Innovation Group e consultor externo no Banco Mundial/IFC. No setor privado atualmente ocupa os cargos de sócio proprietário da consultoria Brasil EcoCiência e CEO da CBKK S.A – Propósito de Bem Estar e Conservação. No associativo exerce o cargo de presidente do conselho diretor da ABAG – Associação
Brasileira do Agronegocio e co-facilitador da Coalizão Brasil Clima, Floresta
e Agricultura. Ocupa o posto de conselheiro das brasileiras ABRAPALMA –
Associação Brasileira dos Produtores de Óleo de Palma, Conservation
International (seção Brasil), Instituto Arapyaú, do Opportunity Private Equity e do fundo JBS-Amazônia. Nas internacionais WCBEF – Fórum Mundial de Bioeconomia (Finlândia), Black-Jaguar Foundation (Holanda) e reNature (Holanda).

Participante da mesa:

» Investimento Social por Amazônia e Clima

Marcelo Coelho

Programa Vivenda / São Paulo

É Empreendedor e CEO no Programa Vivenda, startup que trabalha a qualidade de vida nas periferias através de reformas habitacionais de alto impacto e baixa complexidade.Possui histórico de 20 anos atuando no mercado de habitação de interesse social, seja através da lente do poder público, terceiro setor ou iniciativa privada. Atualmente trabalha liderando uma das frentes de expansão da empresa, que é a implantação do modelo de crédito / comercial Brasil afora em outras startups do setor.

Participante da mesa:

» Blended Finance: Experiências e Potenciais no Contexto Brasileiro

Marcia Castro

Departamento de Saúde Global e População na Faculdade de Saúde Pública de Harvard / EUA

Chefe do Departamento de Saúde Global e População na Faculdade de Saúde Pública de Harvard. É co-diretora do programa de estudos de Brasil no Centro David Rockefeller. Demógrafa, suas áreas de pesquisa incluem a identificação de riscos sociais, biológicos e ambientais de doenças infecciosas, urbanização e saúde, modelos de análise espacial e mortalidade, e saude na Amazonia. Graduada em estatística pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro, fez mestrado na Universidade Federal de Minas Gerais e é PhD em demografia pela Universidade de Princeton.

Participante da mesa:

» Abertura Fronteiras da Ação Coletiva : Desafios e inspirações para o Brasil e o Mundo

Marcia Ferri

Instituto Natura / São Paulo

Desde 2000 atua na área de Educação. Essa trajetória se inicio em seu processo formativo, uma vez que é formada em Pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e possui os títulos de mestre e doutora na área de Educação do Programa: História, Política e Sociedade da PUC-SP. Já atuou como professora alfabetizadora por 8 anos em escolas de Educação Infantil. A partir de 2008 atuou como formadora de professores pela CE-CEDAC. E desde 2013 exerce atividades voltadas a gestão de Projetos no Instituto Natura. Atualmente é gestora da área de Alfabetização na Idade Certa do Instituto Natura e lidera algumas iniciativas que apoiam Políticas Públicas de Alfabetização em Regime de Colaboração, beneficiando alguns estados brasileiros.

Participante da mesa:

» Leitura e Escrita

Márcia Lima

CEBRAP / São Paulo

É professora do Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP). É pesquisadora sênior associada ao Centro Brasileiro de Análise e Planejamento onde coordena o Afro – Núcleo de Pesquisa sobre Raça, Gênero e Justiça Racial (Afro-Cebrap). Doutora em Sociologia pelo IFCS/UFRJ. Realizou Pós-Doutorado na University of Columbia e foi Visiting Fellow no Afro-Latin American Research Institute (ALARI) do Hutchins Center for African and African American Studies, na Universidade de Harvard. É membro da Sociedade Brasileira de Sociologia (SBS), da Latin American Studies Association (LASA) e da Brazilian Studies Association (BRASA). Tem pesquisado e publicado nas áreas de desigualdades raciais, gênero e raça e ações afirmativas.

Participante da mesa:

» Investimento Social para a Equidade Racial

Marcio Black

Fundação Tide Setubal / São Paulo

Cientista político, produtor cultural e coordenador do programa de democracia e cidadania ativa da Fundação Tide Setubal. É fundador do Coletivo Sistema Negro, grupo de ação antirracista na cidade de São Paulo. 

Participante da mesa:

» Cultura » Comunicação e Advocacy

Marco Apolo Santana Leão

Sociedade Paraense de Defesa de Direitos Humanos / Pará

Graduado em Direito pela UFPA, especialista em Direitos Humanos pela Universidade Católica de Brasília. É presidente da Sociedade Paraense de Defesa de Direitos Humanos, vinculada ao Movimento Nacional de Direitos Humanos. Tem experiência em assessoria parlamentar, jurídica, sindical e popular, direito trabalhista, direito eleitoral e penal. Trabalha com temas como: Direitos Humanos, movimentos sociais, ONGs e Direito penal.

Participante da mesa:

» Investimento Social pela Amazônia

Marcos Athias Neto

PNUD / EUA

Ingressou no PNUD em 2013 e desde então lidera o trabalho global do PNUD sobre desenvolvimento e fundações do setor privado, primeiro na sede do PNUD em Nova York e depois, a partir de 2014, como chefe do Centro Internacional de Istambul para o Setor Privado em Desenvolvimento (IICPSD). Em abril de 2019, Marcos retornou a Nova York para liderar o estabelecimento e gerenciamento do novo Centro do Setor Financeiro do PNUD. Marcos liderou o desenvolvimento da nova estratégia do setor privado do PNUD e suas ofertas no SDG Finance. Ele é co-presidente dos conselhos executivos do Business Call To Action (BCtA) e da Connecting Business Initiative. Além de seu papel no PNUD, Marcos também atua nos Conselhos de Supervisão da CARE Internacional e no Museu do Amanhã Internacional. Nos últimos 25 anos, Marcos tem sido líder em desenvolvimento sustentável, erradicação da pobreza e construção de parcerias com várias partes interessadas. Ele é um defensor apaixonado dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Antes de ingressar no PNUD, Marcos passou 17 anos na CARE International. 

Participante da mesa:

» Plataforma Filantropia ODS: Filantropia e respostas socioeconômicas à COVID-19

Marcos Nobre

CEBRAP / Campinas

É professor livre-docente de filosofia da Unicamp e pesquisador 1-B do CNPq. Está no CEBRAP desde 1990, como integrante da área de Filosofia e Política, tendo se tornado pesquisador da casa em 1997. Em 1999 fundou, o Núcleo Direito e Democracia, do qual foi o coordenador até 2012. De 2007 a 2010 foi colunista semanal do jornal Folha de S. Paulo. De 2006 a 2011 foi professor visitante da Université d’Auvergne, Clermont-Ferrand, França. Foi pesquisador visitante nas universidades: da Califórnia (Berkeley), Johann Wolfgang Goethe (Frankfurt/Main), Chicago, Paris I (Sorbonne), Leipzig, Humboldt (Berlim). É autor de cinco livros, coautor, organizador ou coorganizador de outros oito títulos.

Participante da mesa:

» Democracia, Pluralismo e Diversidade

Marcos Ribeiro da Costa Erthal Tardin

Fundação Demócrito Rocha / Ceará

É Gerente-Geral da Fundação Demócrito Rocha. É jornalista, formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1985. Em 2011 concluiu o MBA Internacional em Gestão de Negócios pela MRH / Fundação Getúlio Vargas. Trabalhou como redator das revistas Ele & Ela, Manchete e Geográfica Universal, da Bloch Editores; foi repórter do jornal O Globo e redator, subeditor e editor no Jornal do Brasil. Vive em Fortaleza desde 2000, sempre trabalhando no Grupo de Comunicação O POVO, onde exerceu as funções de secretário de Redação, editor-executivo do Núcleo de Negócios e diretor de Redação do jornal O POVO; diretor de Jornalismo do Portal O POVO Online, diretor de Jornalismo, diretor de Operações e diretor executivo da TV O POVO e das rádios O POVO CBN (AM e FM) e Mucuripe. Desde novembro de 2013 exerce a função de gerente-geral da Fundação Demócrito Rocha. É também apresentador do programa Debates do POVO, que vai ao diariamente, de segunda a sexta-feira, das 11h às 12h, nas rádios O POVO CBN (AM e FM) e CBN Cariri.

Participante da mesa:

» Filantropia pelo Brasil: Panorama e Perspectivas

Marcos Silveira

Fundação José Luiz Egydio Setubal / São Paulo

É pesquisador e coordenador do Núcleo de Pesquisa em Filantropia da Fundação José Luiz Egydio Setúbal (FJLES) e professor da Escola de Economia de São Paulo, da Fundação Getúlio Vargas (EESP-FGV). Tem doutorado em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (USP), além de mestrado em Ciência Política e graduação em Ciências Sociais pela mesma universidade. Foi pesquisador visitante na Georgetown University (2015-2016) e realizou pesquisa de pós-doutorado no Centro de Estudos da Metrópole (CEM/USP), onde atualmente é pesquisador associado.

Participante da mesa:

» Conhecimento

Marcus Casaes

Ass. Jovens Empreendedores / Bahia

Empresário e fundador da primeira empresa no segmento de Casas Inteligentes no Estado da Bahia, com 15 anos de mercado, com mais de 15.000,00 periféricos sendo comandados por sistemas de Automação Residencial (IoT): iluminação, persianas, ar condicionado, segurança e sonorização. Fonuder de uma Startup que funciona como um Uber de Guias de Turismo, acelerada pelo SENAI-CIMATEC e do Hub de Inovação do Banco do Nordeste. Essa é uma plataforma H2H (Human 2 Human). Atuo em entidades Jovens Empresarias Regionais e Nacionais. Mentor de Startups em desafios de tecnologia e Hackathons (Bannko Challenge, SEBRAE, Seletiva do Brazil Conference). Organizador de Startups Weekends sendo um deles o primeiro Startup Weekend Black, com o intuito da inclusão da população afrodescendente no ambiente de inovação e tecnologia. Embaixador da Instituto de Capitalismo Conciente e da Singularity University.

Participante da mesa:

» Investimento Social para a Equidade Racial

Maria Augusta Arruda

Pesquisadora na Universidade de Nottingham / Inglaterra

A bióloga e farmacologista Maria Augusta Arruda é doutora em Biociências (Farmacologia) pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) onde atuou como biotecnologia e professora. Foi pesquisadora em Saúde Pública de Farmanguinhos-Fiocruz e coordenadora-geral do Programa CAPES-Universidade de Nottingham em Descoberta de Novos Fármacos, onde está desde 2011. Desde 2019, é gerente de projetos estratégicos da mesma universidade, trabalhando junto a principal agência de fomento britânica, UK Research & Innovation. Ganhou o Prêmio L’Oréal-Unesco-ABC em 2008. Vem atuando também no campo da diplomacia científica.

Participante da mesa:

» Investimento Social por Ciência e Informação

Maria Izabel Toro

RD RaiaDrogasil / São Paulo

Mestre em Serviço Social pela PUC-SP, MBA em Gestão e Empreendedorismo Social pela FIA – USP e formada em Resolução de Conflitos pela Chulalongkorn University em Bangkok, Tailândia. Atua com Investimento Social há cerca de 20 anos, com passagens pelo SENAC, GIFE e Editora FTD. Atualmente é gerente de Investimento Social da RD – Raia Drogasil

Participante da mesa:

» Saúde

Maria Netto

Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) / EUA

Trabalha no Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) como especialista líder em Mercados Financeiros e Instituições Financeiras e é responsável em apoiar Bancos Públicos de Desenvolvimento na região latino-americana no desenvolvimento de estratégias de financiamento “verdes”. Antes do BID, Maria trabalhou no Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) onde foi responsável pela integração da mudança climática nas operações do PNUD. Maria também trabalhou por mais de 10 anos na Secretaria da Convenção do Marco sobre a Mudança Climática das Nações Unidas (UNFCCC) onde era responsável pela temática de financiamento climático e onde também fez parte da equipe que estabeleceu o marco institucional para a implementação dos mecanismos de mercado de carbono do Protocolo de Kioto.

Participante da mesa:

» Blended Finance: Experiências e Potenciais no Contexto Brasileiro

Maria Sylvia Oliveira

Geledès-Instituto da Mulher Negra / São Paulo

É graduada em Direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo. Pós-Graduada em Direito Empresarial e em Direito Tributário, pela – FMU – Faculdades Metropolitanas Unidas; Advogada atuando na área de Direitos Humanos – Questões de Gênero, Raça e Etnia e no enfrentamento à violência contra a mulher e violência doméstica e familiar; sócia efetiva do Geledès-Instituto da Mulher Negra,  onde atualmente ocupa o cargo de Presidenta no triênio 2018/2021; Conselheira Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil, em São Paulo;  Membra da Operativa e do GT Jurídico da  Coalizão Negra Por Direitos; Conselheira no Projeto Liberdade.

Participante da mesa:

» Filantropia, Cidadania e Democracia

Mariana Franco

Fundação SM / Goiás

Gerente da Fundação SM há 7 anos. Formada em Psicologia pela PUC Goiás. Possui Pós Graduação em Gestão de Projetos Sociais e MBA em Gestão, Liderança e Coaching pela Sociedade Latino Americana de Coaching e Fundação De Sociologia e Política de São Paulo. Atua há mais de 13 anos na Gestão de Projetos sociais em organizações da sociedade civil, Institutos e Fundações empresariais.

Participante da mesa:

» Leitura e Escrita

Mariana Luz

Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal / Rio de Janeiro

CEO da Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal. Antes disso, Mariana foi Presidente da Fundação Embraer nos EUA, Diretora Superintendente do Instituto Embraer, Diretora de Sustentabilidade e Relações Institucionais da Embraer no Brasil. Iniciou sua carreira no Centro Brasileiro de Relações Internacionais, o principal think tank de política externa no Brasil, onde permaneceu por 9 anos atuando em diferentes áreas. Também manteve carreira acadêmica e foi professora de relações internacionais da graduação e pós-graduação de universidades como FAAP, Cândido Mendes e Universidade da Cidade. Em 2015, Mariana foi nomeada Young Global Leader, pelo Fórum Econômico Mundial. Tem atuado em diversos conselhos sem fins lucrativos e atualmente integra os Conselhos da Junior Achievement de São Paulo, United Way Brasil e do Centro de Excelência e Inovação em Políticas Públicas (CEIPE-FGV). É formada em Relações Internacionais pela Universidade Estácio de Sá, com pós-graduação e mestrado em História pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), e especializações nas Universidades de Oxford e Harvard Kennedy School of Government.

Participante da mesa:

» Avaliação e Impacto

Mariana Neubern de Souza Almeida

Fundação Tide Setúbal / São Paulo

É superintendente da Fundação Tide Setúbal e professora do Programa Avançado em Gestão Pública do Insper. Doutora em Economia do Desenvolvimento pela FEA-USP, atuou na área de economia popular e solidária no Brasil e na Venezuela, desenvolvendo políticas públicas de apoio a pequenos empreendimentos urbanos e rurais. Trabalhou em diversos órgãos públicos, particularmente na área de planejamento e orçamento público.

Participante da mesa:

» Cooperação e Investimento Social por Cidades Justas e Sustentáveis

Mariana Varella

Portal Drauzio Varella / São Paulo

É jornalista de saúde e cientista social, e editora-chefe do Portal Drauzio Varella. Mariana Varella é uma referência inconteste para o debate público sobre desinformação, comunicação, saúde e ciência. 

Participante da mesa:

» Narrativas sobre saúde e ciência

Mariano Cenamo

Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (IDESAM) / Amazonas

É engenheiro florestal, empreendedor social, co-fundador e diretor de novos negócios do Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (IDESAM). Dedica sua carreira na busca por soluções inovadoras para conciliar o desenvolvimento socioeconômico e a conservação florestal na Amazônia. Nos últimos anos, vem se tornando uma referência na construção do ecossistema de negócios de impacto e atração de investimentos privados para a Amazônia. Mariano faz parte da rede de líderes da Fundação Lemann e diversos conselhos e iniciativas voltadas ao desenvolvimento sustentável no Brasil.

Participante da mesa:

» Investimento Social pela Amazônia

Mariluce de Souza Moura

Ciência na rua / São Paulo

Jornalista e pesquisadora, é criadora e coordenadora do projeto de divulgação científica Ciência na rua. Atua no campo do jornalismo científico desde 1988, depois de duas décadas de trabalho no jornalismo geral e econômico em grandes jornais e revistas brasileiros, entre os quais, Jornal da Bahia, Tribuna da Bahia, O Globo, Exame, Senhor, Jornal do Brasil e Isto É. Criou e foi diretora, de 1999 a 2014, da revista Pesquisa Fapesp, editada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). Deu início à implantação do setor de comunicação da Fapesp em abril de 1995 e foi gerente de comunicação da Fundação de dezembro de 1995 a julho de 2002. Elaborou em 1988 um novo projeto editorial para a Revista Brasileira de Tecnologia, do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), tornou-se sua editora-chefe e transferiu a redação para São Paulo, conforme proposta da direção. Tornou-se editora e redimensionou a editoria de Tecnologia da Gazeta Mercantil. É professora titular aposentada da Universidade Federal da Bahia. É graduada em Jornalismo pela Universidade Federal da Bahia (1972), mestra (1987) e doutora (2006) em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e tem pós-doutoramento pelo Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo da Universidade Estadual de Campinas (Labjor-Unicamp, 2019. Foi presidente da Associação Brasileira de Jornalismo Científico.

Participante da mesa:

» Investimento Social por Ciência e Informação

Marina Cançado

XP Inc / São Paulo

É uma liderança no setor de investimentos de impacto no Brasil. Ela é uma das pioneiras em design thinking, pensamento sistêmico e complexidade, ciência comportamental e, mais recentemente, vem integrando a metodologia Futures Thinking e a Foresight estratégico ao mundo dos investimentos de impacto. Nomeada como um talento na lista Forbes Brasil “Under30” em 2018 e depois de trabalhar por uma década como consultora para empresas familiares brasileiras com atuação relevante em projetos de filantropia, educação, próxima geração e investimento em ESG / Impato, Marina agora se juntou à XP Inc., uma das maiores instituições financeiras brasileiras, para ser Head da área de Sustainable Wealth. Isso significa trabalhar com grandes clientes para fazer a transição de seus portfólios de investimentos tradicionais para investimentos sustentáveis e de impacto.

Participante da mesa:

» Empresas e Sociedade : Propósito, impacto e a busca por novos paradigmas

Mário Aquino

Professor na FGV (Fundação Getulio Vargas ) / São Paulo

Professor integrante do Colegiado do Centro de Estudos de Administração Pública e Governo da Fundação Getulio Vargas (FGVceapg). Possui graduação em Administração Pública pela Fundação Getulio Vargas – SP (1991), graduação em Direito pela Universidade de São Paulo (1996), mestrado em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas – SP (1996) e doutorado em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas – SP (2002). É professor adjunto do Departamento de Gestão Pública da FGV EAESP. Foi professor visitante na HEC Montréal (2012-2013), na ESSEC Business School Paris (2018) e na Cardiff Business School (2019). É bolsista em Produtividade em Pesquisa 1D do CNPq. É membro do Board of Directors e do Comitê Executivo da International Society for Third Sector Research. É membro do Colegiado do Centro de Estudos em Administração Pública e Governo. Com forte formação em Estudos Organizacionais, as pesquisas que realiza e suas orientações de mestrado e doutorado recaem sobre os seguintes temas: sociedade civil (movimentos sociais, terceiro setor, ONGs), responsabilidade social corporativa (investimento social privado e ação política de empresas), métodos qualitativos de pesquisa (análise do discurso e análise de narrativas).

Participante da mesa:

» Filantropia e pandemia : a produção de conhecimento 6 meses depois

Maristela Baioni

PNUD / EUA

É bacharel em Economia pela Universidade de Maryland (EUA) e mestre em Banco de Desenvolvimento pela Universidade Americana, Washington, DC (EUA). Atualmente, ocupa o cargo de Representante Residente Assistente do Programa no Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), no Brasil. No PNUD, Maristela Baioni coordena um portfólio de programas de mais de 100 projetos em diversas áreas do desenvolvimento humano, como saúde, meio ambiente, governança democrática, cultura e educação. Suas áreas de especialização são gestão pública, desenvolvimento humano, educação e segurança cidadã.

Participante da mesa:

» Plataforma Filantropia ODS: Filantropia e respostas socioeconômicas à COVID-19

Melina Risso

Instituto Igarapé / Rio de Janeiro

É Diretora de Programas do Instituto Igarapé e co-autora do livro Segurança Pública para virar o jogo. Atua com o tema da Segurança Pública há mais de 15 anos. Foi diretora do Instituto Sou da Paz, OSCIP dedicada a reduzir a violência no país. Atuou também fora do Brasil. Foi visiting scholar na George Mason University na Virginia/EUA, palestrante em diversos eventos na América Latina como Women’s Forum; Tejiendo redes – Geografía del delito da UNODC; V Seminario Internacional de Inteligência Estratégica da Polícia Nacional colombiana. Em 2011 foi a oradora da sociedade civil no monitoramento da Declaração de Genebra sobre violência armada e desenvolvimento do qual o Brasil é signatário. É co-fundadora do Movimento Agora!, membro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e consultora do BID. Melina é doutora e mestre em Governo e Administração Pública pela FGV e graduou-se em comunicação social na ESPM.

Participante da mesa:

» Cooperação e Investimento Social por Cidades Justas e Sustentáveis

Melissa Barbosa

Fundação Grupo Boticário / Curitiba

Formada em Administração, especialista em Marketing e Branding, com mais de 15 anos de experiência, gerencia a área de Educação e Engajamento da Fundação Grupo Boticário e é responsável por estratégias e campanhas de engajamento e sensibilização da sociedade para a causa ambiental.

Participante da mesa:

» Fronteiras de Ação: Desafios e Prioridades para a Filantropia, o Investimento Social e a Ação Cidadã no País

Miguel Lago

IEPS / Brasil

Cientista político formado em Sciences Po Paris, é mestre em administração pública pela mesma instituição. Fundou e presidiu a rede de mobilização Meu Rio e o Nossas, laboratório referência em civic-tech na América Latina. É professor visitante da School of International and Public Affairs da Universidade de Columbia em Nova York e da École d’Affaires Publiques de Sciences Po Paris.

Participante da mesa:

» Saúde Global e Pandemias

Mônica Rodrigues Dias Pinto

Fundação Roberto Marinho / Rio de Janeiro

Mestre em Educação pela PUC-RJ, com MBA em web intelligence & digital ambience pela COPPE/UFRJ. Cursou o Programa de Desenvolvimento de Executivos da Fundação Dom Cabral. Pós-graduada em História e Cultura Contemporânea, com Graduação em Pedagogia. Atualmente é Gerente de Desenvolvimento Institucional da Fundação Roberto Marinho e integra a equipe da Pró Reitoria de Ensino do Colégio Pedro II. É membro do Conselho de Governança do GIFE.

Participante da mesa:

» Juventudes

Mônica Salmaso

Cantora / São Paulo

Mônica Salmaso começou sua carreira na peça “O Concílio do Amor” dirigida pelo premiado diretor Gabriel Villela em 1989. Em 1995, gravou o CD Afro-sambas, um duo de voz e violão arranjado e produzido pelo violonista Paulo Bellinati, contendo os afro-sambas compostos por Baden Powell e Vinicius de Moraes.

Participante da mesa:

» Show Mônica Salmaso e Teco Cardoso

Naila Farouky

Arab Foundations Forum / Egito

Com mais de 20 anos de experiência em gestão de filantropia, gestão de projetos, produção de mídia e comunicação estratégica, Naila é uma executiva ganhadora do Peabody Award que construiu uma carreira em vários continentes. Em 2014, Naila Farouky assumiu o papel de CEO do Fórum de Fundações Árabes (AFF) – uma associação regional de fundações e entidades filantrópicas que trabalham em toda a região árabe. Naila também atua atualmente como presidente do conselho de diretores da WINGS Network (Worldwide Initiative for Grantmaker Support), além de atuar nos conselhos de Candid (EUA), o Resource Alliance (Reino Unido), ArteEast (EUA) e The Family Hub (Egito).

Participante da mesa:

» Filantropia pelo Mundo

Naina Subberwal Batra

Asian Venture Philanthropy Network / Singapura

É CEO e presidente da AVPN, uma rede regional de financiadores que visa aumentar o fluxo de capital financeiro, humano e intelectual para o impacto. Sob sua direção, a organização cresceu do foco apenas na filantropia de risco para apoiar todo o ecossistema de investidores sociais de filantropos a investidores de impacto e profissionais de RSC corporativo. Antes de ingressar na AVPN, Naina foi membro da equipe de liderança sênior de uma unidade orientada para o propósito do The Monitor Group, uma empresa líder em consultoria de estratégia global, com o objetivo de catalisar mercados para mudança social. Em 2019, Naina foi premiada como uma das melhores supermulheres de sustentabilidade da Ásia.

Participante da mesa:

» Filantropia pelo Mundo

Neca Setubal

Fundação Tide Setubal / São Paulo

Maria Alice Setubal (Neca Setubal), socióloga, doutora em Psicologia da Educação pela PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo) e mestre em Ciência Política pela USP (Universidade de São Paulo. Autora de diversos livros e artigos para revistas e jornais. Foi Coordenadora de Educação para América Latina e Caribe pelo Unicef. Participação nos seguintes conselhos: Conselho da Aliança pelos Investimentos e Negócios de Impacto,  Conselho do Family Office, Conselho Fundação Itaú para Educação e Cultura,  Conselho Consultivo USP – Universidade de São Paulo, Conselho IDEA – Instituto Estudos Avançados UNICAMP, Conselho Consultivo OPENSOCIETY para América Latina. Foi presidente do Conselho de Administração do CENPEC (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária). Atualmente é presidente do Conselho de Administração Fundação Tide Setubal e do GIFE (Grupo de Institutos Fundações e Empresas)

Participante da mesa:

» Percursos e Fronteiras para a Filantropia e o Investimento Social no País » Abertura Fronteiras da Ação Coletiva : Desafios e inspirações para o Brasil e o Mundo

Newton C. Frateschi

Agência de Inovação Inova Unicamp / São Paulo

É o diretor-executivo da Agência de Inovação Inova Unicamp. Foi diretor do Instituto de Física “Gleb Wataghin” (IFGW) da Universidade Estadual de Campinas de 2014 a 2017 e vice-diretor do mesmo instituto de 2010 a 2014. Frateschi também foi o diretor do Centro para Componentes Semicondutores e Nanotecnologias da Unicamp de 2005 a 2010. De 2001 a 2003, Frateschi atuou como projetista sênior em optoeletrônica no grupo avançado de tecnologia para dispositivos fotônicos da T-Networks Inc., na Pennsylvania, Estados Unidos. É mestre e PhD em Engenharia Eletrônica pela University of Southern California e bacharel e mestre em Física pelo IFGW Unicamp. Frateschi também é pesquisador do CNPq – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, liderando o Laboratório de Pesquisas em Dispositivos (LPD) do IFGW. É autor e coautor de mais de 100 artigos científicos e de várias patentes internacionais, principalmente nas áreas de optoeletrônica e fotônica.

Participante da mesa:

» Endowments e Fundos Patrimoniais

Nicholas (Nick) Tedesco

National Center for Family Philhanthropy / EUA

É o presidente e CEO do National Center for Family Philanthropy (NCFP). O NCFP fornece os recursos, a comunidade e o apoio de que as famílias precisam para transformar seus valores em doações eficazes que tenham um impacto duradouro nas comunidades que servem. Antes de ingressar na NCFP, Nick atuou como consultor sênior no J.P. Morgan Philanthropy Center e gerente de relacionamento na Fundação Bill & Melinda Gates.

Participante da mesa:

» Investimento Social Familiar

Nilce Moretto

Youtuber / Rio de Janeiro

Youtuber, jornalista formada. Responsável pelos canais no Youtube, “Cadê a Chave?” e “Financeiro”, estreado também por Luiz Persechini. Nilce é colaboradora e participante em quase todos os vídeos do canal “Coisa de Nerd”. Além de atuar no podcast “Quero Ouvir”.

Participante da mesa:

» Redes: manipulação e mobilização

Nina Da Hora

Cientista da Computação / Rio de Janeiro

Cientista da Computação pela PUCRio do Rio de Janeiro com ênfase em pesquisa computacional . De Duque de Caxias . Experiência no Programa Apple developer Academy formação de developers da Apple para estudantes . 2018 Scholarship Apple WorldWide developers conference . Research Scholarship Youth Program Internet – CGI 2020 . Criadora do Ogunhe Podcast . Colunista do MITTechReviewBrasil

Participante da mesa:

» Novas Tecnologias

Nubia Quilombola

CONAQ / São Paulo

Coordenadora da Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Quilombolas (CONAQ)

Participante da mesa:

» Investimento Social pela Amazônia

Oscar Vilhena Vieira

FGV Direito SP / São Paulo

Diretor da Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV Direito SP). Atuou como Procurador do Estado em São Paulo, Diretor Executivo do Instituto Latino-Americano das Nações Unidas para Prevenção do Crime (ILANUD), Secretário Executivo da Comissão Teotônio Vilela de Direitos Humanos, consultor jurídico do Centro de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo. Participou dos conselhos de Direitos Humanos da Open Society Foundation (OSF) e do Instituto Ethos. Foi fundador e diretor da organização Conectas Direitos Humanos, do Instituto Pro Bono e da Liga Global de Escolas de Direito (LSGL). Realizou pesquisas como Global Fellow do Brazil Institute do Woodrow Wilson International Center for Scholars. É membro fundador e conselheiro da Comissão Arns de Direitos Humanos. Oscar Vilhena escreveu vários livros e artigos acadêmicos sobre direito constitucional, direitos humanos e direito e desenvolvimento. Entre suas mais recentes publicações estão: “Direitos Fundamentais – uma leitura da jurisprudência do STF”, “Direitos Humanos e Vida Cotidiana” e “A Batalha dos Poderes”. Atua como colunista do jornal Folha de São Paulo e na advocacia tem se concentrado em casos de interesse público.

Participante da mesa:

» Democracia, Cidadania e Participação

Pâmella De-Cnop​

Fundação Vale / Rio de Janeiro

Formada em Comunicação Social com foco em Jornalismo, pela UniverCidade, no Rio de Janeiro e MBA em Gestão Empresarial pela Universidade Federal Fluminense – UFF, pautou sua carreira na área social, tendo como experiencia passagem por empresas multinacionais de grande porte do setor extrativista, como Vale, BG Group (antiga British Gas) e Shell. Nessas empresas, trabalhou com Relacionamento com Comunidades, Diretos Humanos, Gestão de Impactos, Licenciamento socioambiental, Performance Social, Leis de Incentivo Fiscal, entre outras. Atualmente, é Diretora da Fundação Vale.

Participante da mesa:

» Desenvolvimento Territorial » Cooperação e Desenvolvimento Territorial

Patrícia Campos Mello

Folha de S.Paulo / São Paulo

É jornalista e escritora brasileira. É repórter e colunista da Folha de S.Paulo; por sua atuação, recebeu em 2019 o Prêmio Internacional de Liberdade de Imprensa do Comitê para proteção de Jornalistas (CPJ),recebeu em 2016 o Troféu Mulher Imprensa. Em 2017, recebeu o Prêmio Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV). E em 2018, recebeu o Prêmio Internacional de Jornalismo Rei de Espanha e o V Prêmio Petrobras de Jornalismo. É comentarista da Band e Band News. Foi enviada especial em áreas de conflito, como a Síria e a Serra Leoa.

Participante da mesa:

» Filantropia, Cidadania e Democracia

Patricia Loyola

Comunitas / São Paulo

Graduada em Comunicação e com MBA em Empreendedorismo Social pela FIA/CEATS, Patricia Loyola reúne experiência de 20 anos no campo de desenvolvimento social e responsabilidade corporativa nos segmentos de telecomunicações, financeiro, auditoria/consultoria e terceiro setor. Hoje, como diretora de Gestão e Investimento Social na Comunitas é responsável pela pesquisa BISC (Benchmarking do Investimento Social Corporativo) além da condução de projetos e parcerias estratégicas que visam o impacto público a partir da governança compartilhada entre lideranças públicas, empresariais e sociedade civil.

Participante da mesa:

» Dados do Investimento Social Privado

Paula Jancso Fabiani

IDIS / São Paulo

É diretora-presidente do IDIS. Tendo passado pela Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, Instituto Akatu, Grupo Votorantim, BankBoston e no Lloyds Bank em Trade Finance. É economista formada pela FEA-USP, com MBA pela Stern School of Business – New York University, especialização em Endowment Asset Management na London Business School, Yale e Cambridge, e Gestão de Organizações do Terceiro Setor na FGV. Atualmente cursa o Doutorado na FGV. Certificada na ferramenta de avaliação SROI (Social Return on Investment), faz parte dos Empreendedores Cívicos da RAPS(Rede de Apoio Político pela Sustentabilidade), é membro do Conselho do Instituto Vladimir Herzog e do Conselho Administrativo da WINGS – Worldwide Initiatives for Grantmaking Support.

Participante da mesa:

» Investimento Social Familiar » Endowments e Fundos Patrimoniais

Paula Miraglia

Nexo Jornal / São Paulo

Cientista Social e doutora em Antropologia Social pela USP, foi diretora de organizações não governamentais, entre elas o International Centre for the Prevention of Crime, no Canadá. Foi consultora do Banco Mundial e do Banco Interamericano para o Desenvolvimento.

Participante da mesa:

» Investimento Social por Ciência e Informação » Democracia, Pluralismo e Diversidade

Paulo Boneff

Gerdau / Rio Grande do Sul

Bacharel em Administração na Universidade Federal do Rio Grande do Sul e com especialização em negócios globais na Escola Superior de Comércio de Troyes, França. Membro da League of Intrapreneurs e do Responsible Leaders da BMW Foundation. Voluntário em organizações sociais como Junior Achievement, Habitat para Humanidade e Teto. Responsável na Gerdau pelos projetos e processos de responsabilidade social, como investimento social e voluntariado, lidera uma equipe corporativa com o objetivo de apoiar as operações da Gerdau em 10 países, em 66 cidades, a desenvolver a estratégia de sustentabilidade da Gerdau.

Participante da mesa:

» Inclusão Produtiva

Paulo Rogério

Vale do Dendê / Bahia

Publicitário, empreendedor e consultor em diversidade. É da rede alumni do Berkman Klein Center da Universidade Harvard e foi fellow da Fulbright na Universidade de Maryland. Foi escolhido como um dos afrodescendentes mais influentes do mundo, em 2018, pela organização Most Influential People of Africa Descent (MIPAD). É professor do curso de Comunicação Social da Universidade Católica do Salvador e já prestou consultoria para várias organizações internacionais e é sócio da AFAR Ventures, com sede nos EUA. Foi escolhido para um encontro privado com o ex-presidente Barack Obama no Brasil e foi o único brasileiro a palestrar no primeiro evento internacional da Obama Foundation. Paulo Rogério é também cofundador da Vale do Dendê, que acelera e investe em startups da área criativa e digital e autor do livro Oportunidades Invisíveis e colunista da Revista Exame.

Participante da mesa:

» Investimento de Impacto : Avaliação e perspectivas de futuro

Pedro Andrade

IPEA / Rio de Janeiro

Bacharel em Estatística (ENCE); Mestre em Estudos Populacionais e Pesquisas Sociais (ENCE) e Doutor em Demografia (UNICAMP). Atuo nas áreas: Estatísticas Públicas, Estatística Aplicada e Condições de Vida. Pertenço a equipe de cientistas de dados do Mapa das OSCs (DIEST/IPEA).

Participante da mesa:

» Dados do Investimento Social Privado

Peggy Saïller

NEF / Bruxelas

Diretora Executiva da NEF, antes de ingressar no NEF como Diretora Executiva em 2007, Peggy trabalhou no setor humanitário por 7 anos, nas áreas de migração e pós-conflito, para a Cruz Vermelha, a Organização Intergovernamental para as Migrações, no Afeganistão, no Caribe e em Genebra. Iniciou sua trajetória profissional na área de desenvolvimento econômico na Missão Econômica do Chile em Paris e é Mestre em Comércio Exterior.

Participante da mesa:

» Filantropia colaborativa

Preto Zezé

CUFA / Rio de Janeiro

Ex-lavador de carro nas ruas de Fortaleza, presidente global da CUFA – Central Única das Favelas, empresario, produtor cultural, repórter no Quadro Talentos da Comunidade na TV Verdes Mares/afiliada da Rede Globo no Ceará, escritor, autor dos livros A Selva da Pedra : a Fortaleza Noiada ( 2014) e Das Quadras Para o Mundo (2019), consultor em planos de de oportunidades para governos e empresas. Preto Zezé também é CEO e fundador do Lis – Laboratório de inovação social. Ativista de uma agenda positiva nas favelas para transformar o estigma em carisma as dificuldades em oportunidades. Especialista em planejamento e agendas comuns Mestre em sobrevivência nas Quadras, Doutor nas ruas do Brasil e Pós doutor em conexões de potências e compartilhamento de oportunidades.

Participante da mesa:

» Pandemia, Pós-Pandemia e Políticas Sociais » Cooperação e Investimento Social por Cidades Justas e Sustentáveis

Priscila Cruz

Todos pela Educação / São Paulo

Presidente-executiva do Todos Pela Educação. É mestre em Administração Pública pela Harvard Kennedy School of Government e aluna destaque 2014/2015. Graduou-se em administração de empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV-SP) e em Direito pela Universidade de São Paulo (USP). É presidente do Conselho do Instituto Articule e membro dos Conselhos do Departamento de Pesquisas Judiciárias do Conselho Nacional de Justiça (DPJ/CNJ), do Museu de Arte Moderna de São Paulo, da Fundação Itaú Social, do Instituto Singularidades, do CEIPE/FGV e do Diversa ( Instituto Rodrigo Mendes); é membro do Grupo de Estudos de Educação do Instituto de Estudos Avançados da Unicamp. É uma das fundadoras do Todos Pela Educação, onde atua desde 2006.

Participante da mesa:

» Pandemia, Pós-Pandemia e Políticas Sociais

Rachel Maia

Lacoste no Brasil / São Paulo

Rachel Maia é uma contabilista e empresária brasileira, atualmente CEO da Lacoste no Brasil. Uma das mais destacadas executivas do Brasil, Rachel Maia nasceu em São Paulo e cresceu na Zona Sul da capital. Vinda de família humilde, a CEO da multinacional Lacoste é a mais nova de sete irmãos. A executiva passou oito anos no comando da marca de jóias Pandora, sob sua administração, a Pandora chegou a abrir 100 lojas nacionalmente. Antes disso, ela foi a responsável pela chegada da Tiffany & Co. no Brasil, empresa em que atuou por mais de sete anos.

Participante da mesa:

» Abertura Fronteiras da Ação Coletiva : Desafios e inspirações para o Brasil e o Mundo

Rafael Gioielli

Instituto Votorantim / São Paulo

Mais de 15 anos de experiência em responsabilidade social corporativa e comunicação corporativa. Tem experiência como executivo e consultor atuando em grandes empresas em diversos setores como metalúrgico e mineração, bancário, cosmético, automotivo, telecomunicações, varejo e outros. Ele é Ph.D e mestre em comunicação, ambos pela Universidade de São Paulo, Brasil.

Participante da mesa:

» Cooperação com a Gestão Pública

Raull Santiago

Coletivos Papo Reto / Rio de Janeiro

CEO da Agência BRECHA comunicação. É fundador e integrante dos coletivos Papo Reto, Movimentos, Perifa Connection e faz parte da Assembleia de Membros da Anistia Internacional do Brasil. Embaixador do instituto Identidades do Brasil pela igualdade Racial. Embaixador do Descomplica Social, braço social da rede Descomplica de educação. Integrante da rede global de Defensores e Defensoras de Direitos Humanos – Front line Defenders. Criador do Intercâmbios Latinos, projeto que conecta jornalistas independentes do Brasil com à América Latina. É morador do Complexo do Alemão e atualmente integra o Gabinete de Crise do Complexo do Alemão para ajuda humanitária diante da pandemia coronavírus.

Participante da mesa:

» Investimento Social para a Equidade Racial

Regina Esteves

Comunitas / São Paulo

É diretora-presidente da Comunitas e eleita Empreendedora Social do ano de 2020 pela Folha de S. Paulo. Trajetória desenvolvida como pró-reitora financeira e comunitária na Universidade São Marcos, Diretora de Projetos Especiais do gabinete do Ministro da Educação (Paulo Renato Souza) e junto ao conselho do Programa Universidade Solidária, na presidência da República, e experiência no The Paul University, Chicago. Participação ativa na construção e desenvolvimento do Programa Alfabetização Solidária bem como da fundação da Associação AlfaSol em 1998. É cofundadora do Programa Juntos, com grandes líderes empresariais.

Regina atua ainda como conselheira junto a Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (Fecap), Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e Confederação Nacional da Indústria (CNI), é articulista fixa da Revista Exame e foi reconhecida como mulher de sucesso, pela Revista Forbes, em 2020.

Participante da mesa:

» Investimento Social Empresarial

Renata Biselli

Santander / São Paulo

É administradora pela PUC-SP com MBA pela FIA/USP. Possui 20 anos de carreira em organizações como J.P. Morgan, ISMART, Comunitas e Insper. Atualmente, no Private Banking do Santander, é head de Sustainable Solutions atuando com filantropia familiar, endowment e ESG. É conselheira da Arte Despertar, do Pró-Saber SP, do Instituto C e do Tellus.

Participante da mesa:

» Endowments e Fundos Patrimoniais

Renata Ruggiero Moraes

Instituto Iguá / São Paulo

Ao longo dos últimos 20 anos, atuou como executiva à frente das áreas de Sustentabilidade, Comunicação e Desenvolvimento Organizacional de grandes empresas, tais como Banco Real (atual Banco Santander) e Racional Engenharia. Participou da criação da Ideal Invest, fundo de investimento de impacto, voltado para o financiamento da educação superior no Brasil. Também atuou na liderança de projetos de sustentabilidade junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e foi sócia-fundadora e presidente do Projeto LACE, organização sem fins lucrativos com foco no desenvolvimento de crianças e adolescentes por meio do lazer, arte, cultura e educação. Mais recentemente, assumiu a direção executiva do Instituto Reciclar, tendo sido responsável pela transição de seu modelo de atuação e pela gestão de seu fundo endowment. Atualmente, é Diretora Presidente do Instituto Iguá de Sustentabilidade, que tem como missão contribuir para a universalização do saneamento no Brasil, por meio da inovação e da educação.

Participante da mesa:

» Blended Finance: Experiências e Potenciais no Contexto Brasileiro

René Silva

Voz das Comunidades / Rio de Janeiro

René Silva tem 26 anos, é do Complexo do Alemão e é fundador do jornal comunitário Voz das Comunidades, que tem 15 anos de existência e é uma referência na comunicação das periferias do Brasil. Também integra o Gabinete de Crise do Alemão, criado para enfrentamento do Covid-19 no Complexo.

Participante da mesa:

» Proteção social: pensando desafios, comunicando soluções

Ricardo Blay Levisky

Levisky Legado / São Paulo

Fundador e presidente da Levisky Legado e do Fórum Internacional de Endowments para Legados. Foi diretor de Marketing e Negócios da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP) e Sala São Paulo. Na sequência, assumiu como Superintendente da Fundação Orquestra Sinfônica Brasileira. Foi participante e membro do International Society for Performing Arts (ISPA), International Executive Group (IEG-Sponsorship), League of American Orchestras e membro do Conselho de Cultura da Associação Comercial do Rio de Janeiro e do Com.Atitude.

Participante da mesa:

» Endowments e Fundos Patrimoniais

Ricardo Henriques

Instituto Unibanco / São Paulo

Economista e Superintendente Executivo do Instituto Unibanco. Foi Secretário Nacional de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (SECAD) do Ministério da Educação e Secretário Executivo do Ministério de Desenvolvimento Social, quando coordenou o desenho e a implantação inicial do programa Bolsa Família. No Rio de Janeiro foi Secretário Estadual de Assistência Social e Direitos Humanos e Presidente do Instituto Municipal de Urbanismo Pereira Passos (IPP), quando desenvolveu e implantou o Programa UPP Social. Foi pesquisador e diretor adjunto da área social do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), assessor especial do presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e, durante 30 anos, professor do Departamento de Economia da Universidade Federal Fluminense (UFF). Presidiu o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente do Rio de Janeiro, a Conferência de Educação na 34ª Conferência Geral da UNESCO (2008) e a Rede de Vice-Ministros de Redução da Pobreza e Desenvolvimento Social do BID.

Participante da mesa:

» Proteção e Desenvolvimento Social

Ricardo Pedroso Leal

Arapyaú e Em Movimento / São Paulo

Psicólogo, músico e educador. Atua desde 1999 em organizações do terceiro setor ligadas a saúde, educação, cultura e meio ambiente. Atuou na interface saúde/educação pensando e executando projetos de educação inclusiva. Como músico-educador, trabalhou com crianças e adolescentes em escolas públicas e particulares por dez anos. Desde 2008 trabalha junto a comunidades tradicionais em projetos socioambientais voltados para a defesa e valorização de identidades, culturas e biomas. É associado fundador da “Associação Educacional Aicó” responsável pela fundação da “Escola Livre Areté”, e presidente da Associação “C de Cultura”, valorização da biosociodiversidade e a preservação de culturas e biomas.

Participante da mesa:

» Juventudes

Roberta Abreu

Instituto Bancorbrás / Brasília

Especialista em COACHING E LIDERANÇA PARA GESTÃO DE PESSOAS pelo Centro Universitário Euro-Americano e GESTÃO SOCIAL: Políticas Públicas, Redes e Defesa de Direitos pela Universidade do Norte do Paraná e bacharel em SERVIÇO SOCIAL pela PUC/RIO. Profissional com mais de 13 anos de experiência em Responsabilidade Social Empresarial – RSE; Investimento Social Privado; Gerenciamento de Projetos Sociais e Voluntariado; terceiro Setor. Atualmente, Coordenadora do Instituto Bancorbrás.

Participante da mesa:

» Filantropia pelo Brasil: Panorama e Perspectivas

Roberta Costa Marques

Instituto Desiderata / Rio de Janeiro

Engenheira Agrônoma e Mestre em Economia Aplicada pela USP, pós-graduada em Educação e Inclusão pela PUC-Rio e especialista em gestão pela Kellogg School of Management da Northwestern University. Atuou sempre como gestora de organizações sociais. Há 10 anos dirige o Instituto Desiderata, organização não governamental que atua na área de saúde pública infantojuvenil, em especial câncer e obesidade. É membro da secretaria executiva da política municipal Unidos pela Cura, do comitê gestor do Movimento União Rio, e Young Leader e membro do Global Advocacy Consulting Group, ambos da União Internacional do Controle do Câncer (UICC).

Participante da mesa:

» Saúde

Roberta Faria

Editora Mol / São Paulo

Jornalista formada pela UFSC, cria, vende e responde pela produção de todos os projetos da Editora Mol, maior editora de impacto social do mundo. 

Participante da mesa:

» Além da emergência : Por um Brasil mais doador, sempre

Roberto Vilela

Tabôa / Bahia

É Diretor Executivo do Tabôa. Formado em Administração de Empresas e mestre em Administração Pública e Governo pela EAESP-FGV, é especialista em microcrédito e microfinanças. Atuou como consultor de governos municipais, OSCIPs e bancos privados para criação e desenvolvimento de organizações e programas.

Participante da mesa:

» Cooperação e Desenvolvimento Territorial

Rodrigo Pipponzi

Editora MOL / São Paulo

Formado em Administração de Empresas pela FGV-SP, com especialização em Empreendedorismo Social pela Universidade de Stanford (EUA), é fundador ao lado da jornalista Roberta Faria da Editora MOL, editora de impacto social que em parceria com redes varejistas já doou mais de R$ 36 milhões a dezenas de organizações sociais. Além de exercer há mais de uma década a direção executiva da MOL, é conselheiro do Instituto ACP e investidor em startups do ecossistema de negócios de impacto. Vencedor em 2009, com o trabalho da MOL, dos prêmios Aberje, Anatec e Fecomercio de Sustentabilidade. Eleito em 2018 Empreendedor Social do ano pela Folha de São Paulo. Eleito em 2019 Empreendedor Social pela Schwab Foundation, organização ligada ao Fórum Econômico Mundial.

Participante da mesa:

» Cultura de Doação » Investimento Social Familiar

Roseli Faria

ASSECOR / Brasil

Economista e vice-presidente da ASSECOR – Associação Nacional dos Servidores da Carreira de Planejamento e Orçamento. Foi coordenadora de Temas de Infraestrutura e coordenadora-geral de Planejamento no antigo Ministério do Planejamento. Também já atuou no setor privado na área de planejamento financeiro.

Participante da mesa:

» Nova Economia

Selma Moreira

Fundo Baobá / São Paulo

É Diretora Executiva no Baobá – Fundo para Equidade Racial. Também atuou como Gerente de Responsabilidade Social do Instituto Walmart, Gerente de Sustentabilidade na Fundação Alphaville e Gerente de Projetos da Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares da Fundação Getúlio Vargas (ITCP – FGV). É membra do Conselho Consultivo do Instituto Coca-Cola Brasil e da Assembleia Geral do Greenpeace Brasil. É formada em Administração de Empresas pela Fundação Instituto Tecnológico de Osasco, pós-graduada em Gestão Estratégica em Comunicação Organizacional e Relações Públicas, pela Escola de Comunicação e Artes da USP, tem MBA em Gestão e Empreendedorismo Social, pela FIA. Nos últimos anos, seu foco é aprofundar conhecimentos acadêmicos acerca da história da população negra. 

Participante da mesa:

» Investimento Social para a Equidade Racial

Sheila de Carvalho

Instituto de Referência Negra Peregum e Uneafro Brasil / São Paulo

Advogada de Direitos Humanos da Uneafro Brasil e Instituto de Referência Negra Peregum. Sócia do Carvalho Siqueira Advogadas e Advogados. Integra a Coalizão Negra Por Direitos. Coordenadora do Núcleo de Violência Institucional da Comissão de Direitos Humanos da OAB/SP. Fellow do Alto Comissariado de Direitos Humanos da ONU.

Participante da mesa:

» Investimento Social para a Equidade Racial

Sidarta Ribeiro

Instituto do Cérebro da UFRN / Rio Grande do Norte

Professor titular e vice-diretor do Instituto do Cérebro da UFRN. Bacharel em Biologia pela UnB, mestrado em Biofísica pela UFRJ, doutorado em Comportamento Animal pela Universidade Rockefeller e pós-doutorado em Neurofisiologia pela Universidade Duke. Pesquisa memória, sono e sonhos; plasticidade neuronal; comunicação vocal; psiquiatria computacional; educação; psicodélicos e política de drogas. Diretor da SBPC e pesquisador associado do CEPID FAPESP Neuromatemática. Autor de mais de 100 artigos científicos e de 5 livros de divulgação científica e ficção.

Participante da mesa:

» Investimento Social por Ciência e Informação » Investimento Social por Ciência e Informação

Silvia Morais

Synergos / São Paulo

Foi Diretora Executiva do Instituto Credit Suisse e da Associação de Educação Financeira do Brasil, trabalhou em empresas como Natura e Banco HSBC e IDIS. Foi conselheira do GIFE e da REDEAMERICA e professora no Centro Universitário SENAC.  Silvia é Relações Públicas, mestre em Administração e Inovação e pós-graduada em Gestão de Organizações Sem Fins Lucrativos pela Universidad San Pablo de Madrid com uma bolsa da Fundação Carolina. Ela também recebeu a certificação em Processos Colaborativos com Humberto Maturana da Escuela Matriztica do Chile.

Participante da mesa:

» Financiamento baseado em Relações de Confiança : Análise sobre a Importância do Financiamento Operacional Geral e do Desenvolvimento de Competências

Silvia Pedrosa

FBN Brasil / São Paulo

Jornalista e bacharel em História. Especializou-se em Comunicação e Relações Públicas pela ECA-USP e fez MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas. Trabalhou como repórter, editora e como produtora cultural com passagens recentes pela Sociedade de Cultura Artística pela Votorantim Participações, onde atuou como na área executiva de apoio às estruturas de Governança Familiar. Desde 2019  é superintendente da FBN Brasil – Family Business Network.

Participante da mesa:

» Investimento Social Familiar

Silvio Almeida

Sonia Favaretto

SDG Pioneer Pacto Global e especialista em Sustentabilidade / Brasil

Especialista em Sustentabilidade, Conselheira de Administração e Colunista do Valor Investe. Presidente do Conselho Consultivo da GRI Brasil, Vice-presidente do Conselho Técnico Consultivo do CDP LA e SDG Pioneer pelo Pacto Global das Nações Unidas.

Participante da mesa:

» Nova Economia

Tarsila Ursini

Conselheira Independente / São Paulo

É Conselheira Independente, mentora e investidora em negócios com impacto socioambiental e em organizações da sociedade civil. É Conselheira de Administração na Korin, membro de Comitês de Sustentabilidade do Banco Santander Brasil, Grupo JSL/Movida, Grupo Baumgart, e do Comitê de Inovação e Sustentabilidade da Duratex. É do Conselho Deliberativo do Instituto Capitalismo Consciente Brasil e do Comitê de Multinacionais do BLab.Foi membro do Conselho de Stakeholders da GRI, Conselheira suplente no ISE da B3. É membro da Comissão de Inovação do IBGC, membro da WCD- Women Corporate Directors. É professora na pós graduação em gestão socioambiental da FIA e dos cursos de formação de Conselheiros do IBGC.É economista pela FEA/USP, advogada pela PUC/SP, mestre em Desenvolvimento e Direito pela Universidade de Londres, UK. Conselheira formada pelo IBGC.

Participante da mesa:

» Empresas e Sociedade : Propósito, impacto e a busca por novos paradigmas

Tatiana Bizzi

Instituto Alcoa / São Paulo

Atua no campo social há mais de 20 anos. Ingressou no Instituto em 2004 desenvolvendo projetos e programas comunitários em diversas regiões do país, implementou processos de mudança estratégica, engajamento e mobilização nos territórios, além do fortalecimento de parcerias. É Diretora Executiva do Instituto Alcoa desde 2020, com foco de promover coletivamente a educação e o desenvolvimento dos territórios onde a Alcoa opera. Tatiana Bizzi é formada em Relações Públicas pela FAAP – Fundação Armando Alvares Penteado com diversas formações no campo social, comunicação, gestão e liderança em organizações como FGV, USP, Aberj e Insper.

Participante da mesa:

» Desenvolvimento Territorial

Tatiana Roque

Fórum de Ciência e Cultura / Rio de Janeiro

É professora de matemática, história das ciências e filosofia da UFRJ, e coordenadora do Fórum de Ciência e Cultura.

Participante da mesa:

» Investimento Social por Ciência e Informação

Tatiana Schor

Governo do Estado do Amazonas / Amazonas

Graduada em Economia, mestrado em Geografia (Geografia Humana, 1999) e doutorado em Ciencia Ambiental (2005) pela Universidade de São Paulo. Realizou estágio pós-doutorado em Geografia Urbana e Econômica pelo Center for Place, Culture and Politics, Graduate Center, CUNY -USA. É pesquisadora dos programas de Pós-Graduação em Geografia do Departamento de Geografia e do Programa em Ciências Ambientais e Sustentabilidade na Amazônia do Centro de Ciências do Ambiente ambos da UFAM. Atuou como Secretaria Adjunta de Planejamento da Secretaria de Produção Rural do Estado do Amazonas – SEPROR, 2013-2014. Atuou como Presidente do Observatório da Região Metropolitana de Manaus – ORMM 2017-2019 e Representante da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência – SBPC no Amazonas, 2018. Atualmente exerce cargo de Secretária Executiva de Ciência, Tecnologia e Inovação, e o Núcleo de Integração e Desenvolvimento da Faixa de Fronteira junto a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação – SEDECTI, do Amazonas.

Participante da mesa:

» Investimento Social pela Amazônia

Teco Cardoso

Musico / São Paulo

É um saxofonista e flautista brasileiro, que tem se dedicado ao desenvolvimento de uma linguagem própria e brasileira para seus instrumentos (toda a família dos saxofones, flautas transversais e mais uma bela coleção de flautas indígenas brasileiras, pifes e flautas de bambu).

Participante da mesa:

» Show Mônica Salmaso e Teco Cardoso

Tendayi Achiume

Thais Barros Beldi

Doa Sorocaba / São Paulo

Formada em administração de empresas, atualmente esta como diretora de inovação do Centro Universitário Facens, é membro do Global Philantropists Circle do Synergos Institute e do Conselho do Dia de Doar. Esta como presidente do Instituto Alexandre e Heloisa Beldi, o qual promove a campanha Doa Sorocaba que faz parte de um movimento global que incentiva a cultura da doação e co-fundou o Drops of Action, página no instagram e facebook que conecta pessoas a iniciativas socioambientais que precisam de apoio. 

Participante da mesa:

» Além da emergência : Por um Brasil mais doador, sempre

Thiago de Souza Amparo

FGV Direito SP / São Paulo

É professor da FGV Direito SP, e da FGV Relações Internacionais ministrando cursos sobre direitos humanos, antidiscriminação e direito internacional. Mestre e Doutor em Direito pela Central European University (Budapeste) e foi pesquisador visitante na Universidade de Columbia (NY), escreve às segundas na Folha de SP.

Participante da mesa:

» Investimento Social para a Equidade Racial

Thiago Pereira Silva

Advanced Newton Fellow da Royal Society / São Paulo

Professor de Matemática da Universidade de São Paulo obteve seu PhD em Berlim em 2007. É Advanced Newton Fellow da Royal Society, membro do Instituto Serrapilheira, membro da Academia Brasileira de Ciências e professor visitante do Imperial College . Um tema central de sua pesquisa é o comportamento coletivo de sistemas dinâmicos em interação.

Participante da mesa:

» Investimento Social por Ciência e Informação

Thiago Terada

Instituto Aegea / São Paulo

É Diretor Presidente das Concessionarias da Aegea no norte do Mato Grosso e Pará, Diretor do Instituto Aegea e Coordenador da Plataforma de Agua da Rede Brasileira do Pacto Global. Formado em Relações Internacionais pela PUC, possui MBA em Negócios Globais e Sustentabilidade na ALTIS, na Itália. Possui vasta experiência em Sustentabilidade e Relações Governamentais em diferentes setores, como químicos, saneamento e cosméticos.

Participante da mesa:

» Filantropia, Cidadania e Desenvolvimento: Balanços e Trilhas de Avanço

Thomaz Teodorovicz

Universidade de Harvard / Paraná

Pesquisador de pós-doutorado na Harvard Business School. Thomaz trabalha no Laboratory for Innovation Science de Harvard em um projeto interdisciplinar financiado pelo NSF sobre o Futuro do Trabalho. É também pesquisador associado do World Management Survey e pesquisador do Insper Metricis, grupo de pesquisa de São Paulo (Brasil) que estuda estratégias empresariais de alto impacto socioambiental. Thomaz é brasileiro, onde viveu a maior parte de sua vida antes de iniciar seu pós-doutorado em Harvard. Thomaz foi aluno visitante de pós-graduação na Universidade de Toronto (Rotman School of Management) e é doutor em Economia pelo Insper Institute of Education and Research. É mestre em Políticas Públicas e bacharel em Economia pela Universidade Federal do Paraná

Participante da mesa:

» Nova Economia

Tomas Alvim

Arq.Futuro / São Paulo

É editor e sócio da BEI Editora, cofundador do Arq.Futuro e do Por Quê? Economês em Bom Português. Coordenador do Laboratório Arq.Futuro de Cidades do Insper.

Participante da mesa:

» Cooperação e Investimento Social por Cidades Justas e Sustentáveis

Virgílio Viana

Fundação Amazonas Sustentável / Amazonas

PhD por Harvard e pós-doutor em Desenvolvimento Sustentável pela Universidade da Flórida, Virgilio Viana é o atual superintendente-geral da Fundação Amazonas Sustentável (FAS). Foi o primeiro secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas, entre 2003 e 2008, onde reduziu o desmatamento em 70%, e atualmente é membro do grupo de trabalho sobre Ética da Pontifícia Academia de Ciências do Vaticano. Graduou-se em Engenharia Florestal pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ-USP), foi professor do Departamento de Ciências Florestais na ESALQ/USP (1989-2009), com dezenas de livros e centenas de artigos publicados no Brasil e no exterior. Coordenou o processo de consultas nacionais que deu origem ao Forest Stewardship Council (FSC) em 1993. Foi fundador e presidente do Imaflora (1993-2000). Participou da estruturação do Center for International Research (CIFOR), do Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPÊ) e do Fundo Brasileiro de Biodiversidade (Funbio). Foi presidente da Sociedade Brasileira de Etnobiologia e Etnoecologia (SBEE), da Associação Paulista dos Engenheiros Florestais (APAEF), e vice-presidente da Associação Brasileira dos Secretários de Estado do Meio Ambiente (ABEMA).

Participante da mesa:

» Fronteiras de Ação: Desafios e Prioridades para a Filantropia, o Investimento Social e a Ação Cidadã no País » Investimento Social pela Amazônia

Vivianne Naigeborin

Fundação Arymax

Pioneira na criação do campo de negócios de impacto no Brasil, trabalha com empreendedorismo social há mais de 20 anos. Desde 2019, é Diretora-Superintendente da Fundação Arymax que tem como um de seus focos de atuação a inclusão produtiva de pessoas em situação de vulnerabilidade econômica no mundo do trabalho, além do apoio a organizações da comunidade judaica no Brasil. De 2007 a 2019 foi Assessora Estratégica da Potencia Ventures, tendo apoiado a criação de iniciativas-chave no país como Artemisia, Vox Capital, Impact Hub e Polo ANDE Brasil. De 2000 a 2007 trabalhou na Ashoka como Diretora Internacional de Parcerias Estratégicas e de Integração da América Latina. Coordenou duas publicações: Empreendimentos Sociais Sustentáveis – como elaborar planos de negócio para organizações sociais e Negócios Sociais Sustentáveis e é coautora dos livros Terceiro Setor – Planejamento e Gestão e Negócios com Impacto Social. É Yale World Fellow pela Universidade de Yale, membro da Rede de Líderes da Fundação Lemann e conselheira de diversas organizações da sociedade civil. Formada em Odontologia pela USP.

Participante da mesa:

» Inclusão Produtiva

Waldez Góes

Governador do Estado do Amapá / Amapá

É um político brasileiro filiado ao Partido Democrático Trabalhista. Atualmente, Waldez Góes é o governador do Estado do Amapá.

Participante da mesa:

» Investimento Social pela Amazônia

Walter Oliveira da Silva

Rede Mocoronga - Projeto Saúde e Alegria / Pará

Ativista Juvenil e mobilizador social, repórter comunitário da Rede Mocoronga de comunicação popular do Projeto Saúde e Alegria, coordenador do Coletivo Jovem Tapajônico. Atua com movimentos juvenis representando de comunidades da Amazônia

Participante da mesa:

» Investimento Social por Amazônia e Clima

Apoio

Quer apoiar o 11º Congresso GIFE? Saiba mais aqui.

Platinum

Fundação Bradesco

Master

Itaú Social
Vale

Ouro

Fundação Grupo Boticário
Fundação Telefônica
Santander

Prata

Alana
Fundação Bradesco
Fundação Ford
Fundação Lemann
Fundação Tide Setúbal
Gerdau
TV Globo
Ibirapitanga
Laudes Foundation
Instituto Unibanco
Instituto Votorantim

Bronze

B3
Fundação Roberto Marinho
FEAC
Humanize
Instituto ACP
Instituto ALCOA
Instituto Arapyaú
Instituto Clima e Sociedade
Instituto Galo da Manhã
Instituto Samuel Klein
Mattos Filho

Parceiros de comunicação

O Povo