Carregando...

Empresas e Sociedade:

Propósito, impacto e a busca por novos paradigmas

Correalização: Instituto Ethos e Sistema B Brasil
05/08/2020 – 10h00 às 12h00

Empresas e Sociedade: propósito, impacto e a busca por novos paradigmas

O que significa responsabilidade para uma empresa no contexto atual? Como ir além das práticas já incorporadas de minimização de danos? Como as empresas servem à sociedade? Quais as demandas sociais frente a utilização dos recursos naturais? Há espaço para o ativismo empresarial hoje? Como equilibrar demandas cada vez maiores de geração e manutenção de emprego e outras necessidades sociais? Como a governança de uma empresa se relaciona com tudo isso e qual o seu papel?

Já há algumas décadas existe no universo empresarial um movimento que busca repensar o papel e a atuação das empresas na sociedade. Muito temos avançado na direção de uma compreensão ampla de que, para além das contribuições mais intrínsecas à ação empresarial – como geração de emprego e renda, movimentação da economia, pagamento de impostos contribuindo de forma significativa com o orçamento público – é preciso responsabilidade social no que diz respeito a sua relação com funcionários, fornecedores, comunidades do entorno, entre outros. Além disso, também houve avanços no que diz respeito a minimizar possíveis impactos negativos, por exemplo, em relação ao meio ambiente – na utilização de matérias primas e recurso naturais, emissões de CO2 em cadeias logísticas, entre tantas outras. 

No entanto, a sociedade tem se transformado de forma cada vez mais rápida. Os desafios coletivos do século XXI tem se mostrado muito complexos e, ao mesmo tempo, urgentes para que possamos construir sociedades mais justas e mais felizes, onde todos –  inclusive as próprias empresas – possam se beneficiar. Por isso, as respostas a esses desafios nos demandam mais: mais engajamento, mais proatividade, mais velocidade, mais prioridade, mais correposnabilidade de todos que formamos a coletividade, incluindo o setor privado.

Com o cenário inédito que se desenrolou com a crise da Covid-19, esses desafios foram potencializados. Muitas empresas foram profundamente impactadas por ele, mas também muitas delas – algumas que já atuavam no investimento social privado e outras que não tinham histórico de atuação – iniciaram um movimento de doação e inovação para atender às enormes necessidades.

A partir de premissas como ética, responsabilidade e valor compartilhado, esse painel se propõe a celebrar os avanços desse movimento de resposta aos impactos da pandemia, mas também a instigar a conversa sobre a relação sociedade-empresas, a partir do debate sobre impacto, propósito e responsabilidade. Com o objetivo de gerar reflexões e trazer provocações sobre como é possível ir além no que diz respeito a atuação das empresas e seguir avançando em uma velocidade conectada a urgência dos desafios postos, considerando que a construção do amanhã é uma rotina diária.

Palestrantes

Americo Mattar

Americo Mattar é Engenheiro de Produção graduado também em Comércio Exterior e pós-graduado em Gestão de Projetos, é diretor presidente da Fundação Telefônica Vivo desde novembro de 2015. Ingressou na Fundação em 2012, como gerente de Planejamento, Finanças e Jurídico, vindo da Vivo onde passou pelas áreas de Finanças, Engenharia e Operações. Antes, atuou na Whirlpool e Citibank nas áreas de atendimento ao cliente e comercial. À frente da Fundação, seu foco é promover o protagonismo social por meio da inovação educativa aplicada a novas metodologias de ensino-aprendizagem, ao empreendedorismo jovem e ao exercício da cidadania.

Tarsila Ursini

Tarcila Ursini atua como Conselheira Independente, mentora e investidora em negócios com impacto socioambiental e em organizações da sociedade civil. É Conselheira de Administração na Korin, membro de Comitês de Sustentabilidade do Banco Santander Brasil, Grupo JSL/Movida, Grupo Baumgart, e do Comitê de Inovação e Sustentabilidade da Duratex. É do Conselho Deliberativo do Instituto Capitalismo Consciente Brasil e do Comitê de Multinacionais do BLab.Foi membro do Conselho de Stakeholders da GRI, Conselheira suplente no ISE da B3. É membro da Comissão de Inovação do IBGC, membro da WCD- Women Corporate Directors. É professora na pós graduação em gestão socioambiental da FIA e dos cursos de formação de Conselheiros do IBGC.É economista pela FEA/USP, advogada pela PUC/SP, mestre em Desenvolvimento e Direito pela Universidade de Londres, UK. Conselheira formada pelo IBGC.

Marina Cançado

Marina Cançado é uma liderança no setor de investimentos de impacto no Brasil. Ela é uma das pioneiras em design thinking, pensamento sistêmico e complexidade, ciência comportamental e, mais recentemente, vem integrando a metodologia Futures Thinking e a Foresight estratégico ao mundo dos investimentos de impacto. Nomeada como um talento na lista Forbes Brasil “Under30” em 2018 e depois de trabalhar por uma década como consultora para empresas familiares brasileiras com atuação relevante em projetos de filantropia, educação, próxima geração e investimento em ESG / Impato, Marina agora se juntou à XP Inc., uma das maiores instituições financeiras brasileiras, para ser Head da área de Sustainable Wealth. Isso significa trabalhar com grandes clientes para fazer a transição de seus portfólios de investimentos tradicionais para investimentos sustentáveis e de impacto.

Luana Génot

Luana Génot, é fundadora e diretora executiva do Instituto Identidades do Brasil (ID_BR). É mãe da Alice de 2 anos. Mestra em Relações Étnico-Raciais pelo CEFET-RJ e autora do livro Sim à Igualdade Racial da Editora Pallas.Colunista semanal do Jornal O Globo na Revista Ela aos domingos. Já colaborou escrevendo artigos para outros veículos como Meio e Mensagem, Revista Claudia, GQ e Folha de São Paulo. É Linkedin Top Voice 2019. Professora convidada de Inovação Social no IED-RIO. Tem pós graduação em Marketing e Comunicação no IED-Rio e se formou em em Publicidade e Propaganda na PUC-Rio em 2014. É fellow da rede de Líderes Responsáveis da BMW Foundation. Foi bolsista sanduíche do Ciências Sem Fronteiras / CAPES na University of Wisconsin – Madison, onde se especializou em pesquisa na área de raça, etnia e mídia. Luana trabalhou na Burrell / Publicis Chicago na área de planejamento estratégico. Foi voluntária na campanha de Barack Obama. Trabalhou no hub de marketing em multinacionais da área de beleza e entretenimento. Foi modelo publicitária e de passarela. Fluente em francês e inglês, tem atuado como palestrante no Brasil, França, Estados Unidos e Sri Lanka. É curadora de eventos como ConaLife, Rio 2C e é gestora de projetos sobre raça e etnia, equidade de gênero, diversidade e inclusão, empreendedorismo e empoderamento da juventude periférica. Foi co-fundadora do Comitê de Igualdade Racial do Grupo Mulheres do Brasil. Participa do Conselho da Comunidade B no Rio de Janeiro.

Apoio

Quer apoiar o 11º Congresso GIFE? Saiba mais aqui.

Platinum

Bradesco

Master

Itaú Social

Ouro

Fundação Grupo Boticário
Fundação Telefônica
Santander

Prata

Alana
Fundação Bradesco
Fundação Ford
Fundação Lemann
Fundação Tide Setúbal
TV Globo
Ibirapitanga
Laudes Foundation
Instituto Unibanco
Instituto Votorantim

Bronze

B3
Fundação Roberto Marinho
FEAC
Gerdau
Humanize
Instituto ACP
Instituto Arapyaú
Instituto Clima e Sociedade
Instituto Galo da Manhã
Instituto Samuel Klein
Mattos Filho