A Vila Itororó, conjunto remanescente de casas construídas nos anos 1920 como casas de aluguel, em São Paulo, está em fase de restauro. Desde os anos 70, o lugar coloca em disputa concepções divergentes de cidade e de cultura.

Nos últimos anos, a Vila foi desapropriada para ser transformada em um projeto cultural. O local hoje pertence à Secretaria Municipal de Cultura, da Prefeitura de São Paulo, e está sendo restaurado pelo Instituto Pedra. No lugar de fazer uma obra de restauro por aproximadamente quatro anos, de portas fechadas, para depois desse período inaugurar um centro cultural pronto, definido por poucas pessoas, o projeto consiste na abertura do canteiro de obras desde o início do processo de restauro e na instalação de um experimento de centro cultural. A abertura do canteiro tem sentido duplo: aberto para ser acessado e em aberto – o que virá a ser o centro cultural está em discussão, para que a cidade possa sinalizar o que se quer desse espaço, que abrange o galpão, o pátio de casas e os edifícios da Vila. A caixa preta do trabalho cultural está aberta.

Enquanto o pátio de casas é o canteiro das obras de restauro, onde as edificações, o conjunto arquitetônico, estão em construção, o galpão que dá acesso à Vila é a parte do canteiro onde o que está em construção são as práticas e os usos a serem atribuídos às edificações da Vila quando as obras estiverem concluídas. Logo, esse espaço é um manifesto que mostra que existem alternativas aos modelos vigentes de centros culturais e que o patrimônio é vivo e pode ser ativado, independente do seu estado de preservação.

A visita ao pátio de casas da Vila Itororó, portanto, se propõe a repensar os usos futuros da Vila a partir das experimentações e dos debates públicos que hoje acontecem nela. Por que implementar um centro cultural num lugar de moradia? O que entendemos por cultura? De que formas a cultura pode ser habitada? Como reabilitar a luta dos moradores, que marca sua história recente? Esses são alguns eixos norteadores da visita.

Dia 01/04/2016
Horário 16h00
Organização Vila Itororó Canteiro Aberto
Secretaria Municipal de Cultura
Instituto Pedra

Público-alvo Fundações, institutos, movimentos sociais, poderes públicos, assim como cidadãos engajados em discutir memória, cidade e novos modelos de gestão no Brasil.
Local Vila Itororó Canteiro Aberto - Rua Pedroso, 238 - Bela Vista (próximo ao metrô São Joaquim) - São Paulo/SP
Inscrição

A visita é gratuita. Para fazer a visita não é necessário agendamento prévio. A participação se dá por ordem de chegada, sujeito a lotação, com máximo de 25 pessoas. No caso de grupos formados por mais de 15 pessoas ou necessidade de reserva, envie um email para [email protected]

Patrocinadores

Platinum

1-Bradesco

Parceiro institucional

frente-nacional-de-prefeitos

Parceiros de comunicação

2PRO Comunicação comtato horizonte educação e comunicação instituto pensarte plurale ecofalante envolverde