Carregando...

Palestrantes

Procurar por nome

Alessandra Orofino

Alessandra Orofino é Diretora Executiva e Co-fundadora do Nossas, onde desenvolve ferramentas e metodologias para ativismo e participação social. Alessandra também é a diretora geral do Greg News, o único programa de comédia da HBO no Brasil. O Nossas nasceu da experiência de Alessandra com Meu Rio, uma comunidade urbana de centenas de milhares de membros que trabalham juntos para impactar a política local. Antes de fundar a Meu Rio, Alessandra trabalhou na Purpose, organização parceira do Meu Rio. Alessandra é formada em Economia e Direitos Humanos pela Columbia University e foi membro do corpo docente da School of Visual Arts, contribuindo para seu programa pioneiro em Design for Social Innovation.

Amalia Fischer

Amalia Fischer é coordenadora geral do Fundo Elas. É uma ativista mexicana-nicaraguense e feminista desde 1975 que fundou o Fundo em 2001 com outras nove mulheres o fundo para aumentar a conscientização sobre as contribuições femininas e as questões femininas, enquanto mudava os padrões das doações filantrópicas tradicionais. É PhD em comunicação e cultura e foi professor de ciência política na Universidad Nacional Autónoma de Mexico por 20 anos. Amália também é Ashoka Fellow e Senior Fellow do Synergos, atua no conselho do Fundo de Ação Urgente pelos Direitos Humanos da Mulher.

Americo Mattar

Americo Mattar é Engenheiro de Produção graduado também em Comércio Exterior e pós-graduado em Gestão de Projetos, é diretor presidente da Fundação Telefônica Vivo desde novembro de 2015. Ingressou na Fundação em 2012, como gerente de Planejamento, Finanças e Jurídico, vindo da Vivo onde passou pelas áreas de Finanças, Engenharia e Operações. Antes, atuou na Whirlpool e Citibank nas áreas de atendimento ao cliente e comercial. À frente da Fundação, seu foco é promover o protagonismo social por meio da inovação educativa aplicada a novas metodologias de ensino-aprendizagem, ao empreendedorismo jovem e ao exercício da cidadania.

Ana Paula Moraes

É pesquisadora e jornalista de ciência, com ampla experiência em comunicação nas áreas de ciência, tecnologia e ensino superior. Cientista de formação (biomédica com mestrado em farmacologia), especializou-se em jornalismo científico, área em que atua há 12 anos. Trabalhou por oito anos como assessora de comunicação no governo do estado de São Paulo, nas secretarias de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDECTI) e de Ensino Superior (extinta em 2011). Fez parte da equipe que criou a Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), onde atuou como assessora de comunicação até 2017. É editora executiva da revista Ciência & Cultura, um dos veículos de divulgação científica mais antigos do país, da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). É pesquisadora associada do Labjor/Unicamp, onde faz pesquisas em percepção pública em ciência, tecnologia, saúde e educação e ministrou disciplinas de Oficina de Jornalismo Científico e de Jornalismo de Dados. Atualmente, faz doutorado em política científica e tecnológica no DPCT-IGE-Unicamp. É sócia-fundadora da consultoria DATA14 e coordenadora da Agência BORI. 

Andrea Wolffenbüttel

Diretora de Comunicação do IDIS. Jornalista, com formação também na área de Análise de Sistemas e especialização em Economia, teve experiência de redação em veículos tais como O Estado de S.Paulo, SBT e CBS News (EUA). Gerenciou o Centro de Informações e Pesquisas da Gazeta Mercantil. Editou a revista Desafios do Desenvolvimento, uma publicação do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Coordenou a comunicação e o relacionamento com a imprensa da Secretaria Municipal de Transportes de São Paulo, incluindo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e a gestora do sistema de transporte público, SPTrans. No terceiro setor, foi gerente de Comunicação e Conteúdo do Instituto Akatu pelo Consumo Consciente e, mais recentemente, da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal.

Anielle Franco

Anielle Franco é cria da favela da Maré, no Rio de Janeiro. É bacharel em Jornalismo e Inglês pela Universidade Central de Carolina do Norte e bacharel-licenciada em Inglês/Literaturas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. É mestra em Jornalismo e Inglês pela Universidade de Florida A&M, e atualmente é mestranda em uma universidade federal no Rio de Janeiro (Cefet) cursando relações étnico-raciais com o foco na identidade das mulheres negras através da memória e legado de Marielle Franco, sua irmã e inspiração diária. Publicou seu primeiro livro, “Cartas para Marielle”, e tem participação importante em diversas publicações, incluindo a autobiografia de Angela Davis. Trabalha como professora, palestrante, escritora e é a atual diretora do Instituto Marielle Franco, curadora do Projeto Papo Franco e também do curso Marielles.

Arif Neky

Arif Neky é consultor sênior de parcerias estratégicas da ONU na plataforma de parceria dos ODS no Quênia. Ele também é Presidente da Força-Tarefa do Conselho Consultivo Nacional (NAB) para Impact Finance no Quênia e membro do Africa Venture Philanthropy Alliance SAG (AVPA).

Arminio Fraga

Arminio Fraga é sócio fundador da Gávea Investimentos, empresa fundada por ele em Agosto de 2003 e presidente do conselho do Instituto de Estudos para Políticas de Saúde, fundado em 2019, ambos sediados no Rio de Janeiro. No período de Abril de 2009 a Abril de 2013, foi Presidente do Conselho de Administração da BM&FBovespa, e de Março de 1999 a Dezembro de 2002 presidiu o Banco Central do Brasil.   Anteriormente, foi Diretor da Soros Fund Management em Nova York, Diretor de Assuntos Internacionais do Banco Central do Brasil, Vice-Presidente da Salomon Brothers, Nova York e Economista-Chefe e Gerente de Operações do Banco Garantia.  

   

Atila Roque

Ford Foundation

Atila Roque é Diretor da Fundação Ford no Brasil, coordenando todo o trabalho operacional e programático. Antes de ingressar na Ford, atuou como Diretor Executivo da Anistia Internacional no Brasil. Foi também Diretor Executivo do INESC – Instituto de Estudos Socioeconômicos e da Action Aid Internacional-USA em Washington DC. Teve diferentes cargos durante 17 anos no IBASE, uma das mais importantes ONGs do Brasil. Sua experiência inclui também três anos em Tóquio como pesquisador visitante no “Pacific-Asia Research Center”. Atila é Historiador pela UFRJ e Mestre em Ciência Política pelo IUPERJ/UCAM.

Beatriz Azeredo

TV Globo

Beatriz Azeredo é diretora de Responsabilidade Social da Globo desde 2011 e professora adjunta do Instituto de Economia da UFRJ, Beatriz Azeredo foi assessora técnica na Assembleia Nacional Constituinte e no Congresso Nacional e Diretora de Políticas Sociais do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (IPEA), em 1995. Foi Superintendente e Diretora das Áreas de Desenvolvimento Social, Infraestrutura Urbana e Planejamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), de 1996 a 2002. Doutora em Economia pelo Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), sua tese resultou no livro “Políticas Públicas de Emprego – A Experiência Brasileira”. É Senior Fellow do Synergos.  Foi Diretora do Centro de Estudos de Políticas Públicas (CEPP) e também do Instituto Desiderata, de 2003 a 2011.

Beatriz Johannpeter

Atua como mentora de famílias empresárias, com aconselhamento e desenvolvimento de estruturas, que impulsionam o aprimoramento de sistemas de governanças, para perpetuidade e construção de legado. Em sua atuação, reúne a experiência da família Gerdau Johannpeter, uma das famílias empresárias pioneiras em construção de governança no Brasil, e o conhecimento adquirido em constantes programas de educação executiva, como o Corporate Social Responsability, da Harvard Business School.
Beatriz formou-se em arquitetura e empreendeu na área até 2005, quando passou a dedicar-se inteiramente ao recém-criado Instituto Gerdau, responsável pela gestão do Investimento Social Privado (ISP) da empresa e da família. Desde então, participa das principais entidades e fóruns do Terceiro Setor, tendo presidido o Gife (Grupo de Institutos e Fundações por dois mandatos (de 2014 a 2017).
Nesse período, Beatriz vem contribuindo com empresas e instituições nas áreas de ISP, Educação e Cultura, a partir. de posições em conselhos consultivos, como o do Canal Futura, da Fundação Victor Civita, da Bienal do Mercosul e da Junior Achievement Brasil. Atualmente, integra os conselhos da Fundação Roberto Marinho, da organização Todos pela Educação, da Fundação Iberê Camargo e da Arcah. 

Benjamin Bellegy

WINGS

Benjamin Bellegy é o diretor executivo da WINGS, uma rede global de 140 organizações que apoiam e desenvolvem o campo da filantropia e do investindo social em 50 países. Juntos, os membros da WINGS apoiam e lideram quase 100.000 entidades filantrópicas em todo o mundo. Desde o final de 2016, ele lidera a rede WINGS em novas direções, com o lançamento de uma nova estratégia, uma associação mais ampla e diversificada e esforços bem-sucedidos de liderança de pensamento para promover a colaboração no campo e aumentar a importância estratégica do desenvolvimento da filantropia entre os financiadores.

Brenda Brito

É mestre e doutora em Ciência do Direito pela Universidade Stanford (EUA). É Pesquisadora Associada do Imazon, atuando há 17 anos para o aprimoramento de leis e políticas ambientais para conservação da Floresta Amazônica, melhoria da gestão fundiária e mitigação de mudanças climáticas

Caetano Scannavino


É Empreendedor Social e Coordenador da ONG Projeto Saúde & Alegria – PSA (www.saudeealegria.org.br), com mais de 30 anos de atuação na Amazônia.  Nascido em São Paulo/SP, se profissionalizou nas áreas de vídeo e fotojornalismo, tendo se mudado para Amazônia em 1988 para apoiar o inicio das ações do PSA,  ajudando na época a estruturar o setor de Comunicação Social. Atualmente, integra sua coordenação geral. A partir dos resultados alcançados, prêmios e reconhecimentos obtidos pelo trabalho do PSA, vem sendo demandado de forma crescente para disseminar suas experiências, assessorar processos de transferência de tecnologias socioambientais junto à outras Instituições, bem como integrar novas frentes, redes e articulações afins em prol de um futuro mais harmônico, includente e sustentável.

Caio Machado

Caio Machado é advogado e cientista social. Atua no escritório Filhorini Advogados Associados. Mestre em Direito Digital pela Sorbonne e em ciências sociais aplicada à tecnologia (fake news, algoritmos, privacidade) pela Universidade de Oxford, e Cofundador do HealthTech & Society.

Camila Escudero

Doutora em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, professora do programa de pós-graduação em Comunicação da Universidade Metodista de São Paulo e assistente de pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), no projeto Mapa das OSCs.

Camila Feldberg

Gerente de Fomento da Fundação Itaú Social. É Graduada em
Ciências Contábeis pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Especializada em Sociopsicologia da Juventude e Políticas Públicas pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo – FESPSP. Autuou com projetos sociais na Fundação BankBoston e atua no Itaú Social 2008. Gerencia a área de Fomento, que trabalha pelo fortalecimento da sociedade civil.

Carina Pimenta

Carina Pimenta: Carina trabalha com negócios sociais e sustentáveis desde 2006, dedicando-se a criar novos arranjos para o investimento privado na agenda climática e estratégias de ampliação de resultados socioambientais. É mestre em Desenvolvimento Social pela Universidade de Sussex. É diretoria executiva uma das fundadoras da Conexsus.

Carlos Arboleda

Carlos Arboleda é bacharel em Engenharia Industrial com Especialização em Tecnologias da Informação Organizacional pela Universidade Nacional da Colômbia e Mestrado em Direção Estratégica e Gestão da Inovação pelo Instituto Universitario de Posgrado. Com mais de vinte anos de experiência no PNUD, nos escritórios de pais da Colômbia, Brasil e Panamá, assim como na sede do organismo em Nova Iorque.  Atuou nas áreas de Gerenciamento Estratégico e Gerenciamento de Mudanças, consultoria e gestão de Operações, incluindo suporte a outras práticas de gerenciamento de outras entidades da ONU. Atuou como consultor de gestão interna nos últimos 12 anos em mais de 20 escritórios de países do sistema ONU, trabalhando com reengenharia de modelo de negócios, suporte à gestão baseada em resultados, design e implementação de operações, bem como realinhamentos estratégicos. Atualmente, atua como Representante Residente Adjunto do PNUD Brasil.

CASSIO AOQUI

Diretor-executivo da ponteAponte e sócio da startup Que Mais Tem Lá?.
É mestre em Ciência e graduado em Administração (FEA-USP), com especialização em Educação em Turismo (UnB), e professor de Empreendedorismo e Inovação Social da FIA (Fundação Instituto de Administração).
Foi jornalista da Folha de S.Paulo por 11 anos, onde foi coidealizador do Prêmio Empreendedor Social de Futuro (2009), do Fórum de Empreendedorismo Social (2009 e 2010) e da Rede Folha de Empreendedores Socioambientais.
É editor de publicações pela Publifolha, membro do grupo de Empreendedores Cívicos da RAPS (Rede de Ação Política pela Sustentabilidade), fellow da 92 Y/Ford Fellowship e do Gaimusho (Ministério de Relações Exteriores do Japão) e da Agência de Cooperação Internacional do Japão, além de ex-bolsista da Capes/CNPq e membro da ISTR (International Society for Third Sector Research).

Clara Sacco

Co-fundadora e coordenadora do data_labe Comunicadora e produtora cultural formada em Estudos de Mídia pela UFF. Atua em projetos que articulam juventude, tecnologia, comunicação, cultura e mobilização popular.

Cláudia Maria Costa de Lima

Cláudia Maria Costa de Lima – é Coordenadora Geral da Casa Pequeno Davi, responsável por toda a estratégia e implementação das ações da organização, bem como a mobilização de recursos, comunicação e parcerias institucionais e é representante externa desde 2002 com representação no Fórum Nacional de Entidades Gestoras do Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte, foi Conselheira do e Vice Presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Diretora do  coletivo Feminista e Membro da Coordenação Estadual do Fórum Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente. Antes de atuar na Casa Pequeno Davi, foi Educadora Social da Pastoral do Menor na Arquidiocese da Paraíba. Cláudia é pedagoga formada pelo Centro universitário de João Pessoa 

Daniela Weiers

Daniela Weiers é Gerente Administrativa e Financeira do Synergos Brasil desde janeiro de 2020 e membro do Conselho Deliberativo da ABCR (Associação Brasileira de Captadores de Recursos) desde 2012. Administradora de Empresas e Mestre em Administração Pública e Governo pela FGV-EAESP, possui mais de 20 anos de experiência em gestão de organizações da sociedade civil, especialmente nas áreas financeira, administrativa e captação de recursos. Ao longo de sua carreira, trabalhou para organizações sem fins lucrativos brasileiras como Associação Vaga Lume, Museu da Pessoa e Associação Evangélica Beneficente, além de atuar também como consultora.

Danielle Fiabane

Mestre em Administração Pública e Governo e graduada em Administração de Empresas na EAESP da Fundação Getúlio Vargas, com cursos de especialização na Harvard Kennedy School, Schumacher College, CEATS – FIA/USP e Proteus Institute/Instituto Fonte. Consultora autônoma no campo de planejamento, governança e avaliação de iniciativas de filantropia, responsabilidade corporativa e sustentabilidade, em organizações como o Gife, Instituto Samuel Klein, e Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal. Como executiva esteve por 4 anos à frente do Instituto Asas.

Debora Diniz

Debora Diniz é antropóloga, professora da Faculdade de Direito da Universidade de Brasília e pesquisadora do Center for Latin American and Caribbean Studies da Brown University e do Anis Instituto de Bioética, Direitos Humanos e Gênero. Colunista do jornal El País e da revista Marie Claire, Debora Diniz é uma das vozes mais relevantes do debate público a respeito de direitos humanos, gênero, política e saúde. 

Denis Minev

Denis Benchimol Minev é diretor-presidente da Bemol e co-fundador e conselheiro da Fundação Amazonas Sustentável. Em 2012 foi selecionado Young Global Leader do Fórum Econômico Mundial. Denis serviu como Secretário de Planejamento e Desenvolvimento Econômico do Amazonas e como analista financeiro do Banco Goldman Sachs. É formado em economia pela Stanford University, tem mestrado em Estudos Latino-Americanos também pela Stanford University e MBA pela Wharton School.

Denis Mizne

Diretor Executivo, Fundação Lemann À frente da Fundação Lemann, Denis Mizne lidera ações dedicadas à melhoria da educação pública brasileira e à formação de lideranças com potencial de trabalhar para a resolução de grandes problemas sociais do país. Algumas das principais iniciativas da instituição têm sido contribuir ativamente para o desenvolvimento da Base Nacional Comum Curricular; promover tecnologias educacionais eficientes que, apenas em 2016, foram usadas por mais de 20 milhões de brasileiros; implementar um programa de gestão focada em resultados de aprendizagem em parceria com redes de ensino, municipais e estaduais, em mais de mil escolas por todo o país; e apoiar a formação de mais de 300 jovens em universidades de ponta nos Estados Unidos. Antes de se juntar à Fundação Lemann, Denis fundou e dirigiu o Instituto Sou da Paz por 12 anos, tornando-se um ator-chave no combate à violência em nível nacional e na redução de 80% dos homicídios em São Paulo na última década. Denis é um Empreendedor Social Ashoka, um World Fellow de Yale, e faz parte do Conselho de diversas organizações sem fins lucrativos com foco em educação e prevenção à violência no Brasil. Ele é formado em Direito pela Universidade de São Paulo e continuou seus estudos como visiting scholar na Universidade de Columbia e no Programa OPM da Harvard Business School.

Dominique Day

Dominique Day: é uma advogada americana de Nova York. Ela faz parte do Grupo de Peritos da ONU sobre Pessoas de Origem Africana. Ela tem duas décadas de experiência como advogada de justiça nos Estados Unidos e internacionalmente. Dominique trabalhou com governos, universidades e ONGs como especialista no assunto em assistência jurídica, acesso à justiça, construção de instituições jurídicas eficazes, defesa de direitos humanos e Estado de Direito.

Douglas Belchior

Douglas Belchior é educador, mestre em Ciências Sociais e um dos coordenadores da rede de educação popular Uneafro e membro da Coalizão Negra por Direitos, articulação de coletivos, organizações e movimentos negros no Brasil.

Elcio Manchineri

Assessor da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira/COIAB  

Eliane Dias

Eliane Dias é advogada, empresária e ativista. Cresceu na periferia de São Paulo e teve uma longa trajetória em trabalhos diversos até poder estudar para formar-se em Direito. Hoje é empresária e produtora do Racionais MC´s. É reconhecida pela trajetória profissional e pela militância contra preconceito, abuso e feminicídio. Também trabalhou como assessora parlamentar e foi coordenadora do S.O.S Racismo, unidade de combate à discriminação racial na ALESP (Assembleia Legislativa de São Paulo).

Eugenio Scanavinno

Eugenio Scanavinno é médico sanitarista e atua a mais de 30 anos em comunidades na Amazônia brasileira. É fundador e coordedador do Prohjeto Saúde e Alegria (PSA). Atualmente, o PSA atende a cerca de 30 mil moradores de comunidades rurais – sobretudo tradicionais, muitas das quais em situação de vulnerabilidade social – de Santarém, Belterra, Aveiro e Juruti, municípios localizados no oeste do estado do Pará. Com a rápida proliferação da pandemia COVID-19, a região Norte do Brasil é motivo de preocupação pelas dificuldades logísticas amazônicas, extrema carência de infraestrutura, e vulnerabilidade da população – sobretudo os povos indígenas e comunidades ribeirinhas. Diante disso, o Projeto Saúde e Alegria se antecipou e já no início do ano começou a direcionar seu trabalho no combate ao vírus. Demandas foram levantadas junto aos órgãos de saúde e organizações comunitárias, recursos foram remanejados e novos parceiros mobilizados. Assim, foi construída a Campanha #ComSaudeeAlegriaSemCorona

Fabio Almeida

Gerente de Desenvolvimento Institucional da Laudes Foundation, em Amsterdam (Holanda), onde, entre outras atribuições, lidera os esforços de resposta à pandemia do Covid-19. Formado em Administração pela Universidade de São Paulo (FEA/USP) e mestre em Sustentabilidade e Responsabilidade Social Corporativa. Foi Coordenador Executivo do Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS) entre 2014 e 2018. Como consultor, atuou em projetos de cooperação internacional, de desenvolvimento territorial e de finanças sustentáveis.

Fábio Deboni

Instituto Sabin

Engenheiro Agrônomo e mestre em recursos florestais pela USP. É gerente-executivo do Instituto Sabin desde fevereiro de 2011 e membro do Conselho do GIFE (Grupo de Institutos, Fundações e Empresas). Tem participado ativamente do engajamento de institutos e fundações no campo de negócios de impacto. É entusiasta do tema ‘inovação social’, escritor de diversos artigos e lançou seu terceiro livro em 2019 – Impacto na Encruzilhada – disponível gratuitamente em seu blog: https://fabiodeboni.com.br/

Felipe Neto

Felipe Neto é youtuber, empresário, ator, comediante, escritor e filantropo brasileiro. É conhecido por ter um dos maiores canais brasileiros do YouTube, com 39 milhões de inscritos e mais de dez bilhões de visualizações acumuladas.

Felipe Santa Cruz

Felipe Santa Cruz Oliveira é advogado brasileiro, atual presidente da Ordem dos Advogados do Brasil. Presidiu o Centro Acadêmico de Direito e o Diretório Central dos Estudantes da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), instituição em que cursou Direito e se formou em 1997. Fez mestrado em Direito e Sociologia pela Universidade Federal Fluminense – UFF (2000-2002), no qual defendeu sua dissertação sobre o Direito do Trabalho. Foi professor nos cursos de Direito das Universidades Cândido Mendes (2001-2005) e Santa Úrsula (2001-2002).

Fernanda Bombardi

Fernanda Bombardi é Fellow do programa do MIT D-Lab Innovation Ecosystem Builder Fellowship. Membro do Conselho da ANDE – Aspen Network of Development Entrepreneurs no Brasil.  Com MBA em Gestão de Negócios Socioambientais pelo CEATS-USP, Fernanda é psicóloga formada pela PUC-SP e especialista em Desenvolvimento Local pela OIT – Organização Internacional do Trabalho. É Gerente Executiva do ICE desde 2010, sendo co-responsável pela estratégia da organização, gestão da equipe, orçamento e governança. É também coordenadora do programa de incubadoras e aceleradoras de impacto.

Georgia Pessoa

Humanize

Georgia Pessoa é advogada, mestre em Gestão Ambiental, com MBA em Direito da Empresa e da Economia e pós-graduação em Direito da Propriedade Intelectual. Atualmente é Diretora Executiva no Instituto Humanize. Anteriormente, foi gerente de Meio Ambiente da Fundação Roberto Marinho; diretora da Rare no Brasil; responsável pela Iniciativa Clima América Latina (ICAL/LARCI) no país e gerente de Programas da Iniciativa Andes‐Amazônia (IAA) na Fundação Gordon e Betty Moore, em São Francisco, EUA.

Gilson Rodrigues

Líder comunitário e presidente da União de Moradores e Comerciantes de Paraisópolis, comunidade em que vivem cerca de 100 mil habitantes na zona sul de São Paulo

Giovanni Harvey

Giovanni Harvey é Presidente do Conselho Deliberativo do Fundo Baobá para a Equidade Racial, Coordenador das Conectoras de Oportunidades e Diretor do Instituto Habilco. Tem 30 anos de experiência em gestão de empresas e organizações sociais. Foi Presidente do Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal Fluminense – UFF (1988 a 1989), fundou a Incubadora Afro Brasileira (2004) e foi consultor do Programa de Incubadoras do Ministério da Economia de Cabo Verde (2007). Exerceu cargos e funções nos três níveis da Administração Pública nas áreas de Direitos Humanos, Trabalho, Ciência e Tecnologia, Assistência Social e Governança. Foi Secretário Nacional de Políticas de Ações Afirmativas (2008 a 2009) e Secretário Executivo (2013 a 2015) da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (SEPPIR-PR).

Henrique Silveira

Geógrafo, mestre em cultura e comunicação (UERJ) e Coordenador Executivo da Casa Fluminense, uma associação dedicada a construção de políticas e ações públicas na metrópole do Rio de Janeiro. Foi Analista de Responsabilidade Social do SESC-Rio, atuando na gestão de projetos de Ação Comunitária e Educação Ambiental. No Instituto Pereira Passos (IPP-Rio), foi Gestor Local do Programa UPPSocial. No IBGE foi Supervisor Censitário durante o Censo 2010. Seus principais interesses são em desenvolvimento urbano, políticas públicas, participação social e redução de desigualdades sociais.

Hugo Aguilaniu

Biólogo, se dedicou às bases genéticas dos processos de envelhecimento. É doutor pela Universidade de Gothenburg (Suécia), pós-doutor pelo Salk Institute for Biological Studies (EUA) e membro do National Scientific Research Council (França). Foi diretor de um laboratório na École Normale Supérieure em Lyon. Os resultados de sua pesquisa científica foram publicados em revistas como Nature, Science, Cell Metabolism e PLoS Biology e premiados pelo CNRS (Centre National de la Recherche Scientifique) e European Research Council (ERC). Também foi Pesquisador Visitante Especial na Universidade de São Paulo (USP) e mediou relações institucionais entre universidades francesas e brasileiras.

Inês Mindlin Lafer

Inês Mindlin Lafer é formada em psicologia pela PUC-SP, com especialização em psicanálise pela PUC-COGEAE e em Direitos Humanos pela faculdade de Direito da USP. É mestre em Administração Pública e de Governo pela FGV-SP. Começou sua carreira na área clínica e no Serviço de Psicologia e Psicopedagogia do SESI. Trabalhou na Kairós Desenvolvimento Social como consultora em projetos para prefeituras nas áreas de criança e adolescência e assistência social. Foi também gerente de programas da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, assessora técnica da Comissão Municipal de Direitos Humanos da Prefeitura de São Paulo e gerente de projetos no IDIS – Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social. Hoje em dia dirige o Instituto Betty e Jacob Lafer e atua como formadora e é consultora para o desenvolvimento de projetos de investimento social e de políticas públicas, especialmente na área de criança e adolescente.

Jackie Bouvier Copeland

Líder de justiça social e ambiental, Dra. Jackie Bouvier Copeland é fundadora e CEO do The Women Invested to Save Earth Fund. Fundadora do Mês da Filantropia Negra. Faz parte do conselho consultivo da Uncharted Power, uma nova empresa de energia alternativa fundada pela inventora nigeriana-americana, Jessica O. Matthews. Ela também é fundadora e presidente da Pan-African Women’s Philanthropy Network. Entre suas contribuições para a justiça social mais orgulhosas está o projeto inicial de My Brothers ’Keeper, uma iniciativa do legado da Administração Obama para promover a igualdade e as oportunidades de vida de homens e meninos de cor de baixa renda nos EUA.

Joana Lee Ribeiro Mortari

Advogada formada pela Faculdade de Direito da Universidade Mackenzie e com LLM pela Faculdade de Direito da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos e Pós Graduação em Prática Social Reflexiva pela Proteus Initiative, na África do Sul. Atualmente é Diretora da Associação Acorde, organização social que trabalha pelo desenvolvimento humano de crianças e jovens em Embu das Artes e Cotia. Co-Criadora e membro do Comitê Coordenador do Movimento por uma Cultura de Doação no Brasil, uma rede colaborativa de pessoas e organizações dedicada à promoção da cultura de doar no Brasil. Membro do Conselho do Dia de Doar e do Conselho de Avaliação do Fundo Bis.

Joanna Martins

Joanna Martins é paraense, mãe, publicitária, administradora e pesquisadora em gastronomia amazônica. Movida por uma história familiar de quase 50 anos com a culinária amazônica e por sua paixão pelo território, depois de algumas outras experiências empreendedoras, em 2015, fundou e é CEO da Manioca(@maniocabrasil), uma pequena indústria de impacto socio-ambiental, instalada em Belém/PA, que transforma ingredientes da Amazônia em alimentos naturais, práticos e saborosos, dialogando com a cultura local e sua biodiversidade, a partir do comércio justo e do desenvolvimento de cadeias produtivas.

José Marcelo Zacchi

GIFE

José Marcelo é bacharel em direito pela Universidade de São Paulo e mestre em administração pública pela Universidade de Harvard. É membro do conselho de governança da Associação Casa Fluminense e pesquisador associado do Instituto de Estudos do Trabalho e Sociedade (IETS). É secretário-geral no GIFE.

Kusi Hornberger

Is an Associate Partner, based in the Washington, DC office. In addition to serving as Dalberg’s Global Knowledge Lead Associate Partner, Kusi also co-leads Dalberg’s Finance & Investment Practice and is particularly passionate about the use of innovative finance and technology to accelerate the achievement of the United Nations Sustainable Development Goals (SDGs).

Kusi’s recent work includes various projects at the intersection of impact investing/blended finance and agriculture, global health and financial services sectors. For example, in the agriculture sector, Kusi led a financial benchmarking of social lenders providing loans to agricultural small and medium enterprises. In the health sector, Kusi led the design of a blended finance fund aimed at investing in digital health solutions. In the financial services sector, he developed case studies on how data analytics and partnerships can be used to improve the sustainability of financial services to small scale producers.

Prior to joining Dalberg, Kusi was Vice-President of Investment Research at Global Partnerships, an impact-first investor with investments across Central/South America and East Africa. He also has experience working as a management consultant at Bain & Company in South America and as an Investment Officer with the International Finance Corporation.

Kusi holds a Master of Business Administration from INSEAD Business School in Singapore, a Master of Public Administration in International Development from the Harvard Kennedy School and a Bachelor of Arts from the University of Pennsylvania.

Lázaro Cunha

Graduado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), mestre em Ensino, Filosofia e História das Ciências (UFBA-Instituto de Física/UEFS). Diretor de Projetos Especiais e Comunicação do Instituto Cultural Steve Biko, coordenador do programa OGUNTEC, uma iniciativa de fomento à ciência e tecnologia que é vinculada ao Instituto Cultural Steve Biko e que foi referência para o artigo vencedor do Prêmio Nacional Jovem Cientista em 2008 (categoria graduado). Professor da disciplina Resistência dos Materiais nas Faculdades de Tecnologia e Ciências ( FTC) (2013-2014) e União Metropolitana de Educação e Cultura (UNIME) (2013-2014). É filiado à ABENGE – Associação Brasileira de Educação de Engenharia. Bolsista das seguintes organizações: Fundação Ford (2006-2008); Rede Ashoka de Empreendedores Sociais (2008-2010) e do Departamento de Estado Americano (2013). Tem experiência na temática Ciência, Tecnologia e Relações Raciais. Atua com formação de professores, especialmente, para a Educação das Relações Raciais, conforme estabelece a Lei 10.639/03, que tornou obrigatório o ensino de História da África e Cultura Afrobrasileira no ensino fundamental e médio das escolas brasileiras. Em 2014 foi aprovado no concurso para engenheiro mecânico da Indústrias Nucleares do Brasil ( INB). Foi Diretor de Inovação (2015-2017) e Diretor Geral Interino( 2017- 2019) da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB).

Leonardo Letelier

Leonardo tem mais de 20 anos de experiência em negócios, finanças e setor social. Foi diretor da iniciativa Cidadania Econômica para Todos na Ashoka e trabalhou na McKinsey por 8 anos. Previamente teve experiência com derivativos e no CADE, o órgão antitruste brasileiro. Foi eleito Senior Fellow Synergos e Responsible Leader BMW Foundation. Leonardo é reconhecido como um dos pioneiros no cenário de Finanças Sociais e Investimentos de Impacto, globalmente e no Brasil, tendo atuado como co-diretor executivo da Força Tarefa Brasileira de Finanças Sociais e como palestrante frequente em fóruns como o SOCAP (Social Capital Markets), FLII (Foro Latino Americano de Inversión de Impacto) e o Fórum Brasileiro de Finanças Sociais e Negócios de Impacto. Tem MBA pela Harvard Business School e é engenheiro de Produção pela USP.

Lilia Schwarcz

Lilia Schwarcz é professora da USP e global scholar em Princeton. É autora, entre outros, de “O espetáculo das raças”, “As barbas do imperador”, “Brasil: uma biografia”, “Lima Barreto, triste visionário”, “Dicionário da escravidão e liberdade”, com Flávio Gomes, e “Sobre o autoritarismo brasileiro”. Foi curadora de uma série de exposições dentre as quais: “Um olhar sobre o Brasil”, “Histórias Mestiças”, “Histórias da sexualidade” e “Histórias afro-atlânticas”. Atualmente é curadora adjunta do Masp para histórias.

Luana Génot

Luana Génot, é fundadora e diretora executiva do Instituto Identidades do Brasil (ID_BR). É mãe da Alice de 2 anos. Mestra em Relações Étnico-Raciais pelo CEFET-RJ e autora do livro Sim à Igualdade Racial da Editora Pallas.Colunista semanal do Jornal O Globo na Revista Ela aos domingos. Já colaborou escrevendo artigos para outros veículos como Meio e Mensagem, Revista Claudia, GQ e Folha de São Paulo. É Linkedin Top Voice 2019. Professora convidada de Inovação Social no IED-RIO. Tem pós graduação em Marketing e Comunicação no IED-Rio e se formou em em Publicidade e Propaganda na PUC-Rio em 2014. É fellow da rede de Líderes Responsáveis da BMW Foundation. Foi bolsista sanduíche do Ciências Sem Fronteiras / CAPES na University of Wisconsin – Madison, onde se especializou em pesquisa na área de raça, etnia e mídia. Luana trabalhou na Burrell / Publicis Chicago na área de planejamento estratégico. Foi voluntária na campanha de Barack Obama. Trabalhou no hub de marketing em multinacionais da área de beleza e entretenimento. Foi modelo publicitária e de passarela. Fluente em francês e inglês, tem atuado como palestrante no Brasil, França, Estados Unidos e Sri Lanka. É curadora de eventos como ConaLife, Rio 2C e é gestora de projetos sobre raça e etnia, equidade de gênero, diversidade e inclusão, empreendedorismo e empoderamento da juventude periférica. Foi co-fundadora do Comitê de Igualdade Racial do Grupo Mulheres do Brasil. Participa do Conselho da Comunidade B no Rio de Janeiro.

Marcia Castro

Marcia Castro é Chefe do Departamento de Saúde Global e População na Faculdade de Saúde Pública de Harvard. É co-diretora do programa de estudos de Brasil no Centro David Rockefeller. Demógrafa, suas áreas de pesquisa incluem a identificação de riscos sociais, biológicos e ambientais de doenças infecciosas, urbanização e saúde, modelos de análise espacial e mortalidade, e saude na Amazonia. Graduada em estatística pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro, fez mestrado na Universidade Federal de Minas Gerais e é PhD em demografia pela Universidade de Princeton.

Marco Apolo Santana Leão

Graduado em Direito pela UFPA, especialista em Direitos Humanos pela Universidade Católica de Brasília. É presidente da Sociedade Paraense de Defesa de Direitos Humanos, vinculada ao Movimento Nacional de Direitos Humanos. Tem experiência em assessoria parlamentar, jurídica, sindical e popular, direito trabalhista, direito eleitoral e penal. Trabalha com temas como: Direitos Humanos, movimentos sociais, ONGs e Direito penal.

Marcos Athias Neto

Marcos Athias Neto ingressou no PNUD em 2013 e desde então lidera o trabalho global do PNUD sobre desenvolvimento e fundações do setor privado, primeiro na sede do PNUD em Nova York e depois, a partir de 2014, como chefe do Centro Internacional de Istambul para o Setor Privado em Desenvolvimento (IICPSD). Em abril de 2019, Marcos retornou a Nova York para liderar o estabelecimento e gerenciamento do novo Centro do Setor Financeiro do PNUD. Marcos liderou o desenvolvimento da nova estratégia do setor privado do PNUD e suas ofertas no SDG Finance. Ele é co-presidente dos conselhos executivos do Business Call To Action (BCtA) e da Connecting Business Initiative. Além de seu papel no PNUD, Marcos também atua nos Conselhos de Supervisão da CARE Internacional e no Museu do Amanhã Internacional. Nos últimos 25 anos, Marcos tem sido líder em desenvolvimento sustentável, erradicação da pobreza e construção de parcerias com várias partes interessadas. Ele é um defensor apaixonado dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Antes de ingressar no PNUD, Marcos passou 17 anos na CARE International. 

Maria Augusta Arruda

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2002) e doutorado em Biologia (Biociências Nucleares) pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2005). Foi Professora Visitante da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2007-2011), sendo Pesquisadora em Saúde Pública de Farmanguinhos – FIOCRUZ desde 2008. Tem experiência na área de Farmacologia, com ênfase em sinalização intracelular, atuando principalmente nos seguintes temas: NADPH oxidase, apoptose e estresse oxidativo. Dedicou grande parte de seus esforços no melhor entendimento do papel da atividade NADPH oxidase nas vias de sinalização que governam processos como a resposta inflamatória, a disfunção endotelial, a proliferação de células musculares lisas vasculares e tumorigênese/metástase. Atualmente tem trabalhado no campo da Diplomacia Cientifica, e no desenvolvimento de novas tecnologias de high-content e high-throuhput screening para Descoberta de Novos Farmacos, em colaboracao com a Universidade de Nottingham, Reino Unido, aonde atua como Coordenadora-Geral do Programa CAPES-Universidade de Nottingham em Descoberta de Novos Farmacos

Maria Sylvia Oliveira

Maria Sylvia Oliveira é graduada em Direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo. Pós-Graduada em Direito Empresarial e em Direito Tributário, pela – FMU – Faculdades Metropolitanas Unidas; Advogada atuando na área de Direitos Humanos – Questões de Gênero, Raça e Etnia e no enfrentamento à violência contra a mulher e violência doméstica e familiar; sócia efetiva do Geledès-Instituto da Mulher Negra,  onde atualmente ocupa o cargo de Presidenta no triênio 2018/2021; Conselheira Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil, em São Paulo;  Membra da Operativa e do GT Jurídico da  Coalizão Negra Por Direitos; Conselheira no Projeto Liberdade.

Mariana Varella

Mariana Varella é jornalista de saúde e cientista social, e editora-chefe do Portal Drauzio Varella. Mariana Varella é uma referência inconteste para o debate público sobre desinformação, comunicação, saúde e ciência. 

Mariano Cenamo

Mariano é engenheiro florestal, empreendedor social, co-fundador e diretor de novos negócios do Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (IDESAM). Dedica sua carreira na busca por soluções inovadoras para conciliar o desenvolvimento socioeconômico e a conservação florestal na Amazônia. Nos últimos anos, vem se tornando uma referência na construção do ecossistema de negócios de impacto e atração de investimentos privados para a Amazônia. Mariano faz parte da rede de líderes da Fundação Lemann e diversos conselhos e iniciativas voltadas ao desenvolvimento sustentável no Brasil.

Mariluce de Souza Moura

É professora titular da Universidade Federal da Bahia, reintegrada em dezembro de 2015, por decisão da Comissão da Anistia/Ministério da Justiça, 40 anos após ter sido demitida por perseguições políticas da ditadura militar de 1964-1985.É assessora de comunicação e divulgação científica da UFBA. É jornalista, especializada em jornalismo científico desde 1988, depois de duas décadas de trabalho no jornalismo geral e econômico em grandes jornais e revistas brasileiros. É graduada em Jornalismo pela Universidade Federal da Bahia (1972), mestra (1987) e doutora (2006) em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Foi pesquisadora colaboradora do Labjor/Unicamp (2015-2017).É criadora e coordenadora do projeto de divulgação científica Ciência na rua (www.ciencianarua.net) voltado ao público jovem. Criou e foi diretora, de 1999 a 2014, da revista Pesquisa Fapesp, editada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e criou em 2014 a revista Bahiaciência. Implantou o setor de comunicação da Fapesp e foi sua gerente de 1995 a 2002. Foi presidente da Associação Brasileira de Jornalismo Científico. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Jornalismo Especializado: Científico, Cultural e Econômico.

Marina Cançado

Marina Cançado é uma liderança no setor de investimentos de impacto no Brasil. Ela é uma das pioneiras em design thinking, pensamento sistêmico e complexidade, ciência comportamental e, mais recentemente, vem integrando a metodologia Futures Thinking e a Foresight estratégico ao mundo dos investimentos de impacto. Nomeada como um talento na lista Forbes Brasil “Under30” em 2018 e depois de trabalhar por uma década como consultora para empresas familiares brasileiras com atuação relevante em projetos de filantropia, educação, próxima geração e investimento em ESG / Impato, Marina agora se juntou à XP Inc., uma das maiores instituições financeiras brasileiras, para ser Head da área de Sustainable Wealth. Isso significa trabalhar com grandes clientes para fazer a transição de seus portfólios de investimentos tradicionais para investimentos sustentáveis e de impacto.

Mário Aquino

Professor integrante do Colegiado do Centro de Estudos de Administração Pública e Governo da Fundação Getulio Vargas (FGVceapg). Possui graduação em Administração Pública pela Fundação Getulio Vargas – SP (1991), graduação em Direito pela Universidade de São Paulo (1996), mestrado em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas – SP (1996) e doutorado em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas – SP (2002). É professor adjunto do Departamento de Gestão Pública da FGV EAESP. Foi professor visitante na HEC Montréal (2012-2013), na ESSEC Business School Paris (2018) e na Cardiff Business School (2019). É bolsista em Produtividade em Pesquisa 1D do CNPq. É membro do Board of Directors e do Comitê Executivo da International Society for Third Sector Research. É membro do Colegiado do Centro de Estudos em Administração Pública e Governo. Com forte formação em Estudos Organizacionais, as pesquisas que realiza e suas orientações de mestrado e doutorado recaem sobre os seguintes temas: sociedade civil (movimentos sociais, terceiro setor, ONGs), responsabilidade social corporativa (investimento social privado e ação política de empresas), métodos qualitativos de pesquisa (análise do discurso e análise de narrativas).

Maristela Baioni

Maristela Baioni, é bacharel em Economia pela Universidade de Maryland (EUA) e mestre em Banco de Desenvolvimento pela Universidade Americana, Washington, DC (EUA). Atualmente, ocupa o cargo de Representante Residente Assistente do Programa no Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), no Brasil. No PNUD, Maristela Baioni coordena um portfólio de programas de mais de 100 projetos em diversas áreas do desenvolvimento humano, como saúde, meio ambiente, governança democrática, cultura e educação. Suas áreas de especialização são gestão pública, desenvolvimento humano, educação e segurança cidadã.

Neca Setubal

Fundação Tide Setubal

Maria Alice Setubal (Neca Setubal), socióloga, doutora em Psicologia da Educação pela PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo) e mestre em Ciência Política pela USP (Universidade de São Paulo. Autora de diversos livros e artigos para revistas e jornais. Foi Coordenadora de Educação para América Latina e Caribe pelo Unicef. Participação nos seguintes conselhos: Conselho da Aliança pelos Investimentos e Negócios de Impacto,  Conselho do Family Office, Conselho Fundação Itaú para Educação e Cultura,  Conselho Consultivo USP – Universidade de São Paulo, Conselho IDEA – Instituto Estudos Avançados UNICAMP, Conselho Consultivo OPENSOCIETY para América Latina. Foi presidente do Conselho de Administração do CENPEC (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária). Atualmente é presidente do Conselho de Administração Fundação Tide Setubal e do GIFE (Grupo de Institutos Fundações e Empresas)

Nilce Moretto

Nilce Moretto é youtuber, jornalista formada. Responsável pelos canais no Youtube, “Cadê a Chave?” e “Financeiro”, estreado também por Luiz Persechini. Nilce é colaboradora e participante em quase todos os vídeos do canal “Coisa de Nerd”. Além de atuar no podcast “Quero Ouvir”.

Nubia Quilombola

Coordenadora da Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Quilombolas (CONAQ)

Patrícia Campos Mello

Patrícia Toledo de Campos Mello é jornalista e escritora brasileira. É repórter e colunista da Folha de S.Paulo; por sua atuação, recebeu em 2019 o Prêmio Internacional de Liberdade de Imprensa do Comitê para proteção de Jornalistas (CPJ),recebeu em 2016 o Troféu Mulher Imprensa. Em 2017, recebeu o Prêmio Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV). E em 2018, recebeu o Prêmio Internacional de Jornalismo Rei de Espanha e o V Prêmio Petrobras de Jornalismo. É comentarista da Band e Band News. Foi enviada especial em áreas de conflito, como a Síria e a Serra Leoa.

Paula Miraglia

Cientista Social e doutora em Antropologia Social pela USP, foi diretora de organizações não governamentais, entre elas o International Centre for the Prevention of Crime, no Canadá. Foi consultora do Banco Mundial e do Banco Interamericano para o Desenvolvimento.

Paulo Rogério

Paulo Rogério: Publicitário, empreendedor e consultor em diversidade. É da rede alumni do Berkman Klein Center da Universidade Harvard e foi fellow da Fulbright na Universidade de Maryland. Foi escolhido como um dos afrodescendentes mais influentes do mundo, em 2018, pela organização Most Influential People of Africa Descent (MIPAD). É professor do curso de Comunicação Social da Universidade Católica do Salvador e já prestou consultoria para várias organizações internacionais e é sócio da AFAR Ventures, com sede nos EUA. Foi escolhido para um encontro privado com o ex-presidente Barack Obama no Brasil e foi o único brasileiro a palestrar no primeiro evento internacional da Obama Foundation. Paulo Rogério é também cofundador da Vale do Dendê, que acelera e investe em startups da área criativa e digital e autor do livro Oportunidades Invisíveis e colunista da Revista Exame.

Peggy Saïller

Diretora Executiva da NEF, antes de ingressar no NEF como Diretora Executiva em 2007, Peggy trabalhou no setor humanitário por 7 anos, nas áreas de migração e pós-conflito, para a Cruz Vermelha, a Organização Intergovernamental para as Migrações, no Afeganistão, no Caribe e em Genebra. Iniciou sua trajetória profissional na área de desenvolvimento econômico na Missão Econômica do Chile em Paris e é Mestre em Comércio Exterior.

Rachel Maia

Rachel Maia é uma contabilista e empresária brasileira, atualmente CEO da Lacoste no Brasil. Uma das mais destacadas executivas do Brasil, Rachel Maia nasceu em São Paulo e cresceu na Zona Sul da capital. Vinda de família humilde, a CEO da multinacional Lacoste é a mais nova de sete irmãos. A executiva passou oito anos no comando da marca de jóias Pandora, sob sua administração, a Pandora chegou a abrir 100 lojas nacionalmente. Antes disso, ela foi a responsável pela chegada da Tiffany & Co. no Brasil, empresa em que atuou por mais de sete anos.

René Silva

René Silva tem 26 anos, é do Complexo do Alemão e é fundador do jornal comunitário Voz das Comunidades, que tem 15 anos de existência e é uma referência na comunicação das periferias do Brasil. Também integra o Gabinete de Crise do Alemão, criado para enfrentamento do Covid-19 no Complexo.

Roberta Faria

Jornalista formada pela UFSC, cria, vende e responde pela produção de todos os projetos da Editora Mol, maior editora de impacto social do mundo. 

Sabine Righetti

Coordena a Agência Bori, projeto de divulgação científica com grant da Fapesp (2018-2019) e do Instituto Serrapilheira (2019-2020) e também edita a revista de divulgação científica ComCiência (Labjor-Unicamp e SBPC). Pesquisadora doutora no Labjor-Unicamp desde 2019. Antes, docente do Departamento de Gestão Pública da FGV-SP (2017-2019). Tem passagem como pesquisadora visitante pela School of Education da Universidade de Michigan (Knight fellow, 2012) e pela Graduate School of Education de Stanford (Lemann fellow, 2017). Foi Eisenhower Fellow (2014) pesquisando indicadores de inovação. Fez mestrado e doutorado em política científica e tecnológica na Unicamp.

Sidarta Ribeiro

Sidarta Tollendal Gomes Ribeiro é um neurocientista, biólogo, professor titular e vice-diretor do Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Exerceu a função de secretário da Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento (SBNeC) no triênio 2009-2011. Atualmente é membro do comitê brasileiro do Pew Latin American Fellows Program in the Biomedical Sciences e membro do steering committee da “Latin American School of Education, Cognitive and Neural Sciences”. Integra o Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão em Neuromatemática (NeuroMat).

Silvia Morais

Tem 23 anos de atuação profissional no terceiro setor, com experiências em organizações doadoras e donatárias. Sua carreira é fortemente orientada à colaboração entre organizações e às parcerias multissetoriais, tendo como destaque as parcerias com os Ministérios da Previdência Social, Educação e Cidadania para o desenvolvimento e a escala social de tecnologias educacionais que hoje são políticas públicas que atingem milhares de estudantes, mulheres do Programa do Programa Bolsa Família e Aposentados brasileiros.

Foi Diretora Executiva do Instituto Credit Suisse e da Associação de Educação Financeira do Brasil, trabalhou em empresas como Natura e Banco HSBC e IDIS. Foi conselheira do GIFE e da REDEAMERICA e professora no Centro Universitário SENAC.  

Silvia é Relações Públicas, mestre em Administração e Inovação e pós-graduada em Gestão de Organizações Sem Fins Lucrativos pela Universidad San Pablo de Madrid com uma bolsa da Fundação Carolina. Ela também recebeu a certificação em Processos Colaborativos com Humberto Maturana da Escuela Matriztica do Chile.

Tarsila Ursini

Tarcila Ursini atua como Conselheira Independente, mentora e investidora em negócios com impacto socioambiental e em organizações da sociedade civil. É Conselheira de Administração na Korin, membro de Comitês de Sustentabilidade do Banco Santander Brasil, Grupo JSL/Movida, Grupo Baumgart, e do Comitê de Inovação e Sustentabilidade da Duratex. É do Conselho Deliberativo do Instituto Capitalismo Consciente Brasil e do Comitê de Multinacionais do BLab.Foi membro do Conselho de Stakeholders da GRI, Conselheira suplente no ISE da B3. É membro da Comissão de Inovação do IBGC, membro da WCD- Women Corporate Directors. É professora na pós graduação em gestão socioambiental da FIA e dos cursos de formação de Conselheiros do IBGC.É economista pela FEA/USP, advogada pela PUC/SP, mestre em Desenvolvimento e Direito pela Universidade de Londres, UK. Conselheira formada pelo IBGC.

Tatiana Roque

É professora de matemática, história das ciências e filosofia da UFRJ, e coordenadora do Fórum de Ciência e Cultura.

Tatiana Schor

Graduada em Economia, mestrado em Geografia (Geografia Humana, 1999) e doutorado em Ciencia Ambiental (2005) pela Universidade de São Paulo. Realizou estágio pós-doutorado em Geografia Urbana e Econômica pelo Center for Place, Culture and Politics, Graduate Center, CUNY -USA. É pesquisadora dos programas de Pós-Graduação em Geografia do Departamento de Geografia e do Programa em Ciências Ambientais e Sustentabilidade na Amazônia do Centro de Ciências do Ambiente ambos da UFAM. Atuou como Secretaria Adjunta de Planejamento da Secretaria de Produção Rural do Estado do Amazonas – SEPROR, 2013-2014. Atuou como Presidente do Observatório da Região Metropolitana de Manaus – ORMM 2017-2019 e Representante da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência – SBPC no Amazonas, 2018. Atualmente exerce cargo de Secretária Executiva de Ciência, Tecnologia e Inovação, e o Núcleo de Integração e Desenvolvimento da Faixa de Fronteira junto a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação – SEDECTI, do Amazonas.

Thais Barros Beldi

Formada em administração de empresas, atualmente esta como diretora de inovação do Centro Universitário Facens, é membro do Global Philantropists Circle do Synergos Institute e do Conselho do Dia de Doar. Esta como presidente do Instituto Alexandre e Heloisa Beldi, o qual promove a campanha Doa Sorocaba que faz parte de um movimento global que incentiva a cultura da doação e co-fundou o Drops of Action, página no instagram e facebook que conecta pessoas a iniciativas socioambientais que precisam de apoio. 

Thiago Pereira Silva

Doutor em Matemática Aplicada pela Universidade de Potsdam, Alemanha (2007). Professor da Universidade de São Paulo e atuante em Sistemas Dinâmicos e comportamento coletivo. Faz parte do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos e pesquisador do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI). É professor de honra de matemática da Imperial College London, que está entre as dez universidades melhores conceituadas no mundo.

Virgílio Viana

Fundação Amazonas Sustentável

PhD por Harvard e pós-doutor em Desenvolvimento Sustentável pela Universidade da Flórida, Virgilio Viana é o atual superintendente-geral da Fundação Amazonas Sustentável (FAS). Foi o primeiro secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas, entre 2003 e 2008, onde reduziu o desmatamento em 70%, e atualmente é membro do grupo de trabalho sobre Ética da Pontifícia Academia de Ciências do Vaticano. Graduou-se em Engenharia Florestal pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ-USP), foi professor do Departamento de Ciências Florestais na ESALQ/USP (1989-2009), com dezenas de livros e centenas de artigos publicados no Brasil e no exterior. Coordenou o processo de consultas nacionais que deu origem ao Forest Stewardship Council (FSC) em 1993. Foi fundador e presidente do Imaflora (1993-2000). Participou da estruturação do Center for International Research (CIFOR), do Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPÊ) e do Fundo Brasileiro de Biodiversidade (Funbio). Foi presidente da Sociedade Brasileira de Etnobiologia e Etnoecologia (SBEE), da Associação Paulista dos Engenheiros Florestais (APAEF), e vice-presidente da Associação Brasileira dos Secretários de Estado do Meio Ambiente (ABEMA).

Waldez Góes

Antônio Waldez Góes da Silva é um político brasileiro filiado ao Partido Democrático Trabalhista. Atualmente, Waldez Góes é o governador do Estado do Amapá.

Apoio

Quer apoiar o 11º Congresso GIFE? Saiba mais aqui.

Platinum

Bradesco

Master

Itaú Social

Ouro

Fundação Grupo Boticário
Fundação Telefônica
Santander

Prata

Alana
Fundação Bradesco
Fundação Ford
Fundação Lemann
Fundação Tide Setúbal
TV Globo
Ibirapitanga
Laudes Foundation
Instituto Unibanco
Instituto Votorantim

Bronze

B3
Fundação Roberto Marinho
FEAC
Gerdau
Humanize
Instituto ACP
Instituto Arapyaú
Instituto Clima e Sociedade
Instituto Galo da Manhã
Instituto Samuel Klein
Mattos Filho